Blog

Dozen of articles. Improve your lifestyle now!

Interior de uma clinica de fisioterapia

CLÍNICA DE FISIOTERAPIA O QUE É? E COMO ENTENDER SUAS ESPECIALIDADES?

Bom, quando se pensa em clínica de fisioterapia logo vem a mente um espaço grande, com muitos aparelhos e pessoas indo e vindo com roupas brancas e muitas macas, não é mesmo? Bom leia este artigo até o final que vou te mostrar tudo o que precisa saber sobre clínica de fisioterapia!

Mas o que precisa ficar claro é que clínica vem do verbo clinicar, que nada mais é que interpretar os sinais e sintomas que o paciente apresenta e propor e aplicar uma conduta terapêutica.

Isso pode ser feito tanto por médicos, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, entre muitas outras profissões da área da saúde.

Nessa interpretação cabe o que chamamos de exames complementares, que são testes validados feitos por imagens ou por fluidos orgânicos em que podemos corroborar com os achados clínicos como testes, palpações e verificação visual. Temos hoje no Brasil uma ideia que se o médico não pede exame e ele não esta cumprindo seu papel, acha-se que o exame será a chave para resolver o seu problema, mas não é assim que ocorre.

Dentro da área da saúde temos uma máxima que diz que a clínica é soberana, isto é, os exames clínicos descritos são mais fiéis que os exames de imagens como raio-x, tomografia computadorizada, ultra som e ressonância magnética.

Isso por que muitas vezes aquele quadro apresentado não é causado pelo achado nos exames. Por exemplo, um paciente chega com uma dor na face posterior do glúteo em irradiação até o pé. A princípio qualquer profissional da área atestaria que se trata de uma dor ciática. Sendo assim, resolve-se fazer um exame de imagem, uma ressonância magnética e encontra-se uma hérnia de disco na região de L2 (segunda vértebra lombar). Com pouco estudo sabe-se que a região que apresenta a hérnia não poderia estar gerando aquele sintoma até o pé, sendo assim não é a hérnia que esta gerando aquele problema. E isso é muito comum.

Clinicar é diferente de ter uma clínica

Quando pensamos em clinicar precisamos estar em dia com nossos estudos e sabermos de ato o que cada sinal e sintoma quer dizer, e caso tiver um exame de imagem saber relacionar e ver se a imagem de fato corresponde aos achados clínicos.

Pois, ultimamente muitos profissionais se baseiam tanto na imagem que esquecem da máxima e acabam fazendo diagnósticos equivocados gerando aborrecimento e prejuízo ao paciente e, ao mesmo tempo frustração e desconfiança para com o profissional.

Sendo assim a ideia de uma clínica diminuta e altamente especializada esta muito mais próxima da realidade clinica do que uma clínica grande onde não se tem o olhar especializado para cada pessoa e não saiba exatamente o que fazer, aplicando protocolos pouco coerentes e resolutivos, gerando um grande numero de consultas e baixa resolutividade comprometendo o trabalho de outros profissionais da mesma área que acabam ficando desacreditados.

Nossa clínica

Nossa clínica de fisioterapia tem a finalidade de entender e tratar o paciente de forma exclusiva e personalizada, e entendemos que a independência do paciente é nossa maior conquista, pois se o paciente cria dependência do tratamento, o que em alguns casos é inevitável como manutenção, ele não estará empossado e consciente da própria saúde.

Por isso temos na nossa clínica a premissa de que após melhora de 80 a 90% dos sintomas, normalmente conseguidos após algumas consultas em maca o paciente precisa aprender sobre o seu problema, fazendo aquilo que será bom para evitar novas recidivas, assim como evitar fazer coisas que possam gerar novamente o problema.

Portanto o atendimento especializado e personalizado é a chave para que nosso serviço seja tão bom com uma taxa de resolutividade acima de 90% dos pacientes que nos procuram e seguem o tratamento até o final.

Não existe magica na anatomia e na biomecânica, é importante que isso seja claro para que a responsabilidade da melhora seja distribuída em partes iguais entre o terapeuta e o paciente, assim, com esse engajamento qualquer problema não cirúrgico fica fácil de resolver.

Fisioterapia no futuro

Entendo que a fisioterapia esta saindo do armário, no sentido de que até a pouco tempo atrás vivíamos como uma profissão de segunda mão. Isso quer dizer que só éramos tidos como úteis após uma indicação médica.

Então não é necessariamente verdade, claro que podemos ser indicados por um medico assim como podemos indicar o paciente a um medico caso não não esteja sobre nossa tutela o tratamento dele, mas o que esta acontecendo e com muita alegria e confiança da minha parte é que o fisioterapeuta cada vez mais esta sendo visto como um profissional de primeiro contato, o que ao meu ver é o mais correto a ser feito.

Seja para facilitar os serviços de saúde ou para escalonar a partir dos serviços mais básico o fisioterapeuta tem o papel de ser o primeiro profissional a ser procurado nos casos de dores e problemas ortopédicos e traumáticos, este ultimo de pequena monta.

Por que a conduta do tratamento fisioterapêutico é muito menos agressiva ao organismo que a conduta medica de forma geral, pois caso o paciente melhore sem a ingestão de remédios e com condutas que vão lhe ensinar a lidar com a questão, então essa conduta foi menos danosa para sua saúde presente e futura.

Não que os médicos não devam ser consultados em casos de dores mas normalmente a conduta medicamentosa não trata o problema em si, e sim os sintomas, diferente da conduta do fisioterapeuta que ira entender e propor uma reversão do quadro por meio dos mesmos canais ao qual ele se lesionou, ou seja, do seu ambiente e cotidiano.

Por meio de tudo isso o fisioterapeuta esta se valorizando como profissional, tanto na sua condição inerente de ser consultado em primeira mão, o que por si só já configura uma posição de valorização da sua conduta, quanto da remuneração e do valor cobrado pelas consultas, que certos profissionais por não terem a confiança ou o conhecimento necessário acabam por se desvalorizar ao ponto de não valer mais a pena ficar na profissão.

Acho que no futuro a fisioterapia será cada vez mais presente e crescerá como a principal profissão ao se tratar de dores e com isso ganha-se todos. A população por ter opções mais sadias e resolutivas para suas pendencias, o fisioterapeuta pelo papel de tratar e principalmente ensinar o paciente sobe seu problema biomecânico e os médicos por não terem pacientes que voltam sem melhoras aos seus consultórios queixando-se da profissão como um todo.

Ways to help your children develop self-esteem and confidence

Self-esteem and confidence are major traits in individuals that affect their success. While these are a lifelong process, the foundation of it needs to be established in early childhood. Building self-esteem will allow the child to deal with difficult situations that they will encounter during their lifetime. Since parents have the greatest influence on a child’s belief, it is important for them to let their child know where they belong, how well they are doing and contribute towards developing confidence and self-esteem.

Read more

Quais instituições oferecem empréstimo pessoal para negativados?

A facilidade do meio virtual aumentou o número de empresas que fazem empréstimos online; veja quais delas também trabalham com negativados  

O empréstimo online facilitou bastante a vida do consumidor. Apenas visitando o site da corretora, ele pode simular o processo e descobrir o quanto vai pagar por mês, quais os juros e taxas envolvidos, quantas são as parcelas e até mesmo se o nome da empresa é bem-visto pelo mercado. E isso tudo sem sair de casa. 

Com tantos benefícios e volume de interessados, a quantidade de corretoras também aumentou. Ao mesmo tempo, com uma oferta tão grande de instituições oferecendo empréstimos, pode ser difícil encontrar aquela que oferece empréstimo pessoal para quem tem o CPF negativado. 

Com uma boa procura, é possível encontrar empresas que fazem empréstimo online para negativados e, de quebra, oferecem condições melhores para o pagamento. Conheça agora algumas das opções disponíveis no mercado: 

Creditas 

O empréstimo pessoal oferecido pela Creditas é voltado para todos os perfis de consumidor. Para quem está com o nome negativado, as melhores opções são: 

  • empréstimo com garantia de imóvel/refinanciamento imobiliário; 
  • empréstimo com garantia de veículo/refinanciamento de veículos.  

Os dois têm como garantia um imóvel ou veículo. Resumidamente, se o consumidor não pagar a dívida, a empresa toma o bem financiado. Portanto, são empréstimos mais rápidos e fáceis de liberar, já que a garantia de pagamento para a empresa é maior. 

Além disso, as condições de pagamento são melhores; os juros, mais baixos, e o prazo de pagamento, mais longo. Tanto a corretora quanto o consumidor saem ganhando. 

A Creditas oferece tanto o empréstimo com garantia de imóvel quanto de veículos. Ambos, claro, precisam estar no nome do solicitante. Para quem tem carro próprio mas ainda não o pagou por completo, a empresa permite o refinanciamento — parte do crédito disponibilizado pode ser utilizado para quitar o veículo. 

Além das taxas de juros extremamente atrativas (a partir de 1,39% a.m.), o limite de crédito cedido pode chegar ao equivalente a 90% do valor do veículo. Para o refinanciamento imobiliário, as taxas são ainda melhores: a partir de 0,75% a.m. 

FinanZero 

A FinanZero trabalha com três tipos de empréstimo que podem ser utilizados por negativados: 

  • refinanciamento imobiliário; 
  • refinanciamento de veículos; 
  • empréstimo pessoal para negativados. 

No próprio site da instituição é possível fazer uma simulação e entender qual será o custo efetivo total (CET) durante o tempo de pagamento do empréstimo. 

A empresa não é exatamente uma corretora, e sim um “marketplace” de crédito. Ela tem mais de 50 parceiros em seu site, incluindo corretoras bastante consolidadas, que oferecem diferentes produtos de crédito para o consumidor.  

Todas essas possibilidades estarão disponíveis com apenas um cadastro, ou seja, é muito mais fácil pesquisar pela FinanZero do que fazer cotações em diferentes sites. Além disso, a empresa tem nota 8,8 no Reclame Aqui e o selo RA 1000 (uma premiação dada pelo site às empresas mais confiáveis). 

Serasa eCred 

Da mesma forma que a FinanZero, o Serasa eCred é um marketplace de crédito que oferece ao consumidor diversas opções de corretoras com apenas um cadastro. Todo o seu processo é 100% online e confiável.  

A plataforma da Serasa Experian permite que o usuário faça uma cotação e confira quais opções são mais adequadas ao seu perfil em instituições como Finamax, Banco Original, Lendico, Banco Pan, Geru, Itaú, Banco CBSS, BV e Santana Financeiras. 

O Serasa eCred é uma empresa consolidada há anos e, por isso, conta com uma boa quantidade de parcerias. Por isso mesmo, o CET varia bastante e pode ir de 26,76% a 605,85% a.a., dependendo da corretora de crédito escolhida. Portanto, vale pesquisar bem antes de escolher o empréstimo ideal. 

O único porém é que existe a possibilidade de que o empréstimo saia mais barato quando contratado diretamente com a instituição financeira. Mas é muito mais cansativo e dispendioso buscar em diferentes corretoras do que fazer a cotação pelo Serasa eCred. 

Ferratum Money 

Fundada na Finlândia em 2005, a Ferratum é uma correspondente da Socinal S.A. Sua grande vantagem em relação à concorrência é que, além de também liberar empréstimos para pessoas negativadas, o valor cai na conta em poucas horas quando aprovado. 

Os valores de empréstimo são mais baixos (de R$400 a R$3 mil) e, por isso, o tempo de pagamento também é mais curto — de dois a nove meses. É uma opção interessante para quem deseja usar o valor para pagar dívidas. Seu CET fica entre 9,9% até 17,9% a.m., o que equivale a 210% até 621% a.a. 

O que é e como funciona o leasing?

Modalidade é opção a mais para quem quer usufruir de um bem sem se endividar. 

 O leasing é uma modalidade bastante conhecida no mercado de negócios, mas as pessoas jurídicas já podem aproveitar o formato para pagarem menos por um bem e economizar nas taxas e impostos.  

 Aqui no Brasil, o leasing ainda causa dúvidas em muitos, mas já é bastante utilizado em outros países por ser uma maneira mais barata de usufruir de um bem, como carros e imóveis. Assim, acaba se tornando uma alternativa de financiamento ou refinanciamento imobiliário, veicular e de outros itens.  

 Entenda o que é o leasing e se a modalidade vale a pena para o seu caso! 

O que é leasing?  

De maneira geral, o leasing pode ser comparado a uma forma de aluguel, apesar de ter diferenças com o formato mais popular. No leasing, uma pessoa pode usufruir de um bem (como um carro ou um espaço físico) ao pagar parcelas de arrendamento.  

 Uma das grandes diferenças está nas opções que a pessoa tem ao final do contrato: é possível seguir com o acordo, finalizá-lo ou fazer a compra definitiva do bem, descontando o que já foi pago até então.   

De maneira geral, o leasing funciona assim: 

 o arrendador é proprietário de algum bem (geralmente, instituições financeiras);  

  • o arrendatário faz o leasing desse bem, pagando mensalmente um valor para poder usufruí-lo, como em um aluguel;  
  • no contrato, já ficam definidas as possibilidades após o acordo, assim como o valor da possível compra;  
  • quando o acordo acaba, o arrendatário pode optar por seguir com o leasing, acabar o contrato ou realizar a compra do bem.  

 É possível fazer o leasing de diversos bens, desde carro e imóveis até maquinários e ferramentas, em casos de empresas e indústrias. Além disso, nem todo contrato de leasing é igual, podendo ter alterações de acordo com o tipo de arrendamento que está sendo negociado. 

Tipos de leasing 

Existem dois tipos principais de leasing: o financeiro e o operacional. A principal diferença entre eles está no tempo de contrato e nas possibilidades de compra após finalização do contrato.   

  • Leasing financeiro: tem prazo mínimo de dois ou três anos . Após o fim do contrato, o indivíduo pode comprar o bem pelo valor combinado previamente, pagando, geralmente, o residual.  
  • Leasing operacional: prazo de contrato menor, mas de no mínimo três meses. Ao final do contrato, o bem pode ser comprado, mas pelo valor dele no mercado naquele momento, não o residual.  

 O tipo de leasing a ser utilizado pode ser negociado entre as partes, já que cada um deles tem vantagens e desvantagens que variam de acordo com a necessidade de cada pessoa.  

A diferença entre leasing e financiamento 

A principal delas é, principalmente, sobre a propriedade do bem. Enquanto no leasing o bem continua sendo do seu arrendatário (afinal, você apenas “alugou” seu uso), no financiamento ou refinanciamento, o indivíduo já tem o item em seu nome (mas alienado à instituição financeira) e, assim que terminar de pagar as parcelas, passa a ser próprio.   

No caso do leasing, o bem só será do indivíduo, de fato, se ele realizar a compra no final do contrato e fizer o pagamento de seu valor. Alguns contratos também podem ser feitos visando o pagamento conjunto das parcelas e do residual, dependendo do banco. Entretanto, ao final, é preciso fazer a transferência de nome.  

Os benefícios da modalidade 

Mas por que e quando optar pelo leasing? Um dos maiores pontos positivos do formato são as taxas e impostos menores do que em um financiamento tradicional. Além disso, outros benefícios que podem ser citados são:  

  • maior rapidez no processo; 
  • menores taxas de juros; 
  • mais opções de consumo;  
  • possibilidade de negociação;  
  • valor das parcelas mais baixas do que um financiamento, etc.  

 A escolha entre ele e o financiamento depende principalmente das necessidades e interesses futuros do indivíduo, mas o leasing é uma opção a mais para o consumidor usufruir de um bem com tranquilidade financeira. 

8 ‌exercícios‌ ‌para‌ ‌fazer‌ ‌diariamente‌ ‌durante‌ ‌o‌ ‌seu‌ ‌tempo‌ ‌de‌ ‌trabalho‌

O tempo para a academia está escasso, mas é possível incluir exercícios no trabalho, durante o expediente e sem atrapalhar as tarefas do dia a dia, de modo a ter mais qualidade de vida e evitar problemas relacionados ao excesso de tempo sentado ou em pé em uma mesma posição, alongando o corpo e reduzindo quadros como LER e DORT. 

É claro que isso pode ser adaptado dentro da rotina de quem trabalha em um escritório, em uma linha de produção no chão de fábrica, ou qualquer outro segmento laboral que tantos profissionais fazem parte.

A verdade é que muitas pessoas conseguem acordar mais cedo, ir até uma academia. Outros preferem fazer atividades físicas assim que termina o expediente, ou praticar esportes aos finais de semana. 

No entanto, essas práticas no decorrer do dia podem proporcionar mais conforto e bem-estar durante a prática laboral.

De fato, é preciso espantar o sedentarismo e deixá-lo bem longe, pois ele é causa de diversos problemas de saúde, entre os quais:

  • Aumento de colesterol;
  • Diabetes;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Hipertensão;
  • Infarto do miocárdio;
  • Obesidade;
  • Osteoporose;
  • Dores e distensões.

Esses são apenas alguns problemas de saúde, fora aqueles que acompanham hábitos ruins, como fumar, manter uma má alimentação e ficar longe de qualquer atividade física. 

Por isso praticar exercícios simples dentro do horário de trabalho pode ser bastante benéfico, otimizando esse tempo e possibilitando uma rotina mais saudável mesmo em meio a correria cotidiana. 

Inclusive, devido aos benefícios percebidos até no desempenho, há empresas que promovem uma determinada hora do dia – ou dia da semana – para que todos possam se alongar e fazer atividades que possam ser úteis para a saúde, de uma forma geral, e a atividade realizada na rotina. 

A seguir serão apresentados 8 exercícios físicos que podem ser realizados ao longo do dia, respeitando todas as regras de bom comportamento dentro do ambiente de trabalho. 

Tudo isso sem atrapalhar a realização das demandas ou invadir o espaço do próximo, como toda ginástica laboral deve ser, e permitindo mais qualidade de vida e conforto.

  1. Estique-se até alcançar a ponta dos pés

Enquanto estiver sentado sobre a cadeira e um projeto de AVCB Belo Horizonte precisa aguardar a aprovação dos profissionais do corpo de bombeiro, é possível praticar um exercício simples e rápido. 

Trata-se de esticar as pernas na altura da base da cadeira e tentar alcançar com os braços as pontas dos pés. 

A execução desse tipo de exercício pode ser repetida tantas vezes ao dia. Porém, é preciso estar atento à posição da cadeira e ao esforço exercido sobre a coluna. 

Afinal, é preciso conhecer os próprios limites, respeitando a elasticidade do corpo. Inclusive, para reduzir quaisquer impactos na rotina, o corpo pode ser esticado em direções opostas, como em um movimento de “espreguiçar”.

  1. Fique na ponta dos pés e repita a sessão

Dentro de um escritório, um funcionário fica pouco tempo em pé, pois muitas tarefas são realizadas enquanto está sentado em uma cadeira, na frente de um computador, ou em uma recepção. 

Até mesmo as reuniões são realizadas, na maioria das vezes, confortavelmente em uma cadeira. 

Contudo, há momentos em que é preciso ficar em pé, como na fila do café ou para aguardar o uso de uma impressora.

Nesses momentos, assim como quem trabalha em uma empresa fabricante de gabinetes plásticos para eletrônica, é possível ficar sob a ponta dos pés por um tempo determinado, e depois relaxar, repetindo o exercício, de modo a contribuir com o alongamento e relaxamento dos músculos.

Essa ginástica laboral atua nas panturrilhas das pernas, deixando-as mais firmes e resistentes. 

Dependendo do tempo e das repetições, é possível perceber o quanto antes o resultado dos exercícios. Inclusive, em rotinas mais tranquilas e/ou no home office o indicado é realizar ao menos 30 vezes o movimento de subir e descer. 

  1. Pratique exercícios para o abdominal

Muita gente pensa que vai precisar deitar sobre o chão do escritório, ou no meio do chão de fábrica, para fazer os exercícios abdominais. Nada disso é necessário. 

Quem trabalha com calibração de manômetros, por exemplo, ou mesmo quem está sentado na cadeira do escritório, pode  manter a posição das costas reta, elevando os joelhos para cima e para baixo para atuar nos músculos que compõem o abdômen.

  1. Substitua o elevador pelas escadas

Quem trabalha em prédio deve ter ouvido isso de algum professor de educação física, ou mesmo entusiastas que promovem a ginástica laboral dentro do horário de trabalho. 

A substituição do elevador pelas escadas é muito benéfica para o corpo e ajuda a queimar as calorias que insistem em se fixar em forma de “pneuzinhos” em torno da barriga. 

Desse modo, o profissional que atende empresas instaladas em edifícios ou prédios para fazer a manutenção de endoscópios pode dispensar o elevador e ir até o andar pretendido utilizando as escadas. 

Os funcionários que trabalham diariamente dentro de um prédio comercial também podem fazer a subida pós-almoço pelas escadas. Depois, descer as escadas ao final do expediente.

Além de ajudar a queimar gordura, tonifica os músculos da perna e economiza energia elétrica.

  1. Caminhe na hora do almoço pelas imediações

Quando se fala em consultoria em infraestrutura de TI, imagina-se os profissionais que estão focados em problemas com eletrônicos e toda a tecnologia que envolve qualquer ambiente profissional nos dias atuais. 

No entanto, eles podem atender diversos clientes em uma mesma região, ou trabalhar para uma empresa específica e ter apenas o intervalo do almoço para se exercitar. 

Por isso é importante fazer uma caminhada no entorno do local de trabalho, contribuindo para a digestão e realização do exercício mínimo para a manutenção da saúde.

Isso ajudará a espairecer e pensar em outros assuntos, descansando a mente para o que vem à seguir e ainda praticando um exercício simples, porém essencial, que é caminhar.

Toda caminhada é válida, portanto se o profissional utiliza transporte público, como ônibus urbano, pode pensar em descer um ponto antes e caminhar alguns metros a mais até a empresa.

  1. Relaxe o pescoço e os ombros sempre que possível

Aquele peso todo que se sente sobre os ombros, o pescoço e até mesmo nas costas ao fim do dia pode indicar estresse e tensão muscular, ou mesmo uma posição inadequada.

Um engenheiro que prepara um projeto de para raios para empresas pode ficar preocupado com a situação do espaço onde vai colocar toda a estrutura necessária. 

Entretanto, é importante relaxar os ombros, girar o pescoço no sentido horário e anti-horário, devagar e circular, para que a tensão possa fluir e até mesmo se tornar um momento para espairecer, melhorando a postura e reduzindo as dores.

Fazer esse exercício por alguns minutos pode ser muito útil para colocar as ideias no lugar, e poder voltar para um projeto ou um relatório que está em andamento com mais concentração e qualidade.

  1. Utilize banheiros de andares diferentes

As empresas localizadas em empreendimentos comerciais, como condomínios que reúnem prédios e edifícios, possuem diversos banheiros. 

A equipe que trabalha no setor de terceirização de manutenção predial pode fazer ajustes nos banheiros de um andar, e isso é ótimo para caminhar por lugares diferentes e praticar exercícios de alongamento enquanto caminha, se exercitando e até interagindo.

Isso é excelente não só para o corpo, como também para a mente, pois fazer tarefas que não estão na rotina diária estimulam o cérebro a pensar de uma forma diferente. Assim os neurônios trabalham formando novos estímulos na mente. 

O social também pode ser favorecido, visto que network e conversas podem ocorrer nesse novo caminho.

  1. Espreguice todo o corpo para cima e para baixo

Esse é o tipo de exercício que pode ser praticado logo que se acorda. Porém, dentro do ambiente de trabalho, respeitando a postura profissional individual e de todos os presentes, é possível se espreguiçar e esticar todos os músculos do corpo, dos pés à cabeça. 

Depois de terminar a elaboração de programas ambientais para um cliente, a prática desse exercício laboral exige que se levante da cadeira e leve as mãos para cima da cabeça e estique os músculos das pernas, até mesmo ficar na ponta dos pés.

Contudo, se necessário, adaptações podem ser feitas para realizar um alongamento ainda sentado.

Contudo, é preciso tomar cuidado para não provocar nenhuma lesão, ou mesmo uma cãimbra. Por isso é importante conhecer os limites do próprio corpo e entender quando é a hora de parar. 

Conclusão

O hábito de praticar atividades físicas, ou ginástica laboral, mesmo que prosaicas e de cunho minimalista, ajudam a manter o corpo ativo e longe do estresse muscular.

Isso é muito bom, tendo em vista que muitas pessoas levam uma vida atribulada e não conseguem encaixar na agenda uma academia ou a prática de esportes.

Aplicar momentos de alongamento corporal ajuda a melhorar a circulação sanguínea e o relaxamento dos músculos, que podem sofrer até mesmo LER (Lesão por Esforço Repetitivo), caso não sejam ativados de maneira constante.

Vale lembrar que esses exercícios podem ser praticados em um escritório comercial, e até mesmo para aqueles que fazem trabalho remoto, no conforto do lar. 

Os benefícios são diversos e podem ser observados em diferentes momentos, como:

  • Afasta o sedentarismo;
  • Aumenta o foco e a produtividade;
  • Diminui a fadiga;
  • Fortalece os músculos;
  • Minimiza a ansiedade e o estresse;
  • Reduz a tensão no trabalho;

Para aqueles que estão em um ambiente mais pessoal, os profissionais que trabalham em home office podem expandir as atividades, como o uso de pesos nos pulsos ou nas canelas.

Por fim, é importante sempre consultar um profissional da área de fisioterapia, ou mesmo alguém que atua com educação física, para encontrar atividades mais adequadas às necessidades.

Inclusive, eles podem passar mais dicas valiosas para esses exercícios que fazem total diferença no corpo, quando comparado com aqueles que estão sem fazer atividade nenhuma, e propor novas práticas diárias. Os benefícios são valorosos e a saúde agradece.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quais instituições oferecem empréstimo pessoal para negativados?

A facilidade do meio virtual aumentou o número de empresas que fazem empréstimos online; veja quais delas também trabalham …

O que é e como funciona o leasing?

Modalidade é opção a mais para quem quer usufruir de um bem sem se endividar.   O leasing é uma modalidade …

8 ‌exercícios‌ ‌para‌ ‌fazer‌ ‌diariamente‌ ‌durante‌ ‌o‌ ‌seu‌ ‌tempo‌ ‌de‌ ‌trabalho‌

O tempo para a academia está escasso, mas é possível incluir exercícios no trabalho, durante o expediente e sem atrapalhar …