Dicas de Fisioterapia para Pacientes e Fisioterapeutas

Leia nossos artigos. Melhore o seu estilo de vida agora!

Entenda o que é a sarcopenia e como ela afeta a força muscular

Condição natural entre idosos merece atenção e pode ser prevenida; entenda como

 Com o passar dos anos e a chegada da terceira idade, é normal que os problemas de saúde comecem a aparecer. Uma síndrome comum, mas pouco comentada, é a sarcopenia, caracterizada pela perda progressiva de massa muscular.  

Frequente em idosos, é agravada de acordo com a qualidade de vida, e são poucos os que continuam a fazer exercícios físicos durante essa fase. Porém o sedentarismo e uma alimentação inadequada são as principais causas desse problema.  

Com a diminuição do tônus muscular, as consequências implicam na capacidade de locomoção e na perda de força, causando dor e fadiga dos músculos. Dessa forma, é natural que pessoas com sarcopenia se tornem dependentes, pois, em alguns casos, trata-se de um quadro bastante limitante.  

Apesar da naturalidade do problema – adultos perdem massa muscular a partir dos 40 anos –, é importante manter uma vida ativa, para que não haja um agravamento da sarcopenia. Em situações mais complicadas, há até desenvolvimento de obesidade, além das questões apresentadas.  

Uma alimentação saudável faz diferença  

De acordo com a nutricionista Nicole Ezemplari, o ideal é manter uma alimentação rica em proteína e de fácil absorção, pois, a partir dos 60 anos, ocorre um declínio das funções fisiológicas. “O recomendado é o consumo de carnes magras, peito de frango, peixes e ovos para a formação, recuperação e manutenção dos músculos. A composição corpórea é transformada o tempo todo, a massa de gordura e a gordura visceral aumentam, enquanto a massa corporal muscular diminui”, explica. 

Algumas doenças aceleram a condição da sarcopenia, como é o caso de diabetes, câncer, insuficiência cardíaca, doenças pulmonares e alguns desequilíbrios hormonais. Por isso, é vital um acompanhamento médico frequente nesses casos, além da prática diária de exercícios físicos.  

Para os idosos, o recomendado é alternar atividades aeróbicas com exercícios musculares e sempre realizar treinamentos para o desenvolvimento do equilíbrio.   

Como identificar a sarcopenia?  

Identificar e prevenir esta patologia melhora a qualidade de vida e a saúde da população. De acordo com a SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia), cerca de 20% das pessoas com mais de 75 anos são afetadas pela sarcopenia.  

Os sinais aparecem naturalmente. Com o passar dos anos, é possível perceber os músculos menores e um ganho de gordura, o que passa a ser prejudicial para a saúde. Outros pontos que merecem atenção são as questões funcionais: facilidade para subir e descer escadas, pegar objetos no chão, caminhar por longas distâncias, quedas recorrentes e cansaço em atividades do dia a dia.  

Também é possível avaliar a qualidade muscular e diagnosticar a sarcopenia, através de exames como ressonância magnética, tomografia e densitometria de corpo total.  

Um acompanhamento nutricional e a prática de atividades físicas com professores qualificados também são indicados. 

Escreva um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

7 benefícios para criar um blog de fisioterapia

Muitas pessoas confundem blog com site, mas eles são diferentes em seu conceito, principalmente, no que diz respeito ao …

Óleos essenciais: confira 7 benefícios

Um prontuário médico digital pode encaminhar o paciente para os mais diversos tipos de tratamentos. 

4 benefícios do pilates para idosos

A prática de pilates para idosos pode ser uma ótima indicação, tendo em vista que a atividade é uma das que melhor se …