Blog

Dezenas de artigos. Melhore seu estilo de vida agora!

Bandagem funcional: entenda mais sobre essa técnica

A bandagem funcional é um assunto que precisa ser dominado pelos fisioterapeutas, visto que também é conhecido como um nicho de mercado.

Por meio da bandagem, esse profissional consegue posicionar corretamente todas as estruturas articulares e musculares, com o objetivo de aliviar as dores do paciente, proporcionando relaxamento e bem-estar.

Trata-se de uma técnica que se utiliza de meios que ajudam a conquistar um desempenho melhor para o organismo. Ou seja, o fisioterapeuta é capaz de ajustar o posicionamento, para assim obter efeitos específicos.

Por exemplo, por meio da bandagem funcional, é possível prevenir, tratar e até mesmo recuperar lesões.

Tendo em vista que as pessoas procuram um fisioterapeuta quando algo não vai bem com suas articulações, ossos, músculos, entre outros, é fundamental saber cuidar bem deles.

A bandagem funcional tem exatamente esse objetivo, por isso, é dever de todo fisioterapeuta conhecer um pouco mais sobre esse assunto.

Mas se você é um profissional da área e ainda tem alguma dúvida, não se preocupe, pois nosso objetivo é esclarecer todas elas.

Pensando nisso, neste artigo vamos explicar o que é bandagem funcional, como funciona, quais são os seus objetivos e os benefícios que ela traz para os pacientes. Confira!

Qual é o conceito de bandagem funcional?

A fisioterapia é uma área do conhecimento que pode utilizar várias técnicas para os seus tratamentos, ao mesmo tempo em que pode usar recursos que ajudam a restabelecer os movimentos dos pacientes.

Dentre as possibilidades dos tratamentos fisioterapêuticos está a bandagem funcional. Trata-se da utilização de fitas adesivas que possuem propriedades elásticas e que são capazes de modificar o alinhamento de várias estruturas do organismo.

Pode ser usada por pacientes que usam banco para banho idoso, entretanto, para conquistar bons resultados, esse procedimento precisa dos materiais corretos e o fisioterapeuta deve reunir os conhecimentos necessários.

É dessa forma que ele garante a sustentação e o alívio ao paciente, dependendo do quadro que ele apresenta.

Com base nas informações que definem o conceito de bandagem funcional, é possível começar a entender como ela funciona e quais são os seus objetivos.

Como funciona essa técnica?

Antes de saber como essa técnica funciona, primeiro é importante compreender seus 3 tipos que, ainda que se trata do uso de fitas similares, o método de aplicação é diferente e determina quais serão os efeitos.

Primeiro, há a bandagem funcional esportiva, que em inglês é conhecida como athletic taping. Ela é indicada em casos de lesões agudas, que são provocadas pelo excesso de esforço durante as atividades físicas.

Por meio desse tipo de bandagem, a estrutura do organismo é melhorada, além de que evita-se que essas lesões apareçam novamente.

O fisioterapeuta pode realizar o procedimento com ou sem touca cirúrgica feminina, além de poder optar por outro tipo, conhecido como bandagem funcional biomecânica ou McConnell Taping.

Esse tipo é utilizado para direcionar o movimento de forma específica, com o objetivo de alinhar os tecidos e ajudar o paciente a melhorar sua postura.

Por fim, há a bandagem funcional neuromuscular, também conhecida como Kinesio Taping, e que envolve determinados músculos e articulações, reduzindo informações, sustentando movimentos e melhorando as contrações musculares.

Este é o tipo mais utilizado, mas, de modo geral, a bandagem funcional é uma técnica muito eficiente, versátil e moderna, que ajuda a recuperar e evitar lesões.

Ela consiste em um tipo de tratamento muito utilizado entre os praticantes de atividades físicas, entretanto, pode ser aplicada em qualquer pessoa que sinta dor ou tenha alguma limitação física.

Às vezes, o fisioterapeuta precisa acompanhar a direção do músculo, pois isso garante que seu movimento seja facilitado.

Também há situações em que é necessário optar por uma aplicação transversal para gerar tensão elástica. O objetivo é imobilizar o local e permitir que ele se recupere.

Nesse sentido, é muito importante que o profissional saiba quais grupos devem ser isolados e a tensão que deve ser aplicada em cada parte.

Assim como o cilindro de oxigênio medicinal é importante em alguns casos, a bandagem funcional ajuda em situações onde é necessário maximizar o potencial da técnica, o que garante os efeitos esperados.

Para isso, é necessário que sua aplicação seja feita por um fisioterapeuta, pois só dessa forma ela será correta.

Se for posicionada de um jeito errado, o paciente pode sofrer com efeitos contrários, e não podemos descartar o fato de que a maneira como ela é colocada depende muito da patologia apresentada pelo paciente.

Hoje em dia, as pessoas podem contar com diferentes recursos que ajudam a cuidar melhor da saúde, como um sapato para enfermagem, que é mais higiênico e seguro para os pacientes, além de mais confortável para um profissional.

Ainda assim, estamos expostos a várias situações que podem causar alguns danos, e então temos acesso a diferentes tratamentos, como no caso da bandagem funcional. Entendemos isso por meio de seus objetivos, e dentre os principais estão:

  • Estabilizar a articulação;
  • Relaxar a musculatura;
  • Garantir o conforto do paciente;
  • Favorecer a cromoterapia.

A bandagem funcional é muito eficaz no tratamento de lesões e na proteção aos tecidos moles. Ela também ajuda a estabilizar a articulação, por meio de seu tipo rígido de estabilização estática ou elástica.

Quando o profissional posiciona a fita adesiva longitudinalmente, estimula nas fibras musculares; mas se ela é posicionada transversalmente, os movimentos são inibidos.

Em uma farmácia de manipulação, as pessoas podem encontrar medicamentos e outros elementos, como cremes, destinados aos mais variados tratamentos.

Na fisioterapia existe a bandagem funcional, tema central deste artigo, que também tem como objetivo proporcionar o relaxamento da musculatura.

Isso acontece porque quando a fita é colada na pele por meio de pressão no músculo, ajuda a relaxar a região.

Esse tratamento também garante conforto e adaptação, já que contém elastano, um material que proporciona elasticidade e alta flexibilidade.

O tratamento aumenta a oxigenação da pele, as fitas são duráveis, o paciente não precisa de medicamentos e a aderência é rápida.

Outra finalidade é favorecer a utilização da cromoterapia, o que potencializa o processo de reabilitação do paciente. Isso acontece porque cada cor emite uma vibração, contendo propriedades terapêuticas.

Com base em todos os objetivos desse tipo de tratamento, fica fácil imaginar todos os benefícios que ele é capaz de trazer.

Vantagens da bandagem funcional

A bandagem funcional, também conhecida como bandagem elástica e que pode ser utilizada por esportistas ou qualquer outra pessoa, como um profissional de instalação de ar condicionado, foi criada no Japão, em 1973 pelo quiropraxista Kenzo Kase.

Esse procedimento necessita de uma cola especial sem látex, pois dessa forma garante a respiração na pele e não obstrui os poros.

O objetivo é auxiliar em tratamentos de lesões, por meio de pressão e força nos músculos e articulações, o que traz mais estabilidade e apoio.

Como falamos anteriormente, são bandagens elásticas e que funcionam como uma ferramenta eficaz no tratamento de disfunções cinético funcionais e na prevenção desses problemas.

A fita é 100% constituída por fibras de algodão e 140% de elasticidade e, por essa razão, vem sendo utilizada em tratamentos musculares, articulares, em casos de edemas linfáticos e sanguíneos ou em lesões desses sistemas.

Também pode ser aplicada para pessoas que utilizam cadeira corporativa ou que apresentam condições ligamentares, distúrbios neurológicos e para tratamentos com fonoaudiólogos.

Nesse sentido, fica claro que estamos falando de um tratamento bem versátil e que por isso traz uma série de vantagens aos pacientes.

Ele ajuda a estabilizar a articulação, relaxar a musculatura, prevenir lesões musculares e articulares, reduzir as informações, melhorar a circulação sanguínea, aumentar a propriocepção e garantir a reabilitação física dos pacientes.

Outra vantagem desse tratamento é que ele pode ser aplicado em diferentes áreas da fisioterapia, sendo mais comum na fisioterapia esportiva, musculoesquelética, neurológica, pediátrica, geriátrica, reumatológicas e nas áreas que cuidam da saúde da mulher.

Antes de optar por esse tratamento, é fundamental conversar com um profissional. Por isso, consulte o contato de um cartão de visita fisioterapia, pois assim como no caso de qualquer outro procedimento fisioterapêutico, é muito importante ter uma avaliação.

É por meio dela que o profissional vai verificar quais são as possibilidades de aplicar a bandagem funcional e o tipo mais indicado para problema do paciente

Conclusão

A fisioterapia é muito importante para a manutenção da saúde dos ossos, músculos e articulações, por isso é muito procurada pelas pessoas, principalmente aquelas que estão mais expostas a algum risco de lesão.

Essa área oferece tratamentos para as mais diversas necessidades, e um deles é a bandagem funcional que, como vimos, pode ser aplicada com diferentes objetivos.

Entretanto, antes de realizá-lo, é fundamental conversar com o fisioterapeuta para descobrir se é a melhor opção para o seu caso. Assim, você garante a plena recuperação de seu organismo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 sintomas de Lombalgia: fique por dentro

Segundo a própria Organização Mundial da Saúde, a OMS, a lombalgia é uma dor que afeta cerca de 80% da população mundial, …

Lombalgia: saiba suas principais causas

É comum ouvir de pessoas ou até mesmo sentir dores nas costas de vez em quando, mas vale mencionar que existe um quadro …

Incontinência urinária: 3 exercícios para diminuir esse problema

É conhecida a afirmação de que quando estamos com saúde não percebemos, nem paramos para pensar nesses assuntos. Porém, …