Blog

Dezenas de artigos. Melhore seu estilo de vida agora!

OMS para atividades físicas

Veja recomendações da OMS para atividades físicas

Confira algumas dicas de intensidade e frequência de atividades físicas de acordo com a sua faixa etária e mantenha a saúde do seu organismo.

Há muitos anos a ciência investiga e reafirma a importância de praticar atividades físicas regularmente para manter a saúde do organismo e reduzir as chances de problemas diversos, desde complicações nas articulações, doenças cardiovasculares, atrofia muscular, diabetes tipo 2, distúrbios de sono, entre outros.

Na correria do cotidiano, sobretudo para quem tem filhos pequenos, muita gente acaba deixando de praticar exercícios físicos, o que tem um impacto direto sobre a saúde. Por isso, diferentes grupos nacionais e internacionais divulgam a necessidade de colocar o corpo em movimento.

Um desses grupos é a Organização Mundial da Saúde (OMS), agência especializada e subordinada à Organização das Nações Unidas (ONU). Confira algumas recomendações deste órgão, considerado um dos mais importantes do mundo, antes de comprar boas peças esportivas para ter conforto durante cada atividade.

 

Crianças e adolescentes

Por estarem em uma fase em que o corpo se desenvolve intensamente e várias estruturas físicas são fortalecidas, é recomendado a crianças e adolescentes praticarem pelo menos 60 minutos diários de atividade física moderada ou intensa durante a semana (ou pelo menos 3 vezes na semana). E a maior parte dessa atividade física deve ser aeróbica.

Além de fortalecer músculos e ossos, essas atividades melhoram a aptidão cardiorrespiratória, a saúde cardiometabólica, a cognição (o que tem impactos diretos no desempenho escolar) e a saúde mental, além de proporcionar sociabilidade, o que é fundamental nessa fase para construir repertório emocional.

O ideal é que as crianças e adolescentes comecem com quantidades e intensidades moderadas de exercício e, com o passar do tempo, aumentem isso. Se você conhecer uma criança ou adolescente com dificuldades para praticar exercícios físicos, uma boa ideia é encorajá-los a começar: pouca atividade física é sempre melhor que nenhuma.

 

Adultos

Já para a população adulta (com idade entre 18 e 64 anos), a OMS recomenda entre 150 e 300 minutos semanais de atividade física aeróbica de intensidade moderada ou de 75 a  150 minutos de atividade física aeróbica de muita intensidade. Pelo menos dois dias da semana devem ser marcados por essa prática.

Nessa faixa etária, as atividades físicas praticadas de forma regular reduzem a mortalidade por doenças cardiovasculares, a incidência de hipertensão e de diabetes tipo 2, além de reduzir o estresse e sintomas de depressão e ansiedade. Por fim, também fortalece a saúde cognitiva, o sono e a saúde dos músculos e ossos.

 

Idosos

Para a população idosa (com idade acima de 64 anos), é recomendada a mesma quantidade de exercícios físicos indicada para adultos, exceto se o(a) idoso(a) em questão tiver algum problema de mobilidade ou contra-indicação médica decorrente de algum problema específico.

Além de reduzir a atrofia muscular e ajudar a prevenir ou reduzir uma série de impactos decorrentes de diferentes doenças, praticar atividades físicas ajuda os idosos a prevenir quedas e lesões relacionadas à redução da capacidade funcional e saúde dos ossos.

Outro cuidado que os idosos precisam ter é, juntamente às atividades físicas, realizar exercícios de fortalecimento muscular de intensidade moderada em dois ou mais dias da semana. Isso proporciona benefícios adicionais para a saúde, além de mais segurança para realizar as atividades físicas.

 

Grávidas

Um grupo que também precisa realizar atividades físicas regulares são as gestantes, tanto na gestação quanto no pós-parto. Além de reduzir o risco de pré-eclâmpsia, hipertensão e diabetes gestacional, isso ajuda a reduzir chances de complicações no parto e depressão nas primeiras semanas após o nascimento.

Para o bebê, uma mãe fisicamente ativa também é importante para eles terem menos efeitos adversos de peso e menor risco de morrerem no parto. A OMS recomenda às gestantes uma prática de pelo menos 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada. É fundamental ter a supervisão de um(a) profissional para não realizar movimentos ou ter uma intensidade que coloque em risco a saúde da gestante e do bebê.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 sintomas de Lombalgia: fique por dentro

Segundo a própria Organização Mundial da Saúde, a OMS, a lombalgia é uma dor que afeta cerca de 80% da população mundial, …

Lombalgia: saiba suas principais causas

É comum ouvir de pessoas ou até mesmo sentir dores nas costas de vez em quando, mas vale mencionar que existe um quadro …

Incontinência urinária: 3 exercícios para diminuir esse problema

É conhecida a afirmação de que quando estamos com saúde não percebemos, nem paramos para pensar nesses assuntos. Porém, …