Blog

Dozen of articles. Improve your lifestyle now!

Consulta online: conheça os benefícios deste agendamento

No último ano, a vida ficou diferente por conta da pandemia do Coronavírus e muitas coisas que antes eram só tendências viraram realidade. É o caso da consulta online, também conhecida como telemedicina.

 

Diversos conselhos e órgãos de saúde, principalmente, os de Medicina, apoiaram uma maior regulamentação desse processo de ver um profissional de saúde por meio de telas em uma clinica fisioterapia esportiva e nas demais. 

 

Isso culminou em uma verdadeira transformação digital no meio. Muitos médicos tiveram que se adaptar e do lado dos pacientes também houve quebra de paradigmas. 

 

Afinal, como avaliar a saúde sem o contato e sem examinar o corpo, quando o assunto tem a ver com isso? Havia muito preconceito, mas isso, em geral, ficou para trás. 

 

A seguir, saiba como a telemedicina pode ajudar e muito a área da saúde a crescer e cada vez mais pessoas terem um médico para chamar de seu, cuidando mais de todos os aspectos da mente e do corpo com a finalidade de chegar à sanidade total.  

Quais as melhores vantagens da consulta online? 

A modalidade de consulta online traz diversas possibilidades e já é realidade no Brasil.

 

A primeira coisa importante para entender sobre as consultas online de cirurgia dentaria estética, por exemplo.

 

É que a despeito de quando precisa de um contato físico para um exame específico, o atendimento pela internet é muito parecido com o presencial.

 

De elementos básicos de uma consulta presencial, mantiveram-se os padrões de fazer uma checagem de fatos sobre o paciente. 

 

Isso também é feito no modo online porque os médicos precisam saber do histórico. 

 

É extremamente importante conhecer e fazer uma anamnese. Isso não muda em absoluto e torna as coisas ainda mais fáceis quando não é preciso sair de casa. 

 

Já que a telemedicina já tem seu ambiente pela internet, é bastante recomendável e fica até mais fácil de enviar exames já feitos sobre o tema da consulta, seja uma cirurgia da catarata ou não.

 

Isso ajuda na avaliação e o contato entre médico e paciente, de forma online, fica mais tranquilo de lidar com as informações em mãos. 

 

O levantamento dos hábitos da pessoa e de todo o histórico necessário para se fazer o atendimento fica menos burocrático no meio online porque não há chances de esquecer os papéis e perder a viagem. 

 

Hoje em dia, qualquer exame e resultado é enviado por e-mail ou fica disponível nas plataformas dos próprios laboratórios de diagnósticos. 

 

Como não há tato, quanto mais você tiver uma bagatela de exames para mostrar, melhor será a consulta online.

 

Isso aumenta os elementos dos profissionais de saúde, incluindo os dermatologista de pele, para levantar possíveis hipóteses e pedir os exames certos e os primeiros remédios, caso precise.

 

Para os médicos, a vantagem é incrível porque pode aumentar o número de pacientes de forma excepcional. 

 

Com uma estratégia simples de marketing, via anúncios pagos ou conteúdos educativos nas redes sociais, por exemplo, os médicos conseguem angariar mais clientes e aproveitar já o ambiente online para isso. 

 

Além disso, para ambos os lados, tanto do paciente quanto do médico, há uma maior segurança, principalmente em época de pandemia, que a qualquer momento, pode contrair o vírus. Como a consulta é online, esse risco é totalmente mitigado. 

 

Uma outra vantagem é a questão do tempo porque não haverá deslocamento, então os horários são cumpridos e há mais chances de encaixe em agendar consulta oftalmologista, tendo um melhor aproveitamento do tempo. 

 

A praticidade é talvez o principal benefício e, às vezes, é o que precisa para uma consulta rápida que confirme já um diagnóstico, e já comece um tratamento que precise de maior urgência. 

 

 Veja algumas dicas para as teleconsulta:

 

  • Esteja em um local silencioso;
  • Tente evitar interrupções;
  • Abra a câmera se possível (não obrigatório);
  • Separe os exames para mostrar na consulta.

 

E quanto à limitação de um exame que precisa ser físico? A questão da praticidade também ajuda nisso porque você pode fazer em uma clínica mais perto, em um posto de saúde.

 

Isso tudo sem perder a viagem, afinal o médico já recomendou o que deve ser feito.  

Por que a telemedicina é uma revolução? 

A vida vem se tornando cada vez mais digital, basta observar quando se tem preguiça ou não pode sair de casa, e portanto, compra algo online. 

 

Isso é um caminho sem volta, assim como a telemedicina e as consultas online da área de saúde. 

 

O momento da pandemia foi crucial para a consolidação dessa modalidade, que antes, era vista com muito preconceito. 

 

Como a maioria das pessoas não podia sair de casa para não se expor à Covid-19, o mercado se adaptou e a disrupção reinou. 

 

O atendimento precisou ser feito de alguma forma, a única alternativa mais viável era acelerar esse processo revolucionário das consultas online.

 

Pelo fato de ser remota, muitas vezes as pessoas se sentem menos intimidadas em falar sobre os problemas que a afligem. 

 

É uma revolução tecnológica, mas também, de uso e de contato com a medicina.

 

De acordo com dados do Ministério da Saúde, de 2018, um em cada três brasileiros não vai ao médico de forma regular para fazer check-ups e cuidar da saúde. 

 

Isso envolvia questões como deslocamento, filas, esperas, burocracias, demora, falta de tato social, entre várias outras coisas. 

 

Agora, com as consultas online é a chance de esse índice de atendimento de fisioterapia ortopedia domiciliar, entre várias outras, aumentar pelo fácil acesso que a telemedicina proporciona. 

 

Acesso não só em termos de usabilidade como também na questão financeira. Muitas consultas online acabam sendo mais baratas porque os médicos escolhem assim. Basta procurar aquele que pratica dessa forma. 

 

E a cada três brasileiros que morrem, dois são homens, que curiosamente, são de forma disparada o gênero que mais morre por causa de doenças, como AVC, diabetes e infarto.

 

Justamente aquelas que a prevenção é totalmente necessária e pode ser feita de forma simples como com um aparelho de medir pressao.

 

Bastava ir ao médico para identificar disfunções e tratar, sem que houvesse risco de morte. 

 

Em 2019, uma pesquisa do Conselho Federal de Farmácia (CFF), feita em parceria com o Instituto Datafolha, provou que a automedicação é praticamente regra no Brasil. 

 

Na época, 77% das pessoas com mais de 16 anos admitiram que faziam uso da medicação sem prescrição médica. 

 

Esse é um dado muito grave, considerando que cada pessoa tem um organismo diferente e responde de forma muito particular a cada remédio. 

 

A telemedicina, por sua facilidade, rapidez e praticidade, pode diminuir bastante esse velho hábito do brasileiro e dar um atendimento digno, mesmo para problemas de saúde mais simples. 

 

Até nesses casos, em uma gripe, por exemplo, a automedicação pode ser perigosa. 

 

Portanto, o pulo do gato das consultas online é justamente a oportunidade dos brasileiros se cuidarem melhor, e essa é uma revolução difícil de mensurar pelo lado dos imensos benefícios que esse tipo de atendimento acarreta no sistema de saúde. 

 

Outra questão que pouco se fala é, com isso, um futuro “desafogamento” do serviço público para quem realmente precisa do contato físico e do atendimento presencial, como nos casos em que é necessário um aparelho de choque para fisioterapia

Considerações finais 

As consultas online foram uma das inovações mais esperadas dos últimos tempos. 

 

Com a pandemia, a realidade veio à tona e pacientes e médicos passaram a se comunicar por telas e fazer um atendimento remoto. 

 

Não importa se você está na China e o seu médico de anos no Brasil. Agora, é plenamente possível fazer uma consulta de saúde em praticamente qualquer especialidade graças à telemedicina, que tem o aval de diversos órgãos municipais, estaduais e federais. 

 

Os benefícios, como vimos ao longo deste conteúdo, são vastos. Vão desde à maior praticidade a um custo mais baixo das consultas, em vários exemplos de mercado.

 

É uma oportunidade para os pacientes terem mais acesso à saúde do que antes e uma chance dos médicos terem uma presença online mais forte e garantir mais clientes para a realização de exames e serviços remotos. 

 

Os pacientes têm melhor disponibilidade de horário e até maior abertura para falar sobre seus problemas de saúde, algo que acabava afastando as pessoas dos consultórios com o atendimento físico, quando não era mandatório. 

 

É a hora do domínio das telas na medicina e de os brasileiros, finalmente, cuidarem de si, à medida que os dados mostram o contrário atualmente, tanto no sentido de automedicação quanto de relutância à consulta, sobretudo no meio físico.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Write a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

4 dicas de marketing digital para área da saúde

A internet simplesmente mudou o estilo de vida, no pessoal e profissional, um dos efeitos disso é a força de frentes como …

4 benefícios de obter um plano de saúde

Se tem algo que todo adulto responsável sabe é que cuidar da própria saúde é uma coisa que em algum momento da vida …

Nutricionista esportivo: para que serve e sua importância

O interesse do brasileiro por esportes é algo conhecido há bastante tempo, já tendo se tornado um fator propriamente cultural, …