Blog

Dozen of articles. Improve your lifestyle now!

Quais as principais doenças articulares que afetam os cachorros?

Tutor deve saber identificar os sintomas, pois o animal pode estar sofrendo com dores e desconfortos. Conheça os sinais de alerta dos problemas mais comuns. 

 

As doenças articulares são problemas comuns em cães de diferentes raças e portes, e os donos de pets deveriam saber mais sobre elas. Quando o clima está mais frio, os sintomas tendem a aparecer mais e estar atento te ajuda a identificar logo que precisa procurar ajuda, diminuindo o sofrimento do seu amigo. 

 

Um bom remédio para cães pode ajudar a tratar as dores e os desconfortos que são sintomas das doenças que atingem as articulações. Só um profissional da área pode indicar qual é o melhor para cada caso, mas as observações do tutor costumam ajudar bastante na maioria dos diagnósticos. 

 

A primeira coisa que você precisa saber sobre as doenças articulares é que elas podem ter causas diversas, que vão desde fatores hereditários até traumas físicos ou até mesmo estresse. Excesso de peso, movimentos repetitivos e falta de exercício físico também podem causar ou agravar problemas desse tipo. 

[Quebra da Disposição de Texto]As doenças articulares são classificadas em dois tipos: agudas e crônicas. Os dois tipos atacam as articulações, as partes que unem dois ou mais ossos e sustentam o peso do animal.  

 

A maioria causa dores, desconforto e dificuldades de locomoção e, no longo prazo, pode comprometer significativamente a capacidade de movimento dos animais. A gravidade e os efeitos dos problemas dependem de uma série de fatores, mas em quase todos os casos, os sintomas tendem a se agravar com o tempo.  

 

Isso quer dizer que os cães mais velhos precisam ser observados com mais atenção e que a ausência de tratamento adequado costuma piorar os sintomas. É por isso que é tão importante identificar e intervir o quanto antes. 

 

A lista de doenças articulares é extensa, a mais comum delas é a artrose — um desgaste na cartilagem que amortece a ligação dos ossos. Artritetendinitedisplasia coxofemoral e tenossinovite são algumas das outras doenças desse tipo mais comuns nos cães domésticos. 

 

Quais são os sintomas? 

O diagnóstico das doenças articulares pode ser feito através de exames de imagem e testes locomotores, mas o primeiro passo é sempre a avaliação clínica. E as informações fornecidas pelo tutor são de fundamental importância para ajudar o médico nessa etapa. 

 

Além de saber sobre os sintomas, é importante que o profissional entenda como é o ambiente onde o animal vive, quais são os hábitos dele, seu histórico de doenças anteriores e assim por diante. Também ajuda saber quando é que os sintomas começaram. 

 

Para que você saiba que precisa procurar ajuda é importante conhecer os sintomas. Por isso, fizemos uma lista dos principais. Se eles vêm juntos então, alerta dobrado: 

 

  • dificuldades para andar, correr ou subir degraus; 
  • recusa a participar de brincadeiras com as quais o animal antes se empolgava; 
  • dificuldades para achar uma posição confortável para dormir; 
  • inchaço ou vermelhidão nas regiões próximas às articulações; 
  • fadiga; 
  • sinais de que o animal está sentindo dores ou incômodos, especialmente durante ou após praticar algum exercício. 

Como é o tratamento? 

Nem sempre é possível curar as doenças articulares, mas para todas elas existem tratamentos que visam, principalmente, diminuir os sintomas e melhorar a qualidade de vida daquele animal. 

 

Além dos medicamentos, o profissional pode indicar mudanças de hábitos, como exercício físico. Fisioterapia, acupuntura e até hidroginástica também podem ser receitados.  

 

Há também os casos cirúrgicos e é o veterinário quem pode avaliar essa possibilidade. 

E a prevenção? 

Como você já viu, algumas doenças podem ser até mesmo hereditárias, mas garantir que seu cachorro tenha hábitos de vida saudáveis, se exercite com regularidade e não fique com sobrepeso ajuda a prevenir o surgimento e a evitar o agravamento dos problemas articulares.  

 

Proteger seu pet do frio intenso também é uma boa ideia, cuidado que deve ser redobrado se o seu cãozinho já é idoso ou tem histórico de doenças articulares.  

 

Consultas regulares com um profissional de sua confiança também são fundamentais para prevenir garantir que está tudo bem com a saúde do seu amigo. Afinal, você não quer correr o risco de que ele esteja sofrendo e você não saiba, não é mesmo? 

 

Write a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quais instituições oferecem empréstimo pessoal para negativados?

A facilidade do meio virtual aumentou o número de empresas que fazem empréstimos online; veja quais delas também trabalham …

O que é e como funciona o leasing?

Modalidade é opção a mais para quem quer usufruir de um bem sem se endividar.   O leasing é uma modalidade …

8 ‌exercícios‌ ‌para‌ ‌fazer‌ ‌diariamente‌ ‌durante‌ ‌o‌ ‌seu‌ ‌tempo‌ ‌de‌ ‌trabalho‌

O tempo para a academia está escasso, mas é possível incluir exercícios no trabalho, durante o expediente e sem atrapalhar …