Etiqueta: <span>dor no pescoço</span>

Cervicobraquialgia, o que é? Como ocorre? Como tratar? Osteopatia, Quiropraxia, Acupuntura em Franca SP

Ultimamente venho recebido em consultório diversos casos de dores que se iniciam na região cervical (pescoço) e que “andam” para o braço. As causas para essa condição pode ser tão vasta quanto a própria vida, pois cada pessoa possui sua identidade postural, e isso por si só diferencia as causas das dores do João e da Maria, mesmo que os sintomas sejam exatamente os mesmo. Protusões ou hérnias discais, espondiloartroses (artrose na coluna cervical) são as consequências de um processo de posturas inadequadas a longo prazo. E esses fatores causam uma compressão da raiz nervosa que sai da coluna. Que por sua vez gera dor por toda a extensão do nervo que percorre o corpo, oriundo dessa raiz. Dai a explicação do porque a dor “anda”.

imagem : https://www.hong.com.br/cervicobraquialgia-o-que-e-causas-e-sintomas/

Os sintomas podem ser 3, agindo de forma isolada ou em conjunto.

1- Dor: local ou irradiada

2- Parestesia: dormência, pode também ser local ou irradiada.

3- Paresia: dificuldade de movimentação de algum segmento ou falta de força no mesmo.

Tudo isso resulta em uma perda progressiva da qualidade de vida da pessoa, primeiro como um incômodo mas depois passa a restringir as atividades de vida diária (AVDs) que incluem dirigir, lavar louça, tomar banho, entre outras.

O tratamento correto é interromper o processo causador da compressão, isso é retirar de sobre a raiz nervosa qualquer estrutura que a esteja comprimindo e assim os sintomas somem naturalmente justamente por ter-se retirado o fator causador.

O tratamento medicamentoso é importante principalmente no inicio dos sintomas a fim de controlar a inflamação resultante desse tipo de agressão. E a cirurgia deve ser vista com muita cautela visto que a região é extremamente sensível e vital, e qualquer erro causa tetraplegia ou morte.

Tudo o que vem entre o medicamento e a cirurgia é de competência do fisioterapeuta, e esse deve ser de fato competente para que o tratamento não seja focado apenas em sintomas mas sim no processo causador, como foi explicado acima.

Normalmente em casos graves demoro de 1 a 2 meses para obter melhoras significativas ou curas desse tipo de problema e em seguida os encaminho para manutenção em algum tipo de atividade física. Sendo assim o uso de drogas fica restrito apenas ao necessário e a cirurgia é descartada.

Enfatizo que a conduta deve ser levado muito a serio no sentido de participação ativa do paciente em todos os retornos e nas orientações a fim de que o tempo de tratamento seja reduzido, evitando recidivas…

aos que gostarem do post e quiserem mais informações entre em contato pelo tel: (16) 99167-9057 ou (16) 99117-3434.

Grande abraço a todos e desculpem os erros de português, ma o objetivo é ser conciso e prático. rsrs…

Como ganhar dinheiro sendo fisioterapeuta, mas sem clinicar

A demanda por profissionais da fisioterapia sentiu bastante os efeitos da pandemia. De fato, ela chegou a crescer no começo …

Descubra como a fisioterapia pode auxiliar na correção da sua mordida

O posicionamento inadequado dos dentes, a má formação do maxilar e dos ossos faciais são comuns e podem ser iniciados …

5 exercícios de correção da coluna para fazer em casa

Se tem algo que pode mudar a qualidade de vida de qualquer um de nós e fazer com que o dia seja mais agradável e menos …