Dicas de Fisioterapia para Pacientes e Fisioterapeutas

Leia nossos artigos. Melhore o seu estilo de vida agora!

Interior de uma clinica de fisioterapia

CLÍNICA DE FISIOTERAPIA O QUE É? E COMO ENTENDER SUAS ESPECIALIDADES?

Bom, quando se pensa em clínica de fisioterapia logo vem a mente um espaço grande, com muitos aparelhos e pessoas indo e vindo com roupas brancas e muitas macas, não é mesmo? Bom leia este artigo até o final que vou te mostrar tudo o que precisa saber sobre clínica de fisioterapia!

Mas o que precisa ficar claro é que clínica vem do verbo clinicar, que nada mais é que interpretar os sinais e sintomas que o paciente apresenta e propor e aplicar uma conduta terapêutica.

Isso pode ser feito tanto por médicos, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, entre muitas outras profissões da área da saúde.

Nessa interpretação cabe o que chamamos de exames complementares, que são testes validados feitos por imagens ou por fluidos orgânicos em que podemos corroborar com os achados clínicos como testes, palpações e verificação visual. Temos hoje no Brasil uma ideia que se o médico não pede exame e ele não esta cumprindo seu papel, acha-se que o exame será a chave para resolver o seu problema, mas não é assim que ocorre.

Dentro da área da saúde temos uma máxima que diz que a clínica é soberana, isto é, os exames clínicos descritos são mais fiéis que os exames de imagens como raio-x, tomografia computadorizada, ultra som e ressonância magnética.

Isso por que muitas vezes aquele quadro apresentado não é causado pelo achado nos exames. Por exemplo, um paciente chega com uma dor na face posterior do glúteo em irradiação até o pé. A princípio qualquer profissional da área atestaria que se trata de uma dor ciática. Sendo assim, resolve-se fazer um exame de imagem, uma ressonância magnética e encontra-se uma hérnia de disco na região de L2 (segunda vértebra lombar). Com pouco estudo sabe-se que a região que apresenta a hérnia não poderia estar gerando aquele sintoma até o pé, sendo assim não é a hérnia que esta gerando aquele problema. E isso é muito comum.

Clinicar é diferente de ter uma clínica

Quando pensamos em clinicar precisamos estar em dia com nossos estudos e sabermos de ato o que cada sinal e sintoma quer dizer, e caso tiver um exame de imagem saber relacionar e ver se a imagem de fato corresponde aos achados clínicos.

Pois, ultimamente muitos profissionais se baseiam tanto na imagem que esquecem da máxima e acabam fazendo diagnósticos equivocados gerando aborrecimento e prejuízo ao paciente e, ao mesmo tempo frustração e desconfiança para com o profissional.

Sendo assim a ideia de uma clínica diminuta e altamente especializada esta muito mais próxima da realidade clinica do que uma clínica grande onde não se tem o olhar especializado para cada pessoa e não saiba exatamente o que fazer, aplicando protocolos pouco coerentes e resolutivos, gerando um grande numero de consultas e baixa resolutividade comprometendo o trabalho de outros profissionais da mesma área que acabam ficando desacreditados.

Nossa clínica

Nossa clínica de fisioterapia tem a finalidade de entender e tratar o paciente de forma exclusiva e personalizada, e entendemos que a independência do paciente é nossa maior conquista, pois se o paciente cria dependência do tratamento, o que em alguns casos é inevitável como manutenção, ele não estará empossado e consciente da própria saúde.

Por isso temos na nossa clínica a premissa de que após melhora de 80 a 90% dos sintomas, normalmente conseguidos após algumas consultas em maca o paciente precisa aprender sobre o seu problema, fazendo aquilo que será bom para evitar novas recidivas, assim como evitar fazer coisas que possam gerar novamente o problema.

Portanto o atendimento especializado e personalizado é a chave para que nosso serviço seja tão bom com uma taxa de resolutividade acima de 90% dos pacientes que nos procuram e seguem o tratamento até o final.

Não existe magica na anatomia e na biomecânica, é importante que isso seja claro para que a responsabilidade da melhora seja distribuída em partes iguais entre o terapeuta e o paciente, assim, com esse engajamento qualquer problema não cirúrgico fica fácil de resolver.

Fisioterapia no futuro

Entendo que a fisioterapia esta saindo do armário, no sentido de que até a pouco tempo atrás vivíamos como uma profissão de segunda mão. Isso quer dizer que só éramos tidos como úteis após uma indicação médica.

Então não é necessariamente verdade, claro que podemos ser indicados por um medico assim como podemos indicar o paciente a um medico caso não não esteja sobre nossa tutela o tratamento dele, mas o que esta acontecendo e com muita alegria e confiança da minha parte é que o fisioterapeuta cada vez mais esta sendo visto como um profissional de primeiro contato, o que ao meu ver é o mais correto a ser feito.

Seja para facilitar os serviços de saúde ou para escalonar a partir dos serviços mais básico o fisioterapeuta tem o papel de ser o primeiro profissional a ser procurado nos casos de dores e problemas ortopédicos e traumáticos, este ultimo de pequena monta.

Por que a conduta do tratamento fisioterapêutico é muito menos agressiva ao organismo que a conduta medica de forma geral, pois caso o paciente melhore sem a ingestão de remédios e com condutas que vão lhe ensinar a lidar com a questão, então essa conduta foi menos danosa para sua saúde presente e futura.

Não que os médicos não devam ser consultados em casos de dores mas normalmente a conduta medicamentosa não trata o problema em si, e sim os sintomas, diferente da conduta do fisioterapeuta que ira entender e propor uma reversão do quadro por meio dos mesmos canais ao qual ele se lesionou, ou seja, do seu ambiente e cotidiano.

Por meio de tudo isso o fisioterapeuta esta se valorizando como profissional, tanto na sua condição inerente de ser consultado em primeira mão, o que por si só já configura uma posição de valorização da sua conduta, quanto da remuneração e do valor cobrado pelas consultas, que certos profissionais por não terem a confiança ou o conhecimento necessário acabam por se desvalorizar ao ponto de não valer mais a pena ficar na profissão.

Acho que no futuro a fisioterapia será cada vez mais presente e crescerá como a principal profissão ao se tratar de dores e com isso ganha-se todos. A população por ter opções mais sadias e resolutivas para suas pendencias, o fisioterapeuta pelo papel de tratar e principalmente ensinar o paciente sobe seu problema biomecânico e os médicos por não terem pacientes que voltam sem melhoras aos seus consultórios queixando-se da profissão como um todo.

iOS: saiba tudo sobre o sistema do iPhone

Sistema é considerado um dos melhores por manter atualizações constantes.

 

Quem é usuário de dispositivos Apple ou conhece um pouco sobre a empresa, sabe que ela faz questão de manter certa exclusividade em todos os produtos. Com o iPhone não é diferente: o sistema operacional do smartphone é especialmente desenvolvido para oferecer uma experiência única de navegação.

 

Desde 2019, o iOS passou a ser exclusivo para o iPhone, com os iPads funcionando com o sistema iPadOS e os computadores com o macOS. Isso permite que cada dispositivo tenha suas funcionalidades otimizadas, bem como os softwares compatíveis com cada um deles.

 

A seguir você relembra um pouco da história do sistema operacional Apple, até chegar à versão 14.4.

iOS: os primeiros anos

A versão inicial do iOS funcionava no primeiro iPhone e nos iPods, até então os únicos dispositivos móveis fabricados pela Apple. Na época, as atualizações do sistema eram vendidas, separadamente, por cerca de $20.

 

As funcionalidades ainda eram limitadas:

 

  • duplo clique no botão inicial para ativar atalhos;
  • aplicativos;
  • reorganização da ordem dos apps na tela inicial;
  • alternância de conexões WiFi e EDGE.

 

A partir da versão 3.0, em meados de 2009, o iOS passou a ser compatível com os iPads, permitindo o compartilhamento de vídeos do YouTube no Facebook, compatibilidade com teclados sem fio e reprodução de vídeos em 720p.

 

iOS 9

A partir do iOS 9, que chegou com os iPhones 6 e 6S, as funcionalidades do sistema foram ficando mais próximas do que conhecemos hoje. As principais mudanças foram na navegação multitasking, introdução do 3D Touch e a compatibilidade com os Apple Watch e o aplicativo Saúde.

iOS 10 e 11

 

A versão 10 do iOS trouxe ainda mais recursos, como a interação da Siri, assistente inteligente da Apple, com diversos aplicativos, como o WhatsApp; pesquisa de imagens na biblioteca por palavras-chave, opções de acesso com a tela bloqueada e melhorias na câmera.

 

Comemorando os 10 anos do iOS, a Apple trouxe inúmeras novidades, como o reconhecimento facial para desbloqueio da tela, ligação de emergência com toques no botão de energia, modo retrato na câmera, emojis animados, relatório médico para acesso em emergência e ainda mais compatibilidade com acessórios da marca.

 

iOS 14

Lançado em 2020, o iOS 14 foi o que mais apresentou mudanças visuais no sistema, onde os usuários passaram a contar com a possibilidade de adicionar widgets na tela inicial, personalizando a navegação dos aplicativos mais usados. Eles também ganharam funções dinâmicas, que mostram informações em tempo real de acordo com as configurações do usuário.

 

Outro ponto relevante foi a biblioteca de apps, algo presente há muito tempo nos dispositivos Android, e que permitiu que os usuários de iOS tivessem uma lista completa dos aplicativos instalados, organizados automaticamente em pastas.

 

As notificações de ligações recebidas também passaram por mudanças, exibindo apenas um banner na parte superior da tela. Para quem está acostumado com o modo antigo, que ocupa toda a tela, “interrompendo” a navegação, a forma de notificação pode ser alterada nos ajustes do aparelho.

 

Outra grande novidade foi o PiP (Picture in Picture), que permite que vídeos sejam reproduzidos enquanto o usuário navega por outras tarefas no iPhone. Tanto vídeos de sites como chamadas do FaceTime podem ser ativados com o recurso.

 

O iMessage, aplicativo nativo de mensagens dos iPhones, também passou por mudanças, ganhando mais praticidade na hora de encontrar conversas, que podem ser fixadas; uso de emojis personalizados e opção de respostas diretas.

 

A função de traduzir línguas em tempo real também chamou a atenção dos usuários, que podem escolher a tradução por texto ou áudio. A Siri também ficou mais inteligente, oferecendo mais recursos e com visual mais compacto: quando está ativada, há apenas uma esfera colorida na parte superior da tela.

 

O que é geladeira frost-free? Conheça a tecnologia

 

Entenda as vantagens, facilidades e diferenças em relação aos outros modelos.

 

Quem não se lembra da bagunça na cozinha em dia de descongelar a geladeira? Porta aberta, alimentos espalhados pelo ambiente, chão alagado e até um ventilador ligado para acelerar o processo. Felizmente, com o desenvolvimento da tecnologia, esse tipo de cena é cada vez menos comum.

 

Quase todos os aparelhos vendidos hoje vêm com alguma função para facilitar o degelo, e uma das tecnologias mais modernas é a frost-free. Se você quer uma cozinha equipada e mais praticidade no dia a dia, uma geladeira desse tipo precisa estar no topo da sua lista de desejos.

 

Do inglês, o termo frost-free significa “livre de congelamento”. Isso quer dizer que esse é um sistema de refrigeração capaz de evitar o acúmulo de gelo no congelador, o que significa, basicamente, que você não terá que descongelar a sua geladeira.

Como funciona?

Está se perguntando como pode ser possível que os alimentos sejam congelados sem a formação de gelo? A gente explica: esse tipo de refrigerador tem um sistema que é ativado automaticamente em curtos intervalos de tempo, em um processo que se auto-sustenta.

 

Essa bomba ou resistência — dois tipos de sistemas mais comuns — funciona gerando calor, que derrete o gelo que está começando a se formar nas laterais do freezer. Essa água, então, é canalizada para um pequeno reservatório.

 

O “segredo” desse sistema, é que esse reservatório fica em cima do compressor da geladeira, ou seja, está sempre quente. Assim, essa água evapora e, por uma ventoinha, esse vapor circula dentro do próprio aparelho, não gerando nenhum tipo de vazamento ou resíduo.

Quais são as vantagens e desvantagens?

Basicamente, com uma geladeira frost-free você não terá que fazer nada além de limpá-la com um paninho de tempos em tempos. Uma vantagem e tanto. A outra é que, por conta do vapor que circula dentro do aparelho, a tendência a acumular odores dos alimentos é bem menor.

 

A principal desvantagem é que as geladeiras frost-free ainda costumam ser consideravelmente mais caras que as suas concorrentes. Além disso, justamente para sustentar esse sistema complexo, podem consumir mais energia.

 

Uma dica é sempre verificar o selo que fala sobre a eficiência energética do aparelho antes da compra, pois já existem modelos frost-free que também são econômicos. Pode valer a pena pagar um pouco mais por eles porque a economia no longo prazo compensa o investimento.

E os outros tipos de degelo?

A tecnologia frost-free é a mais moderna e prática, mas não é a única que facilita o processo de descongelar a geladeira. É importante conhecer como cada sistema funciona antes de fazer a sua escolha. Para te ajudar, listamos e explicamos os tipos de degelo mais comuns:

Cycle Defrost

Geladeiras com esse sistema acumulam menos gelo e precisam ser descongeladas com menor frequência — a promessa é apenas duas vezes ao ano. Porém, de vez em quando, você ainda precisará ter esse trabalho.

Degelo manual

É uma opção para quem não pode pagar muito por uma geladeira, mas não é tão prático porque, de tempos em tempos, você terá que desligar o aparelho da tomada para que o gelo derreta e seja retirado. Costuma ter um reservatório ou gaveta para armazenar essa água até que você a retire e esvazie.

Degelo semiautomático

Esse sistema se parece com o degelo manual, com a diferença de que não precisa desligar a geladeira da tomada. Em geral, você aciona um botão que permite que a geladeira continue funcionando enquanto o freezer descongela. A água cai num reservatório que você deve esvaziar no final do processo.

 

Degelo seco

Algumas geladeiras com degelo semiautomático possuem sistemas de degelo seco, que são um pouco mais práticos, já que a água não precisa ser retirada, pois cai em um local onde, na sequência, evapora sozinha.

 

 

 

 

 

 

Combinação de metal e madeira é tendência de decoração

Saiba mais sobre o estilo industrial e como aplicá-lo no seu espaço.

 

Combinação entre o rústico e o urbano, o chamado estilo industrial tem ganhado cada vez mais adeptos na decoração de ambientes internos. A presença de elementos como madeira, metal, concreto e tijolos aparentes é a sua principal característica.

 

Essa mistura pode se revelar tanto nos detalhes quanto no espaço como um todo. Um piso de cimento queimado, uma penteadeira de madeira com uma banqueta de aço escovado, papel de parede com tijolos vermelhos, são exemplos de elementos que podem trazer um ar industrial para o seu refúgio pessoal.

 

Seja nos móveis, paredes, piso ou na decoração, a mistura de metal e madeira — combinação que é uma das marcas do estilo industrial — é uma tendência que você pode incorporar ao seu quarto, por exemplo, sem medo de errar.

Um pouco mais sobre o estilo industrial

O chamado estilo industrial tem suas raízes nas décadas de 1950 a 1970, quando estúdios e galpões industriais, localizados na cidade de Nova Iorque, passam a ter uma nova funcionalidade, transformando-se em espaços para se morar, a exemplo dos famosos lofts residenciais.

 

O estilo chama atenção por mesclar elementos comuns das fábricas — aço, metal e concreto — com madeira e tijolos aparentes. Outro aspecto importante é a presença de espaços fluídos e funcionais, onde é possível ter uma amplitude maior e menos separações entre os ambientes.

 

Contudo, para adotar um estilo industrial em sua casa ou apartamento é preciso buscar certo equilíbrio, de modo que diferentes elementos consigam se comunicar de forma harmoniosa.

O estilo industrial no seu quarto

Se após conhecer um pouco mais sobre o estilo industrial você se encantou, provavelmente ele será uma excelente opção de decoração para o seu quarto. Nesse caso, vale a pena observar quais as mudanças que podem ser feitas e quais móveis podem ser trocados ou acrescentados ao espaço.

Pintura ou papel de parede

Se tem um elemento que pode mudar completamente um ambiente é a coloração. Você pode optar tanto pela pintura quanto pela aplicação de um papel de parede — cada um proporciona um efeito marcante.

 

Cores mais escuras como preto, cinza e tons terrosos são os mais comuns. Você pode, ainda, mesclar uma parede acinzentada com o restante do espaço mais neutro para dar mais claridade ao quarto.

Cama

A cama é um dos móveis que conseguem refletir essa mistura própria do industrial-urbano, exatamente por poder mesclar metal e madeira em um único móvel. Um modelo de cama em madeira com acabamento metálico ou ainda uma cama em aço com cabeceira de pallets são algumas das opções.

Escrivaninha

Móvel indispensável para quem usa o quarto como local de estudo ou trabalho, a escrivaninha também pode trazer esse tom urbano para o seu quarto. Mesas com pernas palito em madeira e tampo de metal (ou tampo de madeira e pernas de aço) são modelos interessantes. Outra possibilidade é usar uma mesa toda em madeira com uma cadeira de acabamento metálico.

Lâmpadas

As lâmpadas aparentes são outra característica marcante do estilo industrial. No quarto, elas podem ficar penduradas acima da cama. Prefira os modelos de filamento em LED que, além de serem mais econômicos, conseguem oferecer o mesmo design que os modelos mais antigos.

Prateleiras

Para organizar livros, CDs, porta-retratos e outros objetos decorativos, as prateleiras são uma excelente alternativa, já que unem praticidade e organização em um único elemento.

 

Para o efeito industrial, vale a pena investir em modelos de madeira com a sustentação em acabamento metálico. Caso a ideia seja reaproveitar, você pode usar pallets suspensos com peças de aço em formato triangular.

Penteadeira

Já pensou uma penteadeira toda em aço escovado com um espelho redondo ao centro e uma banqueta de madeira? Esse é um modelo bastante inusitado. Se o seu desejo, porém, é por algo mais clássico, invista em uma penteadeira em madeira e uma cadeira em aço. Simples assim.

 

 

 

Costa do Sauípe: melhor lugar para sua família

Resort all-inclusive conta com estrutura completa e alia diversão com relaxamento no litoral baiano.

 

Programar uma viagem em família é muito divertido, mas exige alguns cuidados para garantir que todos aproveitem o passeio. Isso significa que o destino escolhido precisa oferecer atividades que contemplem diferentes faixas-etárias, garantindo uma boa experiência tanto para os pais quanto para as crianças.

 

A boa notícia é que o Brasil tem um leque amplo de destinos, contemplando desde os amantes de praia até aqueles que preferem temperaturas geladas. O turismo na Bahia é uma boa opção para as famílias que querem aproveitar o litoral e, ao mesmo tempo, buscam uma imersão cultural durante a viagem.

 

Optar por um resort é uma das melhores opções para as famílias que querem sair do ritmo frenético da cidade. Assim, os pais podem relaxar, enquanto as crianças conseguem brincar o dia inteiro.

 

O Resort Costa do Sauípe está localizado a 76 km da capital baiana. Então, os hóspedes podem usufruir do sistema all-inclusive do complexo, fazendo passeios no estilo bate e volta em Salvador. A seguir, confira o que fazer no resort e quais são os passeios mais indicados.

Espaço Kids

É importante escolher um resort que tenha espaços dedicados aos pequenos. Isso porque eles precisam de diferentes estímulos, podendo cansar da rotina de praia e piscina.

 

Na Costa do Sauípe, as crianças utilizam a brinquedoteca e o playground, participam de oficinas de arte e culinária com os monitores, além de fazerem muitas outras atividades com os novos amigos.

Vila nova da praia

A Vila nova da praia imita uma cidadezinha baiana, trazendo aquela sensação de estar em um vilarejo. O local é o coração do resort e funciona como um ponto de encontro para todos os hóspedes, independentemente da ala em que eles estão hospedados.

 

A Vila nova da praia ganha vida quando o sol se põe. Lá, o turista aproveita as apresentações de música ao vivo e faz compras em lojinhas de artesanato. Também é possível tomar um sorvete ou jantar em um restaurante diferenciado (serviço separado do all-inclusive).

Praias e piscinas

Um bom resort para a família precisa oferecer diversas atividades para que todos fiquem entretidos durante o dia. Por isso, a Costa do Sauípe conta com diversas piscinas e três praias. Então, quem se hospeda no complexo realmente usufrui de uma estrutura completa.

 

Os hóspedes que preferem praia podem ficar nas espreguiçadeiras, fazer caminhada na areia e praticar esportes, como o vôlei. Entretanto, também é possível tomar sol na beira da piscina e participar de brincadeiras internas com monitores.

Quermesse da vila

A Quermesse da vila funciona como uma espécie de festa junina prolongada, já que funciona durante todo o ano. Ali, os hóspedes podem andar em uma roda gigante e brincar nas barracas de jogos, mas esses serviços são cobrados separadamente.

Vila assombrada

Quem disse que um resort só fornece atividades relaxantes? Na Vila assombrada da Costa do Sauípe, os hóspedes enfrentam as mais temidas lendas urbanas brasileiras. A casa tem ambientação inspirada em filmes de terror, criando um cenário assustador.

 

Essa atividade é para maiores de 10 anos. Crianças que possuem entre 10 e 14 anos devem estar acompanhadas de um adulto para participar.

Esporte, SPA e academia

Fazer exercícios físicos é muito importante para o corpo e para a mente. Então, quem quer praticar esportes durante as férias consegue fazer isso da melhor forma. Além da academia, o hóspede tem uma quadra de vôlei e outra de handebol à disposição, incluindo um campo de futebol society.

 

Por outro lado, quem está em busca de mais relaxamento pode procurar os serviços oferecidos pelo SPA do resort — que são cobrados à parte.

Passeios próximos ao resort

Os serviços citados anteriormente estão disponíveis aos hóspedes no resort.  Entretanto, também é possível fazer passeios no estilo bate e volta, conhecendo outros destinos baianos.

Salvador

Quem quer conhecer a capital baiana pode contratar o passeio no hotel. O roteiro abarca os principais pontos turísticos de Salvador: Elevador Lacerda, Pelourinho, Farol da Barra e Basílica do Senhor Bonfim, além da Igreja e do Convento São Francisco.

Projeto Tamar

O Projeto Tamar está localizado na Praia do Forte. Assim, o passeio inclui tanto a visita à praia quanto à iniciativa. Além disso, é importante saber que a praia da Costa do Sauípe é um local de desova das tartarugas. Por causa disso, o resort tem uma parceria que visa preservar as espécies.

Corrida ao ar livre: 5 benefícios para saúde mental e física

Atividades físicas, como corrida ao ar livre, tem cada vez mais sido uma preferência para milhares de pessoas em todo o mundo, que lutam para combater ou afastar doenças que causam problemas nas células do corpo, fortificadas por ações constantes.

 

Além de ser uma ótima forma para emagrecimento e melhoria de digestão e outras questões, se movimentar é também uma forma de refletir e melhorar a saúde mental, já que o cérebro recebe uma maior sensação de prazer e relaxamento, além de outros benefícios.

Benefícios da atividade física

Atividades físicas são importantes formas de manter o corpo e a mente de uma pessoa saudável ao passar dos anos, além de serem comprovadamente benéficas e preventivas, em relação a doenças que vão surgindo em pessoas ao longo do tempo.

 

Estudos e a própria realidade mostram que pessoas com maior disposição física apresentam menos doenças que outras.

 

Além de serem claramente mais dispostas e conectadas com conversas e outras atividades que dispõem de atenção visual.

 

Conheça abaixo alguns dos principais benefícios de apostar em exercícios físicos:

Fortalecimento do condicionamento

Quanto mais nos exercitamos, mais preparamos nosso corpo para maiores cargas de peso ou de atividades, como no caso de pessoas que iniciam em um aparelho academia, auxiliando na diminuição de dores e indisposições.

 

Mas, além disso, quanto mais nosso corpo fica treinado, condicionado a aguentar pesos e longas condições onde devemos ficar acordados, andando, correndo ou outras questões que mexem diretamente com nossas disposições, mais nos sentimos bem.

 

Aguentar variações de movimentos ou constantes atividades que dependem de nossa energia, como em uma aula de fitdance para iniciantes, facilita com que possamos não sentir dores posteriores, algo que causa grande desconforto em muitas pessoas.

Melhora da disposição

Quando acordamos, após uma longa noite de sono, é comum sentirmos maior cansaço e menos vontade de sair da cama, muitas vezes atrasando nossos cronogramas de arrumação para trabalho, escola ou outros compromissos diários.

 

Muitas pessoas sentem uma sensação de cansaço constante durante o dia, algo que traz inúmeras consequência relacionadas ao uso excessivo de cafeínas ou remédios para despertar o corpo não de forma natural, mas artificial, criando vícios.

 

Essa é uma realidade pouco existente para aquelas pessoas que fazem exercícios físicos, já que grande parte acaba se sentindo disposta e menos estressada para começar o dia. Isso acontece pela grande atividade feita pelo corpo e mente, que descansa totalmente.

Aumenta a oxigenação cerebral

O cérebro é uma das partes mais importantes no corpo humano, já que é por meio dela que todos os funcionamentos acontecem, fazendo com que qualquer problema nessa região seja alvo de preocupação entre pacientes e médicos, seja em acidentes ou não.

 

Em casos sem grandes acontecimentos, onde apenas as pessoas não fazem exercícios físicos, é possível encontrar uma brusca diminuição da oxigenação, algo essencial para a sobrevivência e para o pleno funcionamento mental.

 

Sem esse oxigênio, funções importantes como a respiração, a movimentação e até mesmo a fala podem ficar prejudicadas com o tempo, podendo, ainda, induzir pessoas a total paralisação, algo perigoso para qualquer idade.

 

Com atividades físicas essa realidade é totalmente diferente, já que existe um maior trabalho do cérebro, do que ele recebe e do que ele solta, fazendo com que todas as funções sejam mais induzidas e melhor trabalhadas.

Otimização da memória

Atividades são formas de movimentação mental e física. Sobre a questão mental, e também falando sobre oxigenação, quanto mais existe o exercício, melhor a entrada e saída de ares existem, o que propõe uma melhora nas atividades mentais, dentre elas, a memória.

 

Essa é uma arma infalível para pessoas que têm constantes problemas com memória, e até mesmo aquelas que têm na família casos de doenças cujo principal problema é o total esquecimento, algo que pode causar outras doenças e maior check up geral exames.

 

Além disso, é interessante que pessoas também utilizem os exercícios físicos para testarem lembranças como o tempo de uma corrida, os lugares por onde passaram, dentre outras questões que podem ser treinadas em algum tipo de atividade. 

Prevenção contra doenças mentais 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia (EUA), em conjunto com pesquisadores da Universidade de Tsukuba (Japão), praticar atividades físicas tem relação direta com o equilíbrio da saúde mental, além de já serem importantes para o corpo. 

 

Isso porque, sempre que praticamos alguma atividade, nosso corpo libera endorfina, um hormônio que causa maior tranquilidade e satisfação para o cérebro, fazendo com que naquele momento o corpo esteja satisfeito, algo que acaba sentido pela pessoa praticante.

 

Quanto maior a satisfação e a sensação de alívio de estresse, maior a pessoas se sentem melhores consigo mesmas e menos preocupadas com outras situações. 

 

Além disso, pessoas com depressão e doenças diagnosticadas apresentam diminuição nos sintomas.

Preferência pelo ar-livre

Atividades físicas apresentam vantagens incríveis para todas as pessoas, fazendo com que muitas, ao longo dos últimos anos, e após informações divulgadas em cartão de visita pessoal por profissionais de medicina, venham procurando profissionais de esportes.

 

Em tempos de pandemia, por exemplo, atividades em lugares fechados ou com um número excessivo de pessoas acabou sendo excluído, para que normas de segurança fossem cumpridas, o que aumentou a procura por exercícios ao ar livre, como:

 

 

Essa forma de atividade, aliás, é uma das mais preferidas por pessoas que moram próximas a espaços públicos, já que, além de trazerem os benefícios que uma atividade física traz, agregam outras considerações interessantes para a saúde. Dentre elas:

1. Contato com a natureza

O contato com a natureza é sempre uma forma relaxante de fazer exercícios, e estando em uma atividade ao ar livre essa se torna uma chance ainda mais potente, favorecendo a maior sensação de prazer de quem está praticando uma corrida, por exemplo.

 

Muitas pessoas que praticam corridas dentro de parques ou lagoas, por exemplo, podem ter a oportunidade de ver e conviver com animais, como pássaros e capivaras, algo que agrega uma experiência ainda mais interessante do que estar, por exemplo, dentro de academias.

2. Sensação de liberdade

Muitas pessoas que praticam atividades dentro de salas ou espaços de academias, por exemplo, podem acabar se sentindo presas ou pouco interessadas nas próprias atividades, já que fazer movimentos repetitivos pode trazer uma sensação de incômodo.

 

Dessa maneira, pessoas que fazem tratamento flacidez barriga e já passam por situações de estresse podem se sentir melhor entregues aos exercícios em lugares mais abertos, como parques e ruas, utilizando a situação para buscar distração e diferenciação.

3. Maior absorção da vitamina D

Estar ao ar livre possibilita uma maior absorção de luzes solares no corpo, algo que traz maior concentração de vitamina D, responsável, dentre outras questões, pela sensação de diminuição do estresse e ingestão de líquidos, por exemplo.

 

Estar em lugares abertos, fazendo exercícios físicos, e aproveitando para pegar sol em horários onde ele está mais fraco é fácil de ser absolvido sem grande sensação de calor, é uma forma ideal de se manter duplamente saudável, evitando vitaminas em cápsula. 

4. Maior capacidade respiratória

Ainda que qualquer atividade física traga bons resultados relacionados à respiração, neste caso a oxigenação no cérebro, estar ao ar livre agrega maior vantagem, isto porque acontece a entrada de maiores quantidade de ar nas passagens por lugares abertos.

 

Essa sensação é ainda mais sentida em lugares próximos à árvores e plantas, onde a troca de oxigênio e gás carbônico é mais rápida e melhor absolvida.

 

Isso faz com que muitos pacientes de nutricionista esportivo escolham essa modalidade de atividade.

 

5. Fortalecimento do músculo

Fazer exercícios físicos em lugares fechados, utilizando máquinas e equipamentos de academias, pode ser eficaz e alcançar boas disposições e ações físicas. No entanto, estar ao ar livre, agrega maior fortalecimento muscular.

 

Isso acontece porque em uma corrida, por exemplo, uma pessoa passa por diferentes níveis em uma rua, passa por obstáculos, além de estar correndo em um chão diferenciado, geralmente mais duro do que em esteiras de academia.

 

Aliar corridas que possibilitam maior fortalecimento do músculo é uma ótima forma de acelerar processos médicos de reeducação alimentar para emagrecer, trazendo maior satisfação e alegria para aquelas pessoas que desejam mudar de vida.

Conclusão

Comprovadamente corridas ao ar livre e outras formas de atividade física trazem grandes vantagens para seus praticantes, que além de mais satisfeitos mentalmente, ampliam as chances de combaterem doenças no futuro, aumentando a expectativa de vida.

 

Dessa forma, sempre que puder, escolha por movimentos que satisfaça seu corpo, auxiliando o combate a doenças mentais e corpóreas, e alcançando maior tempo para curtir sua família e as pessoas que você ama.

 

Fisioterapia ortopédica: como funciona e 6 benefícios do tratamento

Uma das modalidades de tratamento que mais vem sendo requisitada nos últimos tempos, principalmente com o aumento do trabalho home office em todo o mundo, é a fisioterapia ortopédica, uma especialidade que traz diversas vantagens para seus pacientes.

Incluindo tratamentos, que vão desde a utilização de eletrochoques, até fisioterapias focadas em movimentos repetitivos, como pilates, a fisioterapia ortopédica pode melhorar o dia a dia ao mesmo tempo em que previne possíveis problemas futuros.

Ao longo deste artigo, conheça mais sobre a atuação de profissionais que trabalham com essa especialização e os benefícios trazidos para o corpo humano, bem como para atividades diárias, com o foco de seus tratamentos. Acompanhe!

O que é a fisioterapia ortopédica?

A fisioterapia ortopédica é uma modalidade dentro da fisioterapia focada em entender, prevenir e buscar os tratamentos certos para distúrbios nos ossos e músculos, trazendo maior satisfação diária para pacientes que sofrem com dores e indisposições.

Por exemplo, pacientes que sofreram acidentes, e após a recuperação interna (em um sentido de órgãos e estabelecimentos cerebrais) podem acabar apresentando problemas relacionados à locomoção e localização de ossos.

O profissional que trabalha nesse ramo é responsável em entender de perto os principais problemas e facilitar a melhoria de sensações, por meio de exercícios feitos em clínicas ou em academia com espaço kids, com acompanhamentos frequentes.

Algumas da principais modalidades de terapia intensiva são:

  • Eletroterapia;
  • Termoterapia;
  • Fototerapia;
  • Drenagem linfática;
  • Pilates.

Além de tratar questões pertinentes para movimentações comuns, como sentar e levantar de cadeiras repetidamente, profissionais podem trabalhar para melhorar possíveis problemas causados não no momento, mas com o tempo, como deficiências na coluna.

Como é a atuação do fisioterapeuta?

Um profissional que trabalha com a fisioterapia ortopédica atua tanto prevenindo quanto corrigindo problemas já existentes, algo que faz com que os tratamentos sejam tão variados, tanto para disposições quanto para gostos e diferentes valores.

Basicamente, dentro da fisioterapia, esses profissionais têm o conhecimento certo sobre a estrutura do corpo, bem como seus mecanismos, e de que forma cada parte pode ser tratada e modificada, visando uma melhor atuação.

São três os passos de trabalho de fisioterapeutas, começando com a identificação, a prevenção e o tratamento. Conheça mais sobre cada fase a seguir: 

Identificação

Em primeiro lugar, dentro de uma clínica especializada, um profissional da área de terapia ortopédica providencia uma bateria de exames, seja por meio de raio-x ou por movimentações em esteiras e o uso de diversos outros equipamentos.

A partir da verificação dos locais de possíveis problemáticas musculares ou ósseas, ocorrem exames mais aprofundados, que atestam a presença de fraturas ou deslocamentos, sendo então feita a preparação para o tratamento.

Prevenção

Ainda na questão de verificação de eventuais problemáticas que estimulam uma terapia, profissionais ortopédicos também verificam a possibilidade de fraturas e outras condições que podem apresentar pioras ao longo do tempo, causando futuras dores de cabeça.

Um desses potenciais problemas são posturas incorretas, ao sentar, deitar e ao praticar outras atividades, principalmente aquelas ligadas a movimentos repetitivos. Com isso, se estabelece uma preparação para tratamentos preventivos. 

Tratamento

Dentro do tratamento ortopédico, são inúmeras modalidades para cada caso e gravidade. Nessa fase, os especialistas geralmente trabalham com o fortalecimento de novas e posições mais corretas, que desafiam o corpo e incorporam um novo hábito.

Por exemplo, pacientes de causas de esforços repetitivos podem fazer tratamentos baseados em eletroterapia, onde raios elétricos conduzem energia para diferentes partes do corpo, fazendo com que movimentos possam ser melhor executados.

Principais benefícios dessa especialidade

Conheça abaixo alguns benefícios encontrados em realizar tratamentos com especialistas ortopédicos, questões essas que englobam vantagens essenciais para atividades diárias, como o trabalho e o estudo.

1. Alívio de dores

Muitas pessoas sentem dores em articulações e áreas do corpo mas acabam convivendo com essa realidade, inserindo no dia a dia o uso excessivo de medicamentos e outros produtos voltados para um alívio apenas momentâneo de situações graves.

Com o auxílio de profissionais da área da fisioterapia ortopédica, e após a averiguação do real problema existente, fisioterapias corretas, baseadas em tratamentos individuais, são capazes de facilitar um alívio permanente dessas dores e desconfortos existentes.

Além disso, uma Terapia manual ortopedica pode melhorar sensações de dor em pacientes com histórico de acidentes que impossibilitaram movimentos, ou em situações onde as dores podem provocar outras lesões e dificuldades, como na fala. 

2. Melhoria da mobilidade

Pacientes que sofrem acidentes vasculares, como o derrame, ou outros tipos de acidentes possuem uma maior dificuldade de mobilidade, algo que pode, com o tempo, ser ainda mais efetivo, causando consequências graves para outros órgãos.

Dessa forma, investir em uma terapias ortopédicas com profissionais e atividades de qualidade, como caminhadas diárias em esteira para academia, favorecem o contorno de situações onde a mobilidade foi prejudicada, podendo ainda melhorar essa condição.

Outra situação que é favorecida com tratamentos específicos para a melhoria da mobilidade é quando uma pessoa precisa dispor de grande energia e disposição para o corpo, como em apresentações de empresas ou até mesmo em longas viagens de avião.

3. Aumento da flexibilidade

Algo que incomoda na rotina de trabalho, ainda mais em situações como as de home office, onde pessoas passam excessivas horas do dia em frente a computadores, ainda que esteja com uma excelente cadeira alta para escritório, é a falta de flexibilidade do corpo.

Acontece que, no momento que nosso corpo passa horas e horas, ou até dias, sem movimentos constantes de atividades físicas, é possível que ele passe a enferrujar, ou em outras palavras, a não apresentar facilidade na hora da locomoção ou movimentação.

No trabalho de médicos especializados em tratamentos ortopédicos, algumas atividades e exercícios prioritários podem aumentar a flexibilidade, evitando com que movimentos bruscos acabem causando desde pequenas a graves lesões, trazendo desconforto.

Além disso, a flexibilidade é interessante para pessoas que praticam alguns determinados esportes, onde a movimentação e mudança de posição do corpo seja importante, como futebol ou vôlei, facilitando ainda o desempenho de atletas.

4. Fortalecimento de músculos

Uma das principais indicações quando um atleta procura um nutricionista esportivo é realizar procedimentos de terapia ortopédica para melhorar a disposição dos músculos, que podem ser tratados de maneira focada e sem riscos de danificação. Também pode ser o caso de contratar um médico ao domicílio.

Para pessoas que não trabalham com grandes disposições de corpo, como no caso de jogadores de futebol, essa também pode ser uma boa ideia, mais focada na melhor disposição do corpo em aguentar longas horas em pé ou sentado.

Essa também é uma realidade para pessoas que sofrem com problemas em tecidos corpóreos, e que além de fazerem acompanhamento e tratamento nutricional e médico, devem seguir restritos tratamentos de terapia manual nos músculos.

5. Alcance da postura correta 

Um dos principais sinais de falta de atividade física e movimentação do corpo de uma forma geral, em especial de pessoas que passam muitas horas na frente do computador, fazendo ações repetitivas com a mão, por exemplo, é o problema na postura.

Esse é um problema que aflige milhares de pessoas em todo o mundo, e muitas vezes começa nas escolas, em posturas incorretas na sala de aula, algo que, assim como um hábito, vai sendo alimentado e perpetuado ao longo dos anos.

Com tratamentos como o pilates, por exemplo, fisioterapeutas conseguem melhorar a postura dessas pessoas, até mesmo aquelas que já nasceram com problemas na estrutura óssea e muscular. 

Dessa maneira, melhora-se, ainda, possíveis disfunções relacionadas à disposição ou relaxamento.

6. Reflexos melhores

Imagine que um cartão de visita pessoal está caindo no chão, e ao tentar pegá-lo, você acaba não conseguindo alcançá-lo. Inúmeras questões podem estar relacionadas a isso, como o vento ou a distância, mas uma delas pode ser o reflexo.

Nossos reflexos corpóreos estão totalmente relacionados com a disposição e rapidez que nosso cérebro envia as informações de ações para nosso corpo, algo que pode ser mais lento ou mais rápido, dependendo da constante movimentação que nos faz mais rápidos.

Apesar de não ser uma questão comum, ela é importante dentro do tratamento de fisioterapeutas ortopédicos, já que quanto maior o treinamento de ações e movimentos, mais estaremos dispostos a nos atentar a ações rápidas, como desvios e corridas.

Conclusão

Investir em fisioterapia e um acompanhamento terapêutico para auxiliar ou prevenir problemas musculares e ósseos pode ser uma boa dica para a manutenção de uma vida mais saudável e com maior eficiência para a produtividade.

Aliar esse trabalho terapêutico a outras questões relacionadas ao bem-estar, como um plano alimentar individualizado, pode ser uma boa ideia para a incorporação de um dia a dia cada vez mais saudável, e o alcance de uma maior expectativa de vida.

Osteopatia e quiropraxia: entenda a diferença e seus benefícios

Parte das terapias manuais da fisioterapia, como osteopatia e quiropraxia são importantes tratamentos para melhorar diversos pontos do organismo.

A terapia manual é um conjunto de técnicas fisioterapêuticas que tem como principal objetivo prevenir e tratar diversas disfunções. 

Seu principal objetivo é obter reações fisiológicas diretas que equilibrem e normalizam alterações corporais de origem:

  • Muscular;
  • Osteoarticular;
  • Orgânica;
  • Funcional.

Além disso, um dos principais pontos desse tipo de terapia é identificar manifestações de dores e conseguir eliminá-las.

Dentro do espectro da terapia manual existem alguns tipos de tratamento que se destacam por sua usabilidade e capacidade de evolução do quadro de saúde dos pacientes.

Fazer um check up geral é uma excelente idéia antes de decidir iniciar um tratamento alternativo, para você compreender exatamente o que está passando.

Osteopatia

A osteopatia é uma terapia pautada na medicina alternativa, que utiliza uma série de técnicas similares à massagem para ajudar na recuperação, manutenção e em estabelecer o equilíbrio entre seu corpo e sua mente.

Durante uma sessão de tratamento, o profissional afetará com os movimentos suas articulações, músculos e nervos para aliviar qualquer dor que você esteja sentindo e melhorar sua mobilidade na parte do corpo sendo tratada.

Normalmente, pessoas que têm problemas com luxação, dores no nervo ciático e espasmos musculares ou cãibras frequentes são recomendados para este tipo de tratamento. 

Além disso, existem diversos outros fatores que acabam gerando a necessidade da osteopatia.

O sedentarismo, postura inadequada, lesões esportivas ou o acúmulo de estresse todos podem ser sinais de que você precisa desse tipo de atividade.

Entretanto, ela não é recomendada para pessoas acometidas com osteoporose avançada ou problemas de coagulação no sangue.

Como a osteopatia é feita?

Antes de qualquer passo, o profissional qualificado irá fazer uma primeira consulta onde coletará uma série de dados importantes sobre o paciente, relacionados a qualquer problema de saúde que ele possa ter.

Além disso, será avaliado seu estilo de vida, histórico familiar e até mesmo sua postura e alimentação para definir se o tratamento é o mais adequado de fato. 

Ansiedade e estresse também são avaliados neste primeiro momento, para outros tratamentos em conjunto.

Junto do tratamento, ele pode indicar um plano alimentar para emagrecer, o que ajudará a funcionalidade das ações.

Durante as sessões, então, o especialista começa a fazer uma série de movimentos com as mãos, similar a massagens ou alongamentos.

Dessa forma ele trabalha os ossos, músculos e ligamentos do paciente para conseguir reativar suas ligações.

Quanto mais sessões forem realizadas, mais alívio o paciente sentirá em caso de dor, além de ter a parte do corpo em tratamento restaurada em questão de saúde. 

É importante afirmar que um tratamento de osteopatia não causa dor.

Embora em casos muito graves de lesões musculares o paciente possa sentir um pouco de desconforto, dores mais profundas podem significar que o tratamento está sendo realizado de forma incorreta, e deve ser evitado.

Um osteopata não prescreve remédios de nenhum tipo, mas pode aconselhar o paciente sobre mudanças em hábitos de vida, como novas dietas e sugestões de atividades físicas que causem menos problemas para o corpo.

Um profissional pode até indicar um nutricionista esportivo para uma mudança balanceada em sua alimentação, por exemplo.

Para casos mais graves, o fisioterapeuta é o profissional adequado para ministrar medicamentos e tratamentos mais tradicionais, e seu acompanhamento deve estar sempre em paralelo com o tratamento alternativo.

Quando não utilizar esta técnica?

É importante destacar que esse tipo de tratamento não é recomendado para pessoas que tenham problemas de fragilidade óssea, como é o caso de pacientes com osteoporose grave ou metástase óssea, uma vez que a técnica pode agravar mais o quadro.

Além disso, pessoas que possuem fraturas ou artrite também podem acabar se prejudicando com uma terapia manual como essa. 

Por isso, é importante ter em mente sua condição atual de saúde antes de iniciar um tratamento alternativo como este.

Quiropraxia

Outra vertente da terapia natural, a quiropraxia lida com o diagnóstico, tratamento e prevenção de problemas no corpo, tanto em questões neurais como musculares e ósseas, assim como os efeitos na saúde em geral.

O tratamento na quiropraxia também é realizado em grande parte com as mãos, utilizando movimentos extremamente seguros para o paciente, variando entre alta e baixa velocidade. Alguns quiropraxistas também utilizam alguns equipamentos próprios para o trabalho.

Nestes casos, o tratamento é similar a uma aula de pilates solo, mas direcionada para a melhoria de seu quadro clínico.

Antes de definir o formato do tratamento, entretanto, é preciso avaliar todas as necessidades e possibilidades que o paciente possui, para garantir um bom resultado no tratamento.

O termo quiropraxia foi desenvolvido em 1895, e deriva das raízes gregas Quiro (mãos) e Praxis (praticar). Desde então, tem sido cada vez mais aprimorada e desenvolvida, sendo um tratamento reconhecido pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

O que a quiropraxia auxilia?

O tratamento por meio da quiropraxia tem como objetivo principal a diminuição de dor e aumento da qualidade de vida dos pacientes, melhorando diversos aspectos de sua vida no geral.

Entre os principais motivos de iniciar os tratamentos estão as cervicalgias, lombalgias, hérnias e outros problemas de coluna, uma das maiores áreas de proteção da quiropraxia.

Se você tem problemas na coluna por conta do trabalho, talvez seja a hora de comprar uma cadeira alta para escritório para auxiliar no processo de cura.

A idéia por trás do tratamento é equilibrar as energias do corpo, melhorando o sistema nervoso e circulatório. 

Dessa forma, o corpo acaba sentindo um bem-estar mais adequado e melhora seu estado de alerta, se acalmando e diminuindo tensões e dores musculares.

O método ainda ajuda na irrigação e nutrição do tecido muscular, facilitando assim a absorção de hormônios e promovendo uma desintoxicação da musculatura.

Dessa forma, o paciente acaba recebendo benefícios como a prevenção da osteoporose e a melhora da oxigenação sanguínea, ideal para melhorar a respiração e o sistema imunológico do paciente.

Além disso, os movimentos são ótimos para relaxar o corpo, diminuindo assim os níveis de estresse e ansiedade do paciente, o que também pode acabar prevenindo doenças tanto físicas quanto mentais.

O Tratamento quiroprático

A base do tratamento de problemas de articulação com a quiropraxia é realizada por meio da execução de manobras que corrigem a postura e os desequilíbrios, com o paciente sentado em uma maca ou em um tatame.

A quantidade e o modelo destes exercícios, entretanto, depende dos problemas que o paciente possui e de quais objetivos o profissional quer alcançar com este tipo de tratamento. 

Normalmente, as sessões não duram mais de 30 minutos, mas podem haver exceções.

Além disso, a quiropraxia não apresenta soluções imediatas. Para estes casos, o ideal é consultar outras opções com seu fisioterapeuta, como a aplicação de medicamentos para a dor.

No caso da quiropraxia, a rotina acaba sendo incorporada no dia a dia do paciente, e conforme as sessões vão passando, a melhora vai acontecendo naturalmente. 

Isso porque é normal que a coluna de um paciente tenha sofrido impactos por muitos anos.

Quanto mais tempo o paciente sofreu com o problema de coluna, mais tempo será necessário para recuperar. 

Por melhor que seja esse tipo de processo, ele ainda depende de uma série de fatores, como a adaptação do paciente e o quanto ele consegue fazer por dia nos exercícios.

Outro ponto importante da quiropraxia são as orientações posturais e os exercícios para fazer em casa. Isso porque o tratamento não se restringe ao processo utilizado pelo profissional durante uma sessão.

Um paciente precisa estar disposto a realizar a mudança na vida dele, por meio de exercícios para casa e a manutenção de uma postura adequada. 

Essas ações auxiliam todo o processo do tratamento, sendo importantes para o resultado final.

Você pode até mesmo comprar uma esteira para academia e colocar em casa para melhorar sua caminhada e obter resultados mais adequados.

O profissional de quiropraxia é um especialista da área da saúde, mas não existe a necessidade de ser formado em medicina ou fisioterapia. 

Entretanto, é exigido que o profissional tenha um bacharelado na área da saúde para ser capacitado e iniciar o treinamento.

A especialização funciona como um curso de pós-graduação, com diversos níveis de segurança e de prática clínica que estejam de acordo com a organização mundial de saúde.

Para receber os benefícios do tratamento, não há uma restrição de idade. Tanto crianças e até bebês podem ser beneficiados com a quiropraxia, bem como idosos.

Entretanto, você deve buscar um profissional de qualidade para não agravar ainda mais seu quadro.

Quando pegar um cartão de visita pessoal, você pode checar o histórico do profissional e identificar suas credenciais, sabendo que está fazendo a melhor escolha.

Considerações finais

As terapias manuais são grandes aliados da medicina moderna, e podem fazer ótimos avanços no tratamento de pacientes acometidos por diversos males. 

Entretanto, é importante buscar o máximo possível de informações com relação a esse tipo de atividade.

Compreender qual é o melhor formato de ação que você enquanto paciente deve optar, bem como suas capacidades de seguir o tratamento corretamente e fazer as ações exigidas é fundamental para obter bons resultados.

Acupunturista: o que faz e os benefícios da profissão

O acupunturista é o terapeuta responsável pela aplicação de pequenas agulhas em pontos específicos do corpo humano. Este método tem suas origens na medicina tradicional chinesa, sendo considerada uma arte milenar.

Entre seus objetivos estão o tratamento de problemas emocionais, doenças físicas, alergias e o aumento da imunidade, através de uma série de interjeições realizadas pelo corpo com o auxílio de agulhas.

Muitas pessoas procuram uma clínica de acupuntura para tentar formas alternativas de tratamento, normalmente cansadas dos extenuantes e agressivos tratamentos convencionais.

A base da acupuntura baseia-se no conceito de que o corpo humano é composto de energia, também chamada Qi. Esta energia circula por todo o corpo através de regiões conhecidas como meridianos.

Toda vez que um meridiano entra em desequilíbrio, a energia do corpo fica desbalanceada e gera uma série de efeitos negativos, como:

  • Dor;
  • Fraqueza;
  • Cansaço;
  • Desgaste emocional.

Por isso, a ideia da acupuntura é utilizar as agulhas para reestruturar a energia nos meridianos e restabelecer o equilíbrio de Qi no corpo. Os efeitos principais que podem ser facilmente identificados são analgésicos e antiinflamatórios.

É importante ter em mente que a acupuntura não elimina a necessidade de acompanhamento médico tradicional. 

É comum que as pessoas a utilizem como um suporte para tratamentos tradicionais, e muitos médicos recomendam a prática, até mesmo um nutricionista esportivo, para quando a prática for aliada a um processo de emagrecimento, por exemplo.

Entretanto, o principal fator em caso de doenças físicas ou mentais é o acompanhamento profissional. Médicos, psicoterapeutas e outros especialistas devem continuar sendo consultados, bem como tratamentos paralelos devem ser mantidos.

Para quê serve e quais os benefícios da acupuntura?

Muitas pessoas ainda têm receio ou preconceito pela prática, mas a acupuntura é autorizada e recomendada por diversos médicos e especialistas.

Sendo uma importante ferramenta para conseguir tratamentos mais humanizados e menos invasivos e danosos ao seu corpo.

Através das técnicas de acupuntura, é possível eliminar uma série de problemas bucais, por exemplo, como a gengivite, faringite e a dor após a extração de um dente. 

Além disso, doenças de origem alérgica, como rinite, sinusite e asma também podem ter melhoras expressivas.

Um check up geral ainda é muito necessário quando você tem algum sintoma não conhecido, e pode inclusive ajudar a escolher o tipo correto de acupuntura que você utilizará.

O tratamento vai além, auxiliando até mesmo em tratamentos de desintoxicação, utilizando as agulhas como pontos de alívio de estresse e ansiedade que levam pessoas a consumirem tabaco, álcool ou drogas ilícitas.

Existem alguns tipos específicos de acupuntura, que podem ser utilizados para diversas finalidades. Entre eles, podemos citar:

1 – Acupuntura auricular

A acupuntura auricular, conhecida popularmente como auriculoterapia, é normalmente utilizada como um tratamento para doenças físicas e emocionais, e as agulhas, neste caso, são dispensáveis.

Isso porque alguns profissionais preferem o uso de sementes de mostarda ao invés da aplicação das agulhas, embora o objetivo seja o mesmo. Trata-se de uma terapia manual, com bons resultados no organismo.

A ideia é que estes pontos aliviem o estresse e diminuam a intensidade da dor.

Através de sessões de auriculoterapia, é possível identificar uma série de benefícios para o corpo, como a redução da ansiedade e uma sensação de satisfação, ideal para pessoas que estejam tentando parar de fumar.

Além disso, este método é ideal para dores nas costas, e sua eficácia já foi inclusive comprovada cientificamente, garantindo assim que haja diminuição na dor enquanto tem a sua energia corporal realinhada.

2 – Acupuntura estética

Este tipo de tratamento é ideal para pessoas que desejam melhorar a elasticidade da pele, diminuindo os efeitos do envelhecimento natural. 

A acupuntura estética é recomendada para estimular a produção de colágeno, bem como a recuperação de músculos e combate a rugas.

Para realizar um tratamento como esse, é comum que você tenha uma frequência maior na clínica de acupuntura, e as pequenas agulhas serão inseridas na região de sua cabeça, face e pescoço.

Esse tipo de tratamento é muito menos invasivo e perigoso do que aplicações de químicos como o botox, embora seja um procedimento mais longo. É preciso fazer diversas sessões de tratamento antes de começar a perceber os efeitos.

3 – Acupuntura de emagrecimento

Uma vez que a obesidade ocasiona uma série de problemas no fígado, baço, rins e outros órgãos, a tradição chinesa identifica o sobrepeso como um desalinhamento no Qi. Por conta disso, diversas técnicas de acupuntura foram criadas para auxiliar nestes casos.

Além de um bom plano alimentar para emagrecer, a acupuntura de emagrecimento pode ser muito útil se você pretende perder peso.

A base das técnicas de perda de peso permitem a redução do apetite e o aceleramento do metabolismo através da aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo.

Além disso, podem ser atingidos pontos que permitem que o fluxo de energia do corpo se movimente e altere os níveis de hormônios responsáveis pela sensação de fome, diminuindo a necessidade de comer.

É importante frisar que só a acupuntura não atrai resultados adequados para pessoas que desejam perder peso. É preciso aliar esse tipo de tratamento com uma dieta saudável e exercícios físicos para conseguir o resultado esperado.

Comprar uma esteira para academia para treinar em casa pode ser um bom aliado para ajudar no processo da acupuntura.

4 – Eletroacupuntura

A eletroacupuntura é a união do avanço tecnológico com a medicina tradicional chinesa. Tratam-se de pequenas placas com microagulhas que são acopladas em partes do corpo, onde elas emitem pequenos impulsos elétricos.

Esse tipo de tratamento é ideal para melhorar a dor, além de promover o relaxamento do corpo e diminuir quadros de estresse e ansiedade.

Para garantir o melhor uso desse tipo de equipamento, entretanto, é bom confirmar se o estabelecimento e o profissional são certificados especificamente para este tipo de operação.

Além disso, alguns dos principais benefícios da acupuntura estão na forma como ela pode ser usada como um tratamento complementar, muitas vezes auxiliando os processos tradicionais de medicina e aliviando diversos sintomas de pacientes.

Em muitos casos, uma pessoa em tratamento pode estar recebendo uma grande carga de medicamentos, o que pode ser bastante prejudicial ao corpo humano. Quando se inicia um tratamento de acupuntura, aos poucos vai possibilitando que o médico diminua essa carga.

Assim, o paciente fica apenas com os medicamentos essenciais para o tratamento, enquanto a acupuntura resolve elementos como a diminuição de dores, inchaços e a regulamentação do funcionamento corporal como um todo.

Ademais, cada vez mais psiquiatras e psicoterapeutas têm indicado a acupuntura como um tratamento contra mazelas mentais, como a ansiedade e a depressão. Os pontos de alinhamento da acupuntura podem fazer grandes mudanças na vida de uma pessoa.

É importante que o acupunturista e o psicoterapeuta estejam sempre em comunicação para definir a melhor forma de apresentar um tratamento adequado. 

Isso porque cada pessoa tem sua parcela de necessidade, e o tratamento acaba nunca sendo igual para duas pessoas.

Além disso, é indicado que o paciente procure por outras atividades de lazer que possam fazer o corpo reagir melhor ao tratamento.

Quanto mais soluções no dia a dia você encontrar, através de hobbies, esportes ou mesmo uma alimentação adequada, mais o tratamento com a acupuntura fará efeito.

A diminuição de dores crônicas também é um dos grandes trunfos da acupuntura. Pacientes com dores nas costas, enxaqueca e fibromialgia acabam sendo muito beneficiados com esse tratamento.

Logo, com um cartão de visita pessoal em mãos, o acupunturista pode acabar mudando a vida de um paciente.

Como se tornar um acupunturista?

Embora a acupuntura seja uma especialidade da medicina, não existe nenhuma legislação que restrinja o exercício de um profissional da acupuntura.

Além disso, diversos outros conselhos profissionais ligados a área da saúde, como o de enfermagem e o de biomedicina, reconhecem essa prática em suas categorias.

Portanto, especialistas com conhecimento certificado em anatomia e fisiologia estão propensos a participar de um curso de pós-graduação lato sensu (especialização) em acupuntura.

Você pode até mesmo comprar uma cadeira alta para escritório para ficar confortável nas horas de estudo que passará enquanto se prepara para tornar-se um acupunturista.

Dessa forma, diversos profissionais podem se tornar aptos a realizar os tratamentos adequadamente. 

A área de atuação de um acupunturista é bem ampla, e varia desde hospitais e clínicas até SPAs e resorts que oferecem tratamentos alternativos a seus clientes.

Se você é um trabalhador da saúde e está pensando em mudar de área para a acupuntura, é ideal que procure um curso de confiança e qualidade certificada, e que confira todo o conteúdo programático do curso para garantir que ele atende suas necessidades.

Quanto mais especializado você quiser ser, mais atenção deve dar às etapas de busca de conhecimento nas etapas para se tornar um acupunturista.

Considerações finais

Apesar de ser uma técnica milenar, a acupuntura ainda é uma forma extremamente efetiva para tratamentos médicos, e pode fazer a diferença na vida de um paciente.

A escolha de seguir esta profissão requer muito estudo e prática, mas os acupunturistas acabam tendo muito campo de trabalho, ajudando pessoas com diversas atividades.

Acupuntura: 4 benefícios para tratar a ansiedade

A acupuntura é uma técnica milenar originada na medicina chinesa tradicional. Existem diversos benefícios que esta técnica propõe, e os resultados dos tratamentos são cada vez mais reconhecidos.

Dentre as inúmeras áreas que a acupuntura tem lidado, a saúde mental tem ganhado muito destaque uma vez que é possível utilizar a técnica para auxiliar o tratamento de diversos elementos, como:

  • Depressão;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Síndromes;
  • Dependência química.

Cada vez mais a medicina ocidental tem adotado esse tipo de terapia como um grande aliado no tratamento convencional, chegando até mesmo a aliviar o sofrimento do paciente a ponto de ele poder diminuir antidepressivos.

Existem diversos elementos que ajudam a melhorar um quadro depressivo, desde exercícios em uma esteira para academia até tratamentos alternativos.

É importante que nestes casos, entretanto, ainda exista um acompanhamento e psicoterapia. 

A acupuntura, assim como os remédios tradicionais, só tem efeito se estiver sendo utilizado junto de um acompanhamento seguro e próximo.

Princípios da Acupuntura

A medicina tradicional chinesa lida muito com a energia vital do corpo humano, a qual denomina-se Qi. 

O principal objetivo da acupuntura é restaurar o equilíbrio do que são chamados os canais meridianos, caminhos que o Qi utiliza para percorrer todo o corpo.

Portanto, a base da prática está no fato de que nossos problemas físicos e mentais podem ter sua origem no desequilíbrio da energia vital. 

É o caso, entretanto, de alinhar novamente o Qi para que você consiga retornar o corpo a seu perfeito funcionamento.

Até mesmo um plano alimentar para emagrecer pode se beneficiar do alinhamento do seu Qi para resultados mais adequados.

Os congestionamentos de Qi podem acabar causando uma série de doenças e distúrbios, tanto os que possuem efeitos físicos quanto transtornos e síndromes mentais.

As origens desse congestionamento são inúmeras, desde a má alimentação e o estresse até traumas passados e a herança genética podem ser responsáveis por uma série de problemas que geram a necessidade de realinhamento do Qi.

Acupuntura e os elementos

Quando lidamos com a medicina tradicional chinesa, existe muita correlação entre as doenças e transtornos psicológicos com o mau funcionamento do organismo. 

Para conseguir identificar os principais elementos utilizados no tratamento, é preciso entender a relação.

A acupuntura relaciona diretamente os órgãos do corpo aos estados emocionais para que seja realizada a aplicação do agulhamento. Por isso, deve-se atentar a teoria dos 5 movimentos.

Essa teoria faz um paralelo entre os principais elementos da natureza e o corpo humano, classificando os principais órgãos com estes elementos. 

Como resultado, temos as seguintes comparações:

  • Rins: Água;
  • Coração: Fogo;
  • Fígado: Madeira;
  • Pulmões: Metal;
  • Pâncreas: Terra.

Para criar paralelos com os transtornos mentais, a medicina chinesa segue o princípio de que cada emoção está associada a um dos elementos, e consequentemente, a um órgão.

Destas, as que mais se destacam são a Alegria (fogo), Tristeza (pulmão), Raiva (fígado), preocupação (pâncreas) e medo (rins). 

Para que seja identificado o principal método de tratamento em um quadro mental, é preciso vincular o problema a algum destes sentimentos.

Qualquer terapia manual precisa ter uma base de conhecimento, e a acupuntura não é diferente ao vincular elementos naturais com sentimentos e elementos físicos.

No caso da ansiedade, a acupuntura identifica como um problema de água e fogo. 

O excesso de medo, representado pela água, acaba apagando a possibilidade de ação do coração, o que gera o sentimento de ansiedade.

Para um tratamento adequado, o ideal é tonificar os rins e harmonizar o coração, para que os elementos se estabilizem e você consiga lidar com a situação de forma satisfatória. 

Quanto mais equilibrado seu Qi estiver, mais você conseguirá manter sua mente tranquila.

Benefícios da Acupuntura

A acupuntura tem sido cada vez mais bem aceita e até mesmo indicada na comunidade médica, principalmente, para tratamentos de transtornos mentais. 

Esse tipo de ação é fundamental para pessoas que buscam formas menos invasivas de tratamento.

Fazer um check up geral periódico ainda é uma excelente opção para se cuidar, e identificar quais elementos você deve programar-se para fazer junto ao acupunturista.

O acompanhamento psiquiátrico e psicoterapêutico não pode ser removido, mas é possível reduzir e até mesmo eliminar a necessidade de drogas prescritas ou outras ações mais brutas para o corpo após um período de tratamento.

1. Tratamento complementar

A utilização da acupuntura como tratamento complementar tem surtido muitos efeitos positivos, tanto em casos de transtornos mentais como doenças físicas, incluindo gastrite, asma e outras alterações do corpo.

A utilização de agulhas finas nos meridianos corretos libera o fluxo de energia no corpo, fortalecendo seu sistema e combatendo uma série de doenças. 

Ela também permite que o fluxo de Qi circule mais livremente, libertando o corpo de pensamentos negativos.

Quanto mais sessões você participar, mais alinhados seus pontos estarão. Dessa forma, você começará a se sentir melhor consigo mesmo e pronto para uma mudança em sua vida.

Vale lembrar que você precisa melhorar outros aspectos de seu dia a dia para conseguir resultados efetivos. 

A visita a um nutricionista esportivo pode ser muito boa para identificar uma nova dieta que auxilie o tratamento.

2. Redução de sintomas

A realização de sessões de acupuntura a longo prazo tende a reduzir sintomas, principalmente, aqueles relacionados a crises e acessos de ansiedade e pânico. É comum que o processo reduza o nível de estresse do paciente também.

Esse tipo de ação acaba ajudando muito a diminuir os riscos mais extremos, onde o paciente chega em níveis mais preocupantes. 

O ideal é que além desta atividade você consiga realizar ações do dia a dia como exercícios físicos, melhorar sua dieta, entre outros.

Por isso, escolher trabalhar o corpo com uma aula de pilates solo, por exemplo, pode acabar ajudando ainda mais no tratamento escolhido.

Cuidar de sua saúde mental não tem uma receita pronta, e é preciso muito cuidado para conseguir se curar completamente, por isso fique atento a variações de humor e identifique sempre a seus médicos se algo não estiver funcionando.

3. Sem efeitos colaterais

Não existe nenhuma contraindicação para a acupuntura, bem como não existe nenhum efeito colateral advindo do tratamento.

Por ser um processo completamente natural, você pode realizá-lo quantas vezes desejar e pelo tempo que for necessário.

Esse tipo de processo demanda tempo e paciência por conta do paciente, uma vez que não exibe resultados imediatamente. 

Entretanto, a possibilidade de se tratar de um mal maior sem correr riscos de danos à saúde e à integridade é um excelente incentivo.

Assim, o ideal é que você mantenha-se firme no tratamento, para que os efeitos de médio e longo prazo comecem a aparecer e fazer uma real diferença em sua vida. Quanto mais você conseguir explorar esses pontos, melhor.

4. Ajuda a diminuir vícios

Muitas pessoas com quadros de transtornos mentais, especialmente relacionados à ansiedade e depressão, acabam por consumir produtos que podem ser danosos como uma forma de escapar dos sentimentos que estão sentindo.

O problema é que estes produtos podem ter um alto poder viciante, e acabar gerando mais um problema ao invés de solucionar o anterior. 

Com a acupuntura você consegue aliviar a vontade de consumir esse tipo de item.

Além de ser uma excelente forma de relaxamento, existem aplicações especiais para diminuir o uso de tabaco, álcool e entorpecentes, o que ajuda a pessoa a se livrar dos vícios e começar a viver uma vida melhor.

Quanto mais você conseguir explorar em suas sessões de acupuntura, melhor acabará se sentindo, uma vez que você estará alinhando toda a energia de seu corpo e se livrando daquilo que te faz mal.

Quem pode se tratar com acupuntura?

Um dos principais pontos dessa técnica é justamente o fato de que ela pode ser utilizada por pacientes de todas as idades, incluindo crianças e idosos. Não há problema nenhum em qualquer tipo de utilização.

Você nem mesmo precisa de uma cadeira alta para escritório para ser atendido fora de um consultório. 

Normalmente, só de poder deitar ou sentar-se você já pode começar seu tratamento em casa mesmo, acompanhado de um profissional.

A única restrição sugerida é para pessoas que apresentem problemas de coagulação, uma vez que pode haver algum tipo de sangramento no momento da aplicação das agulhas.

O tratamento também não é o mais indicado para pessoas em estágios muito avançados de doenças crônicas. Para estes casos, os tratamentos mais convencionais ainda são os mais indicados.

Logo na primeira consulta, é comum que o acupunturista faça uma entrevista com o futuro paciente, identificando uma série de dados básicos sobre seu estilo de vida, suas rotinas e costumes e o tipo de sintomas que está sentindo, sejam eles físicos ou psicológicos.

A partir desta avaliação é possível traçar um plano de tratamento que será seguido em uma periodicidade combinada entre você e o profissional. 

Aproveite este momento para tirar dúvidas e confirmar os resultados e benefícios do tratamento.

Considerações finais

A acupuntura é um tratamento que tem cada vez mais ganhado notoriedade, por sua precisão aliada a ausência de efeitos colaterais. 

Por isso, muitos pacientes têm optado por este método como um apoio aos tratamentos mais tradicionais.

Encontrar uma clínica de acupuntura boa não é uma tarefa difícil, uma vez que cada vez mais profissionais qualificados estão à disposição.

No caso de tratamentos psicológicos para ansiedade, esse tipo de ferramenta é ainda mais fundamental, uma vez que remédios podem acabar sendo muito invasivos e tratamentos alternativos podem agir de forma mais humanizada.

Estamos em um bom momento para financiar imóveis?

Com juros reduzidos, o cenário para começar um financiamento é animador em 2021.

 

A crise sanitária trouxe instabilidade financeira para o Brasil em 2020. Com a mudança de rotina causada pelas especificidades do momento, muitas pessoas se viram diante de incertezas sobre seu futuro econômico. Isso as fez pensar se seria seguro realizar um grande investimento, como financiar um carro ou imóvel.

 

Apesar dessa insegurança, o momento para a aquisição de bens, como a casa própria, vive um cenário animador desde o último ano e no começo de 2021. Os financiamentos imobiliários bateram recorde nos meses finais de 2020, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

 

Por conta disso, o ano fechou com uma alta de 40% nesse interesse. Essa elevação é justificada pela criação de linhas de créditos imobiliárias por parte das instituições financeiras, assim como a redução dos juros cobrados. O isolamento social também contribuiu para que mais pessoas procurassem por um imóvel novo, em que pudessem ficar mais confortáveis.

Juros reduzidos

A redução dos juros é um fator fundamental que colaborou para esse aumento na procura do financiamento imobiliário. As taxas de juros cobradas pelos bancos são as mais baixas da história, o que torna o financiamento ainda mais atrativo e com mais vantagens para os clientes.

 

Essa redução tem duas consequências perceptíveis: o aumento do poder de compra, permitindo que as pessoas comprem imóveis melhores pagando um valor semelhante de prestação; e a redução do risco familiar, uma vez que o valor da prestação tem uma representação menor dentro da renda mensal da família.

 

Apesar dessa redução nos juros, é preciso ficar atento às taxas de juros cobradas por cada instituição, uma vez que elas variam de um para outro. Também é necessário ressaltar que essas taxas são maiores que a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic.

 

Quem faz esse alerta é Alberto Mattos de Souza, membro da Comissão de Negócios Imobiliários do Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário (Ibradim). Ele explica que esse quadro mudou nos últimos anos, com os dois tipos de taxas invertendo de posição.

 

Para exemplificar, ele aponta que, em 2016, a taxa do financiamento era de cerca de 10,5% mais a Taxa Referencial (TR), enquanto a Selic terminou o ano com 13,75%. Em 2021, a modalidade do empréstimo com juros mais TR é de cerca de 7%, na média, enquanto a Selic se encontra em 2%.

 

Souza lembra que é preciso avaliar uma série de fatores antes de tomar a decisão pelo financiamento. A pessoa precisa se assegurar de que tem condições para pagar as parcelas do empréstimo, a fim de não assumir dívidas.

 

Outro conselho dado por ele é que a pessoa quite o financiamento o quanto antes, caso tenha condições para isso. Essa recomendação é a oposta ao que aconteceria no passado, quando era mais vantajoso aplicar o dinheiro em renda fixa.

Critérios para avaliação

Entre os principais critérios para avaliar se vale a pena iniciar um investimento, dois precisam estar no topo da sua lista. Um deles é o custo do financiamento e o quanto ele representa da sua renda mensal. A recomendação dos especialistas da área é que esse valor não ultrapasse 30% do que você ganha.

 

Outro fator é a comparação entre o aluguel e o financiamento. Normalmente, o valor de locação é em torno de 0,5% do valor total do imóvel. Assim, ao pesquisar sobre opções desejáveis, você pode checar o valor de mercado dele por essa métrica. Outra comparação importante é o valor da prestação com o pago pelo aluguel.

 

O fim que você tem em mente para o imóvel também pesa. Quem está comprando a primeira casa própria deve priorizar aspectos como localização, comércio local, acesso ao transporte público e proximidade com os mais variados serviços, como escolas.

 

Já quem pretende comprar um imóvel como um investimento, para ser uma renda complementar, deve avaliar outros aspectos, como a possibilidade de valorização no futuro. De qualquer forma, os critérios de escolha não são os mesmos nos dois casos.

iOS: saiba tudo sobre o sistema do iPhone

Sistema é considerado um dos melhores por manter atualizações constantes.   Quem é usuário de dispositivos Apple …

O que é geladeira frost-free? Conheça a tecnologia

  Entenda as vantagens, facilidades e diferenças em relação aos outros modelos.   Quem não se lembra da bagunça …

Combinação de metal e madeira é tendência de decoração

Saiba mais sobre o estilo industrial e como aplicá-lo no seu espaço.   Combinação entre o rústico e o urbano, o …