Categoria: <span>Geral</span>

3 dicas para retardar o Alzheimer

Quem tem um idoso na família ou acompanha de perto o cenário da saúde na terceira idade, certamente já ouviu falar de casos de Alzheimer, uma doença que afeta a memória e que tem grande incidência no grupo de pacientes mais velhos. 

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Alzheimer é o quadro correspondente a 60% dos casos de demência em idosos. A doença não tem cura, uma vez que pouco se sabe sobre a sua origem. 

No entanto, há vários métodos que são aplicados para oferecer maior qualidade de vida aos pacientes, mesmo que o quadro não possa ser, de fato, revertido. 

O acesso à informação hoje em dia permite que as pessoas conheçam possíveis doenças que podem ser desenvolvidas ao longo da vida, de modo que elas possam tomar decisões pessoais que diminuam as possibilidades de adquirir esses problemas. 

Assim, seja por meio da impressão de catálogo de uma clínica médica, ou por matérias variadas disponíveis na internet, buscar conhecimento e se preparar para mudar hábitos ruins podem ser ações fundamentais para desfrutar de uma velhice mais tranquila. 

O Alzheimer está entre as doenças mais temidas da terceira idade, e os estudos para tentar desvendá-la não param de ser aplicados. É a partir deles que se obtém informações que podem otimizar vários aspectos dela. 

Assim, descobrem-se meios de lidar antecipadamente com o quadro, ou mesmo novas metodologias capazes de trazer maior bem-estar para quem já foi afetado pelo quadro. 

Se você se interessa pelo assunto, sabe da importância de se cuidar ou quer entender mais sobre o Alzheimer para facilitar a vida de alguém que possui a doença, este artigo é para você. 

Então, siga na leitura deste conteúdo e conheça algumas dicas que podem ser aplicadas para diminuir o avanço do Alzheimer, aprendendo a aplicá-las e garantindo uma qualidade de vida muito melhor para quem precisa. 

O que é o Alzheimer?

Cuidar da saúde sempre foi uma atitude de extrema importância. Não à toa, é fundamental que as pessoas busquem realizar um check up geral periodicamente, além de investir nos cuidados com o próprio corpo.

Isso traz um maior bem-estar, ao mesmo tempo em que permite que se possa ter maior controle sobre as mais diversas situações relacionadas à saúde. 

Ter uma alimentação balanceada e realizar exercícios físicos são ações indispensáveis para quem deseja desfrutar de uma vida mais sadia e tranquila. Atualmente, já não existe quem não saiba disso. 

Em paralelo, é sabido que alguns quadros de saúde podem surgir com o passar dos anos, e em geral, eles costumam ser vistos quando se atinge uma maior idade. 

O Alzheimer é uma dessas doenças, e que ainda precisa ter os seus estudos aprofundados para que se possa saber mais sobre ela. 

A princípio, ela se trata de um quadro com efeito degenerativo do cérebro. Ela afeta uma série de funções mentais, tais como:

  • A memória;
  • A linguagem;
  • A capacidade de fazer cálculos;
  • O comportamento.

Esses problemas surgem e se desenvolvem de forma progressiva, o que faz com que o idoso se torne dependente de ajuda para realizar diversas tarefas do seu cotidiano. 

Nesse sentido, equipes médicas do mundo todo estão em busca de entender mais sobre a doença, e o que se sabe sobre ela pode ser encontrado em diversas fontes de informações, como um folheto a3 ou comparecendo a uma consulta médica. 

O Alzheimer é um tipo de perda de células cerebrais e possui relação direta com a idade do paciente. Assim, quanto mais idade tiver um idoso, maiores são as chances de ele apresentar a doença. 

Além disso, não há um caráter especificamente hereditário no quadro. Porém, existe a verificação de que um paciente desenvolve a doença por predisposição genética, principalmente quando unida a fatores ambientais. 

Entre os principais sintomas da doença, é possível percebê-la quando há uma perda recorrente de memória que compromete a rotina do paciente, assim como algumas mudanças de comportamento, como a agitação, depressão, delírio, agressividade, etc.

Para um diagnóstico preciso, é essencial levar o idoso a uma consulta médica, onde serão solicitados exames de sangue e de imagem, com os quais seja possível diagnosticar o quadro com maior precisão.

Como desacelerar os efeitos do Alzheimer?

Já existem diversos estudos na área médica que tem o objetivo de encontrar formas de desacelerar os efeitos do Alzheimer e de tornar a vida do paciente menos dificultosa. 

Um deles, realizado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, identificou que a liberação do hormônio irisina durante atividades físicas pode trazer uma série de benefícios para os pacientes. 

De fato, há vários meios de diminuir o avanço da doença, e alguns exercícios podem ter papel fundamental nesse cenário. Conheça alguns deles a seguir. 

1. Exercícios mentais

Exercitar a mente é indispensável para que a memória permaneça ativa, o que pode fazer toda a diferença no dia a dia do idoso que possui Alzheimer. 

Assim, alguns exercícios práticos para isso são:

  • Realizar a leitura de livros variados;
  • Estimular que o idoso decore poemas;
  • Desenvolver atividades artísticas;
  • Aprender a lidar com novas tecnologias;
  • Manter conversas e estimular a memória.

Tal como as atividades de estimulação sensorial, os exercícios mentais podem ser aplicados para que o idoso mantenha a sua memória sempre trabalhando, de maneira que ele possa garantir que ela esteja ativa. 

Para tanto, realizar leituras, decorar poemas, fazer pinturas e tocar músicas são exemplos de ações que podem desenvolver aspectos artísticos, o que faz com que a mente nunca fique parada por muito tempo. 

Além disso, adquirir um novo aprendizado, como o uso de novas tecnologias, é outro fator positivo. Em paralelo, manter atividades sociais, como conversas e visitas a amigos e parentes pode ser um auxílio para estimular a memória. 

Todos esses exercícios podem ser fundamentais para que o idoso mantenha a sua mente em funcionamento, justamente porque com eles é possível ir desacelerando os efeitos do Alzheimer. 

2. Acompanhamento médico

O acompanhamento médico do paciente que possui o Alzheimer é essencial para diminuir as dificuldades trazidas pela doença. 

Há a necessidade de que ele tenha um suporte completo, com nutricionista, fonoaudiólogo, neuropsicólogo, fisioterapeuta, entre outros, especialidades estas que permitem uma boa reabilitação. 

A medicação também é de suma importância no tratamento. Por isso, uma sugestão importante é criar um flyer digital e imprimi-lo para deixar as informações como o horário e a dosagem do medicamento disponíveis, para que o idoso possa tomá-lo corretamente. 

3. Alimentação equilibrada

Os cuidados com a alimentação sempre foram indispensáveis para qualquer quadro de saúde, e com o Alzheimer não seria diferente. 

É fazendo refeições balanceadas e nutritivas que o paciente consegue fornecer para o seu corpo os elementos que ele precisa para permanecer ativo e saudável. 

Além de maior disposição física, consumir alimentos com proteínas e ômega 3, por exemplo, podem ser os responsáveis por trazer efeitos positivos para a mente, de modo que estimular o consumo deles é essencial para o paciente com Alzheimer. 

Sinalizar essas informações com placas informativas personalizadas pode ser uma forma de garantir que o idoso queira investir na sua alimentação e desfrutar de melhores condições de vida no curto e no longo prazo. 

Essas são algumas das ações mais significativas para garantir melhorias no quadro do Alzheimer, e que podem trazer efeitos positivos na rotina do paciente. 

Outras considerações 

Assim como um médico precisa utilizar o seu crachá de identificação para atender os seus pacientes, ele também precisará usar o seu jaleco e ter uma sala devidamente equipada para o atendimento ao público. 

Quando o assunto se trata de desacelerar os efeitos do Alzheimer, investir em exercícios mentais, no acompanhamento profissional e na alimentação equilibrada é importante, mas há ainda outra forma de complementar esse processo: realizando atividades físicas. 

Isso é essencial não apenas para quem já possui a doença, mas também para quem quer preveni-la, de modo que ter uma vida mais ativa é essencial para que o corpo tenha maior liberação dos hormônios que podem auxiliar em uma vida mais saudável. 

Acompanhar os avanços da ciência no tratamento da doença também é indispensável para se manter atualizado sobre o que pode ser feito com o intuito de diminuir os males do Alzheimer, ajudando na qualidade de vida dos afetados por esse quadro. 

Tal como uma sinalização vertical de advertência, é preciso estar sempre alerta sobre possíveis sintomas que sejam percebidos na rotina do idoso e que podem dar pistas sobre a presença da doença. 

Por isso, realizar exames preventivos é essencial para controlar de perto todo o histórico clínico do paciente. 

Cuidar da saúde é parte fundamental da vida. Sendo assim, não deixe de seguir as dicas abordadas neste conteúdo, de forma que seja possível diminuir as chances de ter Alzheimer na velhice, ou de poder ajudar um idoso que já apresenta a doença.

Função da fisioterapia para o tratamento de disfunção da ATM

O corpo humano é composto por muitos músculos e ligamentos, sendo que um dos mais complexos e importantes é conhecido por ATM – Articulação Temporomandibular. Basicamente, a articulação liga o maxilar ao crânio e, por ser muito usada até em práticas prejudiciais, a disfunção da ATM pode surgir.

Também conhecida pela sigla DTM, a disfunção da Articulação Temporomandibular é quando essa região passa por problemas que atrapalham tratamentos em curso, como o aparelho ortodôntico, e que geram incômodos e dores diversas.

No presente artigo abordaremos sobre o que é a ATM com mais detalhes e quais tratamentos podem ser buscados para aliviar a dor causada pelas disfunções.

O que é a ATM?

Como mencionado anteriormente, a ATM é a sigla utilizada para especificar a região do corpo chamada de Articulação Temporomandibular. 

Ela fica localizada na base do crânio, posicionada à frente da estrutura da orelha e permite a ligação da mandíbula e do maxilar superior.

Essa articulação possui uma estrutura diferenciada, pois a mandíbula se encaixa em uma reentrância do crânio com uma estrutura em disco situado entre o osso da mandíbula e do crânio, o disco articular.

A articulação é unida por ligamentos de diferentes partes da cabeça e do pescoço, sustentando a mandíbula e permitindo movimentos usados na fala e mastigação, por exemplo. 

Na prática, a articulação temporomandibular tem um funcionamento bastante simples, com dois comportamentos principais. 

O primeiro movimento é a dobradiça, que permite a boca abrir e fechar, como uma porta comum.

O segundo tipo, por sua vez, faz um movimento de deslizamento conhecido como translação, o que faz com que a haja o deslocamento para trás e frente, de um lado para o outro e permite ações como:

  • Cantar;
  • Falar;
  • Bocejar;
  • Comer.

Como qualquer outro tipo de articulação no corpo, a ATM pode sofrer disfunções e desgastes, trazendo dor para as pessoas. Além disso, a inflamação pode limitar os movimentos da mandíbula, o que faz com que a dor irradie pela cabeça e pescoço.

 

A ATM pode ter origem nos dentes e não somente na articulação em si, principalmente em quem sofre de bruxismo.

Isso porque o bruxismo consiste no hábito de ranger os dentes de forma inconsciente, o que causa atrito e força a articulação.

Diversidade de tratamentos

Por ter origens distintas, a DTM pode demandar tratamentos diversos e, por esse motivo, um profissional deve ser sempre consultado.

Para se ter uma ideia, em alguns casos é preciso fazer cirurgia para corrigir os problemas causados por uma DTM, como no caso da mordida alterada – que pode interferir na estrutura e resistência dental. 

Nesse sentido, procedimentos cirúrgicos (como um tratamento de canal, que é um dos mais conhecidos na área odontológica) para alívio da dor de dente podem ser indicados, bem como outros recursos de igual ou menor invasão.

Tal procedimento é feito por um médico-cirurgião bucomaxilofacial. Porém, há outros tratamentos que são eficazes para dores da ATM, sendo uma das mais importantes a fisioterapia.

A fisioterapia tem mostrado importantes resultados para quem sofre com alguma disfunção na ATM e no tópico abaixo abordaremos com mais detalhes sobre esse tratamento.

Fisioterapia para tratar a ATM

A ATM apresenta muitos sintomas e, ao senti-los, é possível buscar um médico que poderá entregar um diagnóstico mais acertado.

Alguns dos sintomas que podem apontar uma DTM (disfunção temporomandibular) são:

  • Desgaste de algum dente ou do implante dentário;
  • Dor ao bocejar ou durante a mastigação;
  • Flacidez dos músculos da mandíbula;
  • Dores de cabeça e no ouvido de modo frequente.

Desse modo, assim que for identificada a patologia e as possíveis causas, o médico pode indicar o tratamento mais indicado. Inclusive é possível ocorrer o acompanhamento com um fisioterapeuta especializado na região da ATM.

Com isso será possível identificar se há alteração na articulação e traçar um plano de conduta e tratamento mais específicos.

Há três fases principais para o tratamento da ATM por meio da fisioterapia, conheça-as melhor nos tópicos a seguir.

  1. Primeira fase

A primeira fase da fisioterapia na ATM consiste no relaxamento das musculaturas orofacial e cervical, além de toda a musculatura intraoral.

Em seguida, são realizadas mobilizações manuais, para que haja o alívio da dor. Já se uma inflamação for identificada, o controle dos processos inflamatórios também poderá ser feito.

  1. Segunda fase

Há uma eletroestimulação mastigatória, feita de forma seletiva e acompanhada de mobilização da articulação temporomandibular e da coluna cervical.

Nessa etapa também são realizados exercícios posturais.

  1. Terceira fase

A última fase consiste na ativação da musculatura mastigatória e da musculatura profunda da coluna cervical, realizando o reposicionamento mandibular.

Nos intervalos das sessões o fisioterapeuta pode encaminhar alguns exercícios que podem ser feitos em casa, como o treinamento de abrir e fechar a boca, falar em câmera lenta e bocejar, promovendo o alongamento natural.

O trabalho da fisioterapia com dentistas (que lidam com procedimentos de extração de dente até os estéticos), ortodontistas e ortopedistas, ajuda no relaxamento dos músculos e das articulações mandibulares, diminuindo as dores causadas pelas disfunções na ATM.

Desse modo, o atendimento multidisciplinar se mostra uma forma interessante de tratar a DTM, já que há um acompanhamento mais claro entre os profissionais e há a facilitação no encaminhamento em caso de haver a necessidade de realizar a cirurgia.

5 celulares para quem joga on-line com o aparelho

Opções incluem aparelhos específicos para gamers.

 

Na última década, vimos os smartphones avançarem de meros aparelhos com tela sensível ao toque para verdadeiros computadores de mão que incluíam funcionalidades avançadas. A popularidade de jogos on-line com celular fez com que esses dispositivos ganhassem modelos específicos para essa atividade.

Ao nível de comparação, todo smartphone pode ser considerado gamer: ele só precisa ser capaz de rodar qualquer tipo de jogo. Porém, como no universo gamer tudo é levado muito a sério, os aparelhos voltados para essa área são construídos para rodar os games mais pesados sem nenhum problema.

Entre os componentes que fazem toda a diferença na hora de definir se um celular é gamer ou não, podemos levar em conta:

  • memória RAM;
  • armazenamento interno;
  • design;
  • otimização de resfriamento;
  • duração da bateria;
  • compatibilidade com periféricos (controles e monitores);
  • taxa de atualização da tela,
  • tamanho e resolução de tela.

Hoje em dia, com as linhas de smartphones premium, é possível jogar Fortnite e Call Of Duty com a mesma qualidade de um PC. A seguir, apresentamos cinco desses modelos, assim como as vantagens e as principais características de cada um.

Galaxy S20

Considerado um dos modelos mais inovadores e potentes dos últimos anos, o Galaxy S20 foi lançado em 2020 e chacoalhou o mundo tecnológico. Com tela de 6.2 polegadas, resolução de 3200×1440 pixels e pouco menos de 8 mm de espessura, ele ganha destaque pelo hardware.

O aparelho possui 128 GB de memória interna, sendo suficiente para armazenar apps e jogos de sobra. A memória RAM tem nada mais nada menos que 8 GB, o que garante rapidez no processamento de imagens e vídeo.

Galaxy Note 20

O modelo Galaxy Note 20 também faz parte da família de smartphones da Samsung e, embora seja menos equipado que o Galaxy S20, em termos de resolução, ele mantém as características de design e hardware, fazendo com que seja um ótimo candidato para jogar on-line.

A conectividade LTE 4G, Wi-Fi e Bluetooth garante velocidade de transferência de dados, essencial para esse tipo de entretenimento, bem como o uso de periféricos, como fone de ouvido, joysticks e monitores externos.

A tela de 6.7 polegadas garante uma ótima visualização durante as partidas, casando muito bem com o GameDriver, driver de otimização da taxa de atualização das telas, anunciado pela fabricante no fim do ano passado.

Asus Rog Phone II

Equipado com o poderoso processador Snapdragon 855+, capaz de rodar qualquer jogo para Android sem travar, o Asus Rog Phone é um dos mais completos para games no mercado atual.

Com tela de 6,5 polegadas e resolução Full HD+, ele oferece atualização de 120Hz, similar aos monitores dedicados para jogos, que melhora o tempo de resposta durante as partidas.

Ele possui memória RAM de 8 GB e interna de 128 GB. A carcaça recebe LEDs RGB, refrigeração especial, duas portas USB e elementos visuais para conquistar os gamers mais exigentes.

Xiaomi Black Shark 2

Sendo uma das marcas mais elogiadas no desenvolvimento de smartphones potentes para uso no dia a dia, a Xiaomi não ficou atrás e criou seu próprio aparelho voltado para jogos.

Lançado em 2019, o Black Shark 2 continua sendo uma das melhores opções para jogar on-line. A tela AMOLED de 6.3 polegadas recebe atualização de 240Hz, o dobro da grande maioria dos aparelhos mais avançados nesse sentido.

O usuário pode escolher entre 6, 8 ou 12 GB de memória RAM, além de até 256 GB de armazenamento interno. O visual fica à parte, com LEDs na traseira do aparelho e um visual mais duro se comparado aos modelos tradicionais.

Huawei P30 Pro

Assim como os modelos Galaxy, apresentados no começo, o Huawei P30 Pro não é diretamente voltado para os games, mas comporta jogos diversos com facilidade.

O usuário pode escolher entre 6 ou 8 GB de RAM, além de até 512 GB de armazenamento interno, com slot para cartão de memória. A bateria de 4.300 mAH garante autonomia suficiente para horas de uso longe da tomada.

Embora a tela de 6.4 polegadas não possua altas taxas de atualização, os usuários podem contar com imagens nítidas e brilho, que permite partidas em qualquer lugar.

Spinning: conheça a aula de bike que ajuda a emagrecer

Saiba mais sobre essa atividade e os benefícios trazidos por ela.

 

Na busca pelo condicionamento físico, é possível escolher entre atividades físicas ao ar livre ou na academia. Entre elas, o spinning conquista muitos interessados. Trata-se de uma aula na bicicleta ergométrica, que consome bastante energia e contribui para o emagrecimento.

A prática simula situações diferentes, como se você estivesse pedalando na rua. No entanto, nada de forçar os limites do seu corpo. É o praticante quem ajusta a carga da bicicleta durante o exercício.

Diferente do que acontece ao andar de bicicleta, em que o uso de itens de proteção é obrigatório, na bike indoor isso não é necessário. Só é indispensável usar um bom tênis e roupas adequadas para a prática de esportes. Quer saber mais sobre as aulas de spinning? Confira como são os treinos e quais são os benefícios.

Treinos

Em média, a duração do treino é de 45 minutos. No entanto, não ache que ele envolve apenas pedalar, até porque isso poderia ser um pouco entediante. Assim, vale a pena verificar se você irá praticar o treino intervalado, de força, ritmo padrão, alta intensidade ou uma mistura de todos os estilos.

A ideia é permitir que qualquer pessoa possa pedalar, dentro de suas limitações. O treino de ritmo padrão, por exemplo, é indicado para iniciantes, principalmente para quem era sedentário e não praticava exercícios anteriormente.

Durante a aula, o professor irá orientar o momento de mudar a velocidade, pedalar em pé ou sentado e te acompanhará para ver se o exercício está sendo feito do jeito certo. Além disso, para que o ambiente fique mais animado, algumas academias apostam em músicas e efeitos de luzes.

Benefícios

O emagrecimento não é o único benefício proporcionado pelo spinning, além dele é possível citar as vantagens abaixo.

Fortalece as coxas

Como o objetivo é pedalar, você estará trabalhando principalmente as coxas, fortalecendo os músculos dessa região. Com o tempo, notará que terá mais facilidade em atividades cotidianas, como subir escadas ou caminhar. O spinning também reduz a celulite nessa área.

Trabalha o bumbum

Além das coxas, o bumbum é exercitado durante o spinning. O resultado é que seus glúteos ficam mais firmes e há menos celulite nessa parte do corpo.

Indicado para todas as idades

Algumas atividades físicas não são recomendadas para crianças ou idosos. No entanto, esse não é o caso do spinning. Qualquer pessoa pode praticá-lo, pois será como andar de bicicleta pelas ruas. O único cuidado é com o ritmo e as limitações, por isso o acompanhamento do personal trainer é indispensável.

Melhora a circulação sanguínea

A circulação sanguínea das pernas é a mais beneficiada por esse exercício, já que é uma das partes do corpo que está sendo exercitada. Você sente menos dores e observará suas pernas menos inchadas no seu dia a dia.

Aprimora a respiração

A melhora da capacidade respiratória é um benefício muito importante, especialmente se a atividade física foi recomendada para o tratamento de asma ou bronquite. Você aprende a usar a respiração baixa, média e alta, respirando muito melhor.

Reduz o estresse

Fazer exercícios com o intuito de diminuir o estresse já é algo normal e muito recomendado pelos médicos. Aqui, você tem a chance de esquecer os problemas e descarregar as energias enquanto pedala. Com isso, dorme mais tranquilamente e diminui o nível de cortisol em seu sangue.

Público

O spinning é recomendado para qualquer pessoa que deseje emagrecer ou busque outro dos benefícios proporcionados pela atividade. Apesar de não ter contraindicações e poder ser praticado por qualquer faixa etária, é interessante fazer uma avaliação médica antes. Com a saúde em dia e um objetivo em mente, você já pode procurar a academia e inscrever-se nas aulas.

Saiba quais são os tipos de agenda

Com data, sem data, com horário, escolar, executiva ou planner — existe uma agenda pensada especificamente para a sua necessidade.

 

As agendas são muito úteis para nos ajudar a organizar a vida, tanto pessoal quanto profissional. Contudo, como as necessidades variam, dependendo da pessoa, os modelos dessa solução também. Além da tradicional agenda datada, você sabia, por exemplo, que existem algumas opções que não têm os dias do mês ou da semana?

Para te ajudar a escolher o seu modelo de agenda para 2021, fizemos uma lista com os principais tipos e as funcionalidades de cada um deles. O ideal é comprar a sua antes do ano acabar, para já deixar alguns planos e datas importantes marcados. Há quem diga que colocar os objetivos no papel ajuda a realizá-los.

Datada

Este é um dos tipos mais comuns no mercado, servindo tanto para anotar os compromissos da vida pessoal quanto da profissional. Em geral, cada página corresponde a um dia do mês e da semana, mas alguns modelos colocam mais de um deles por página para ficarem mais finos e leves.

Se você gosta desse tipo de agenda, é bom pensar na quantidade de compromissos que costuma ter por dia, para escolher uma que tenha espaço suficiente para todos eles. Caso você trabalhe aos sábados, por exemplo, pode não ser interessante ter uma agenda com pouco espaço para os finais de semana.

Não datada

Este tipo de agenda não vem com a data escrita, mas, geralmente, tem um espaço para que a própria pessoa insira o dia do mês ou da semana, conforme a necessidade. Ela pode ser uma boa opção para quem não tem compromissos diários. A vantagem é que, dependendo do uso, pode durar até mais de um ano.

Escolar

Este tipo de agenda costuma ser datada e vir com algumas especificidades que facilitam a vida escolar, como calendário de provas, reuniões de pais e planejamento de estudos. Em geral, as agendas escolares também vêm com os famosos adesivos, que podem ser colados dentro ou fora dela.

 

Muitas escolas têm agenda própria, mas se a sua não tem, a vantagem é poder escolher seus desenhos favoritos para a capa, assim como um tema que deixe a rotina de estudos mais divertida.

Executiva

Este tipo de agenda costuma ter capa e design mais sóbrios, sendo adequado para ambientes profissionais mais formais. Há opções com data ou sem. A melhor escolha depende do seu tipo de trabalho.

Comercial

Uma agenda comercial costuma ter um dia por página e vir com as principais horas marcadas. Por isso, ela é perfeita para consultórios ou salões de beleza, que precisam organizar os horários dos clientes.

Semanal/mensal

Neste tipo de agenda, a ideia é ter a visão de toda a semana ou até do mês em uma só página. Por isso, ela não serve para colocar todos os compromissos. A ideia é marcar somente aquele evento ou reunião importante, por isso, ela é bastante usada em ambientes corporativos.

 

No entanto, uma agenda mensal também pode ser uma boa opção para anotar os aniversariantes do mês, garantindo que você nunca mais esqueça de parabenizar alguém importante.

Planner

O planner é um tipo de ferramenta moderna e dinâmica, que pode cumprir as funções de agenda, mas vai muito além disso. A ideia é que você anote os seus objetivos e as suas metas, sejam profissionais ou pessoais, planejando o seu dia a dia para alcançá-los.

 

No meio das páginas, é comum encontrar frases de autoajuda e perguntas provocativas para que você se lembre do que te move todos os dias. Há opções para todos os estilos, desde fofinhas até mais básicas.

Você vai começar a frequentar a academia? Então, saiba o que não pode faltar no seu guarda-roupa

Confira algumas peças que são indispensáveis para praticar exercícios físicos.

Atualmente, frequentar a academia faz parte da rotina de milhares de brasileiros, e esse público não para de aumentar, algo muito bom, visto que isso significa que cada vez mais pessoas estão interessadas em levar uma vida saudável, deixando o sedentarismo de lado.

No entanto, apesar de o foco da maioria dessas pessoas ser a saúde e a estética, também é preciso dar uma atenção especial às vestimentas, já que, para conseguir extrair o máximo de cada exercício, é preciso vestir roupas que sejam adequadas. Para as mulheres, uma calça legging feminina é indispensável, por exemplo.

Por este motivo, para ajudar quem está prestes a entrar no mundo fitness, separamos uma lista com roupas que são essenciais para praticar atividades físicas e não podem faltar no guarda-roupa. Confira a seguir!

Tênis

O tênis é uma peça obrigatória para a prática de qualquer atividade física. Isso porque ele tem como principal função diminuir as consequências da pisada errada no solo e a sobrecarga causada pelo impacto de determinados exercícios.

Isso é fundamental para evitar acidentes, lesões e fraturas, tanto nos pés quanto nas vértebras, nos joelhos e no quadril. Sendo assim, para que você consiga treinar com mais conforto e menos riscos, o uso do tênis é essencial.

Calça legging

A calça legging costuma ser a peça preferida de quase todas as mulheres que frequentam a academia. Existem diversos motivos que podem explicar a popularidade dessa roupa. O principal deles é a possibilidade de praticar os exercícios com maior fluidez, deixando a atividade mais prática.

Esse modelo de calça também é responsável por diminuir a fadiga muscular, o que, consequentemente, acaba prevenindo possíveis lesões. Além de todos esses pontos positivos, as leggings são peças superestilosas, que permitem a criação de looks diferentes e cheios de personalidade para cada dia. Portanto, ela deve estar presente no seu guarda-roupa assim que a matrícula for concluída na academia.

Camisetas dry fit

Este modelo de camiseta é uma excelente opção para quem faz academia, servindo tanto para as mulheres quanto para os homens. Isso porque o dry fit é um tecido sintético, composto por poliéster, poliamida e elastano.

Além de ajudar no controle da transpiração e da temperatura corporal, a combinação de todos esses fios proporciona uma maior flexibilidade, leveza e conforto durante os exercícios. Diante de todos esses benefícios, não resta dúvida de que uma camiseta com essas características é praticamente obrigatória para quem vai frequentar a academia.

Bermudas e shorts esportivos

Sendo uma das peças preferidas entre os homens que frequentam a academia, as bermudas esportivas fazem toda a diferença na hora de praticar os exercícios, pois são extremamente confortáveis e leves. Além disso, elas são compostas por tecidos que facilitam a absorção do suor, sendo ideais para os dias mais quentes.

Contudo, se você é daqueles que costuma transpirar com maior facilidade, a melhor opção pode ser os shorts esportivos, que possuem um poder de absorção maior que as bermudas, pois eles são mais largos e dão mais espaço para a ventilação, fazendo a pele respirar melhor.

Também existem os modelos de shorts femininos, que costumam ser usados pelas mulheres que não são adeptas da calça legging.

Top

Outra peça que não pode faltar no guarda-roupa feminino é o top, que serve como proteção para a região dos seios e traz mais sustentação no momento dos exercícios. Além disso, ele é fundamental para evitar a flacidez e possíveis problemas que podem ser causados por sobrecargas no busto.

Por que os brinquedos são tão importantes para a saúde dos gatos?

Distração evita que animais fiquem ansiosos e estressados. Além disso, os acessórios estimulam o pet a se mexer, prevenindo várias doenças.

Você já percebeu que, para o seu gato, uma simples sacola, caixa ou bolinha de papel já servem como brinquedos? Isso pode ser ele te mostrando que precisa de estímulos para colocar alguns instintos em prática, mantendo a saúde física e mental.

Assim como nós, os animais devem exercitar-se regularmente. Interagir com o seu gato é um bom jeito de incentivar esse hábito, outro é enriquecer o ambiente com brinquedos, como arranhadores ou uma toca de gatos.

Felizmente, é possível encontrar uma grande variedade de brinquedos no mercado, pensados por especialistas em comportamento felino, para todos os tipos de estímulos que são bem-vindos para o animal.

Seguindo os instintos

Apesar de serem tranquilos e passarem cerca de 60% do dia dormindo, os gatos são felinos acostumados a caçar e fugir de predadores, por isso, contam com instintos aguçados. Eles precisam gastar toda essa energia, então é importante estimulá-los para que se mantenham física e mentalmente ativos.

Acessórios e brincadeiras que simulam caçadas, como bichinhos que se movem com rodinhas, podem fazer muito bem para o seu bichano. Alguns jogos que o façam usar o cérebro, como os lasers, que o fazem seguir a luz ou ter que se esforçar para conseguir alimento, também podem ser legais.

Mantendo a saúde

É comum que os animais domésticos fiquem obesos, especialmente os gatos castrados que vivem em espaços pequenos, como apartamentos. Esse é um problema sério que compromete a qualidade de vida dos animais, sendo fator de risco para várias doenças, como a diabetes.

Cuidar da alimentação é fundamental, mas os exercícios físicos também fazem parte de uma rotina saudável para os gatos. Além de proporcionar um maior bem-estar, o hábito evita que os felinos fiquem ansiosos e estressados, o que não é raro quando eles estão com a energia acumulada do instinto.

Vários estudos mostram que gatos moradores de ambientes ricos em estímulos vivem mais, ficam menos agressivos e até usam melhor a caixinha de areia.

Escolhendo os acessórios

Cada tipo de brinquedo cumpre uma função no entretenimento e no divertimento dos gatos domésticos, então como escolher o melhor? O ideal é ter uma variedade, por terem objetivos diferentes. Além disso, os gatos podem cansar-se assim que o objeto não for mais novidade.

No entanto, uma dica é guardar o brinquedo por uns dias e, depois, apresentá-lo novamente ao animal, como se fosse a primeira vez. Em muitos casos, esse truque funciona! Conheça, abaixo, alguns dos acessórios mais populares entre os bichanos.

Arranhadores

Os arranhadores são importantes para que o animal exercite os músculos, melhorando sua percepção visual e tática, além de seguir o instinto de afiar as unhas. Eles evitam que o pet faça isso nos móveis da sua casa, portanto, seu sofá agradece.

Peteca

A peteca é um dos brinquedos mais baratos, mas faz muito sucesso com os felinos. Trata-se de uma bolinha com pena na ponta, um adicional que também estimula visualmente o seu gato. Os filhotes podem passar horas correndo atrás de uma peteca, o que é ótimo para estimulá-los a se mexer.

Varinha

Este é um brinquedo para as horas de interação com o seu amigo, já que a ideia é que o tutor manuseie a varinha para que o gato tente pegar o que está na ponta. Dá para fazer a sua em casa, mas há opções divertidas e resistentes à venda.

Toca

Na natureza, os gatos escondem-se dos predadores e gostam de camuflar-se durante as caçadas. Por isso as tocas, os túneis e outros brinquedos do tipo são muito interessantes para os felinos, que se sentem numa aventura. Isso sem falar que eles podem usar o brinquedo quando quiserem um pouco de privacidade.

Saiba quais são os feriados do ano e planeje suas viagens

Nem todas as datas comemorativas são consideradas feriados nacionais. Desse modo, veja, de antemão, quais serão as datas mais propícias para viajar em 2021.

Após trabalhar tanto, nada melhor que poder contar com um feriado prolongado para descansar um pouco, tanto o corpo quanto a mente, não é mesmo?

No dia 30 de dezembro de 2020, no Diário Oficial da União, o Ministério da Economia divulgou o calendário com os feriados nacionais e os pontos facultativos deste ano.

Saber quais são as datas que possibilitam o descanso prolongado é bom para poder organizar-se. Dessa forma, dá para adiantar a compra da passagem de ônibus, reservar a hospedagem e preparar as malas com bastante calma.

Se o seu objetivo é aproveitar 2021 para conhecer novos lugares, viajar e viver intensamente, então, a seguir, confira quais são as datas oficiais em que você poderá fazer isso.

Datas regionais

Além do calendário de feriados e pontos facultativos federais, que são comuns a todos os estados, há as folgas regionais.

No dia 25 de janeiro, uma segunda-feira, por exemplo, comemora-se o aniversário da cidade de São Paulo, portanto, é feriado para quem vive ou trabalha no município.

O mesmo ocorre em 9 de julho, quando é celebrada a Revolução Constitucionalista de 1932: feriado em todo o estado de São Paulo. Como a data cai em uma sexta-feira, haverá um dia a mais de descanso ao trabalhador.

Feriados nacionais

Seguindo o que foi divulgado no Diário Oficial da União, os feriados nacionais de 2021 são:

  • 1º de janeiro: Confraternização Universal (sexta-feira);
  • 2 de abril: Paixão de Cristo (sexta-feira);
  • 21 de abril: Tiradentes (quarta-feira);
  • 1º de maio: Dia Mundial do Trabalho (sábado);
  • 7 de setembro: Independência do Brasil (terça-feira);
  • 12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida (terça-feira);
  • 2 de novembro: Finados (terça-feira);
  • 15 de novembro: Proclamação da República (segunda-feira),
  • 25 de dezembro: Natal (sábado).

Pontos facultativos

Na administração federal, são considerados pontos facultativos as seguintes datas:

  • 15 e 16 de fevereiro: Carnaval (segunda e terça-feira);
  • 17 de fevereiro: Cinzas (quarta-feira, até as 14 horas);
  • 3 de junho: Corpus Christi (quinta-feira);
  • 28 de outubro: Dia do Servidor Público (quinta-feira);
  • 24 de dezembro: véspera de Natal (sexta-feira, após às 14 horas),
  • 31 de dezembro: véspera de ano novo (sexta-feira, após às 14 horas).

Observações importantes

O Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, é ponto facultativo em algumas cidades e feriado em outras. Em 2020, a data chegou a ser antecipada para maio, a fim de evitar que as pessoas saíssem de casa.

Este ano, ainda não há uma definição sobre a antecipação de feriados ou pontos facultativos por nenhuma instituição oficial, como governos, municípios ou federação.

O que se sabe é que muitos estados, como Rio de Janeiro e Bahia, cancelaram as festividades de Carnaval, que são bastante populares, para reduzir as chances de aglomerações.

Muitas empresas têm comunicado seus empregados sobre a possibilidade de trabalharem na data, uma vez que o Carnaval é um ponto facultativo.

Planejamento

Ao saber quais são os feriados oficiais do ano que terão a possibilidade de ponte, você pode se antecipar e programar as suas viagens. Lembre-se de que a maioria das pessoas também fará isso, então quanto antes você comprar passagem, reservar hotel e agendar passeios, melhor.

Também é essencial lembrar de que poderá haver aglomeração em alguns destinos, então avalie se realmente vale a pena arriscar ir para locais muito disputados. As medidas de segurança, como uso de máscara e álcool gel, aferição de temperatura e distanciamento social, são obrigatórias em quase todo o país, mesmo durante as viagens.

Como organizar-se financeiramente e redecorar sua casa?

Planejar-se para fazer as compras e pesquisar pelos melhores preços são fundamentais.

A decoração de uma casa é um aspecto importante para que você fique mais confortável em seu lar. Afinal, além de ser um local bastante útil para facilitar o seu dia a dia, é por meio dela que você pode transmitir quem é.

Para quem está de olho em trocar o guarda-roupa ou deseja uma nova mesa de jantar, é necessário cuidado para não comprometer as finanças da casa. Abaixo, conheça algumas dicas de como planejar-se adequadamente para que você possa redecorar sua casa de forma apropriada.

Reveja suas finanças

O primeiro passo é justamente organizar-se financeiramente para que você possa comprar móveis novos de maneira segura, sem se endividar. Para isso, é necessário que você analise suas finanças, vendo o que pode fazer para economizar e ter dinheiro para esse investimento futuro. Portanto, ponha no papel qual é a sua renda familiar mensal. Também anote as suas despesas, observando aquelas que podem ser cortadas.

Não é o caso de gastos fundamentais, como contas de água, luz, internet, condomínio e supermercado, mas aqueles custos que são supérfluos: compras desnecessárias de itens que você não irá utilizar de imediato ou que vão além de suas necessidades. Para economizar, sempre reflita sobre a real necessidade de efetuar aquela compra, analisando se você não pode deixá-la para outro momento.

Planeje suas compras

Além de reorganizar-se financeiramente, é importante que você planeje o que irá comprar. Dessa forma, você não corre o risco de fazer compras imprudentes ou sem necessidade, que apenas irão consumir uma parcela do que você separou, fazendo com que você abra mão de um item que necessita mais.

Portanto, faça uma lista dos itens que você pretende comprar, em ordem de prioridade. Ao montá-la, já pense em alternativas para os principais produtos, uma vez que há o risco de você não encontrá-los disponíveis ou com um bom preço.

Essa lista é vantajosa não apenas para que você mantenha o foco naquilo que importa, mas também para que possa começar a pesquisar os preços. Não tenha pressa nessa hora: compare os valores em diferentes lojas e sites, veja quais são as condições de pagamento e, caso se trate de uma compra pela internet, lembre-se de considerar o valor do frete.

Caso as suas compras sejam parceladas, tenha em mente que essa será uma despesa presente no seu orçamento pelos próximos meses. Então, verifique se isso não vai coincidir com outros custos no futuro, como o pagamento de impostos, a exemplo do IPTU e do IPVA.

Conheça o histórico das lojas

Durante esse período de pesquisa, também é importante que você procure saber o histórico das lojas em que planeja fazer as suas compras. Caso contrário, você apenas irá desperdiçar o seu dinheiro em um item de baixa qualidade ou, no pior cenário, cair em algum golpe.

Assim, é fundamental que você pesquise os antecedentes das lojas. Na internet, consulte qual é o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) da empresa, uma informação que legitima as operações dela. Anote os telefones de contato que são disponibilizados pelo site, caso você enfrente algum problema.

Também é uma boa recomendação procurar a opinião dos consumidores sobre determinada loja. Na internet, verifique se há reclamações sobre o produto, seja sobre a qualidade ou o serviço, como demora na entrega. Aproveite para ver se existem reclamações contra a empresa no Procon.

Tenha um teto de gastos

A lista de compras já irá ajudá-lo bastante no direcionamento do que comprar. Porém, outra medida importante que você deve tomar para não se comprometer financeiramente é estabelecer um teto de gastos. Com isso em mente, fica mais difícil ser tentado por promoções e acabar comprando o que não precisa.

Se você observar que irá ultrapassar esse limite imposto, atenha-se à lista de prioridades que estabeleceu. Caso algum item precise ser cortado, não tem problema: é mais vantajoso fazer essa compra em outro momento, quando você estiver financeiramente confortável.

Quais são as diferenças entre bebida destilada e fermentada?

Forma de preparo, teor alcoólico e sabor — entenda o que diferencia as bebidas alcoólicas.

Presente nas festas, no happy hour e nos momentos de descontração, as bebidas alcoólicas devem ser consumidas com moderação, apenas por pessoas acima de 18 anos. Vinho, cachaça, vodka, cerveja, gin e whisky são apenas alguns nomes que fazem parte do cardápio de drinks que, certamente, já preencheram o copo ou a taça de muita gente em bares e restaurantes.

Com concentração de álcool variada, essas bebidas são feitas com ingredientes diferentes, como malte, uva, batata e outros, por processos de fermentação ou destilação. Na prática, você sabe o que isso indica e o que os diferenciam? Continue a leitura porque, a seguir, explicamos direitinho como seu drink preferido é fabricado.

Fermentados

Para que uma bebida possa transformar açúcares em álcool, é preciso que ela passe pelo processo de fermentação. Geralmente, leveduras são usadas para acelerar o método. Esses micro-organismos consomem o açúcar do líquido-base (suco de uva, bagaceira de cana, mosto de cevada, etc) e expelem álcool.

Alguns exemplos de bebidas fermentadas:

  • cerveja;
  • champanhe;
  • sidra;
  • vinho,
  • saquê.

Destilados

Após ser fermentada, a bebida pode passar pelo processo de destilação, uma espécie de filtragem ou purificação. O álcool obtido por essa tática é aquecido até vaporizar. Ao condensar, o vapor transforma-se na bebida destilada.

São exemplos de bebidas destiladas:

  • whisky;
  • conhaque;
  • cachaça,
  • vodk

Diferenças

A principal variação entre as bebidas fermentadas e destiladas está no teor alcoólico. Por conta do processo de destilação, que evapora a água, as segundas tendem a ser muito mais alcoólicas que as primeiras.

Uma boa comparação está na cerveja e no whisky, que são feitos com a mesma matéria-prima: o malte de cevada. Enquanto a primeira passa pela fermentação, na sequência, já é pasteurizada e servida, tem teor alcoólico que pode variar de 4% a 20%, dependendo do tipo de malte e da técnica de produção.

Se o malte fermentado for fervido e destilado, torna-se whisky, podendo chegar à graduação de 70% de álcool, uma vez que a água é evaporada e o álcool torna-se cada vez mais concentrado.

Outro ponto importante é que os destilados também são mais calóricos que os fermentados — se consumidos com moderação, esses últimos podem até fazer bem para a saúde.

Cerveja e vinho são ricos em antioxidantes e vitamina B, podendo contribuir para a saúde cardíaca e cutânea, se forem ingeridos regularmente e em pequenas doses — “a dose faz o veneno”, diria Hipócrates, pai da Medicina.

Ressaca

Tem gente que acredita que não pode misturar bebidas destiladas e fermentadas numa mesma noite, sem correr o risco de acabar bêbado. A verdade é que não importa a mistura, mas, sim, a quantidade de álcool ingerida, sendo que a resistência a esse ingrediente é algo bastante subjetivo e individual.

Para quem não quer sofrer com a ressaca no dia seguinte, a dica é moderar no consumo, forrar o estômago antes de começar a beber e caprichar na hidratação. Intercalar uma taça daquele drink alcoólico com um copo de água pode fazer toda a diferença no dia seguinte, mesmo que você tenha que passar parte da noite no banheiro.

Dieta

Quem precisa cuidar do peso sabe que bebida alcoólica não combina com dieta — mesmo que se use a desculpa de que cerveja é diurética ou vinho tem antioxidantes.

Altamente calóricas, essas bebidas, fermentadas ou destiladas, tendem a ser consumidas com petiscos e alimentos gordurosos, favorecendo o ganho de peso.  Sem contar que elas atrapalham o discernimento, e a pessoa acaba comendo mais sem perceber também.

iOS: saiba tudo sobre o sistema do iPhone

Sistema é considerado um dos melhores por manter atualizações constantes.   Quem é usuário de dispositivos Apple …

O que é geladeira frost-free? Conheça a tecnologia

  Entenda as vantagens, facilidades e diferenças em relação aos outros modelos.   Quem não se lembra da bagunça …

Combinação de metal e madeira é tendência de decoração

Saiba mais sobre o estilo industrial e como aplicá-lo no seu espaço.   Combinação entre o rústico e o urbano, o …