Dicas de Fisioterapia para Pacientes e Fisioterapeutas

Leia nossos artigos. Melhore o seu estilo de vida agora!

Fibromialgia: confira as opções de tratamento fisioterapêutico

A fibromialgia é uma doença que atinge milhares de pessoas todos os anos, causando dores e incômodos indesejados. Saber como tratar dessa condição com estratégias fisioterapêuticas é essencial para diminuir os danos ao corpo e à mente. 

 

Os sintomas da fibromialgia passam a ser notados por volta dos 30 anos, mas a doença é diagnosticada somente próximo aos 40, estendendo-se aos 50 anos para algumas pessoas. Se você está chegando nessa idade, cogitar fazer aula de pilates pode ser interessante. 

 

Afinal, essa condição afeta a qualidade de vida dos pacientes devido às dores e rigidez muscular, mas felizmente existem métodos que diminuem os sintomas e possibilitam o retardamento da doença no corpo dos pacientes. 

 

Ao longo desse artigo, abordaremos algumas opções de tratamentos fisioterapêuticos comprovados cientificamente que ajudam a tratar deste problema que atinge 3% da população mundial. Por isso, acompanhe a leitura!

Afinal, o que é fibromialgia?

Identificada como uma síndrome reumática de origem desconhecida, a fibromialgia é uma condição dolorosa e crônica, ou seja, não tem cura, apenas tratamento. Sua principal característica é a dificuldade dos pacientes de identificar o local das dores.

 

Muitos sentem dores nas articulações, outros sentem dores nos músculos, enquanto boa parte sente incômodos nos ossos. As dores são frequentes e permanecem por mais de três meses. 

 

Com o tempo, todo o corpo passa a doer e a sensibilidade ao toque é agravada se pressionado em pontos específicos. As dores constantes passam a alterar o emocional das pessoas causando outros problemas. 

 

Alguns dos sintomas da fibromialgia são:

 

  • Fadiga muscular, sem ter feito exercícios físicos;
  • Dores generalizadas em diversos pontos do corpo;
  • Sensibilidade corporal (em toques e até abraços);
  • Insônia e dificuldade para descansar;
  • Formigamentos;
  • Aumento do estresse e alterações no humor;
  • Ansiedade (por medo das dores).

 

A falta de tratamento, como a realização de sessões de rpg fisioterapia, podem agravar e muito os sintomas, principalmente se tratando de pacientes idosos com histórico de doenças parecidas e lesões no corpo. Por isso, o tratamento deve ser feito de imediato.

O que causa essa condição e como identificar?

Existem diversos estudos que buscam encontrar a real causa para a fibromialgia, mas ainda não foi encontrada. Contudo, diversos cientistas já publicaram estudos comprovando que existem pessoas com sensibilidade maior à dor.

 

Essa sensibilidade, porém, não necessariamente está relacionada à síndrome, mas a uma condição natural e individual de cada indivíduo. Local, método de vida e climas diferentes, fatores esses arrastados ao longo de muitos anos, resultaram nessas conclusões. 

 

Em geral, a fibromialgia costuma aparecer após traumas que são como gatilhos para doenças, sejam eles físicos ou psicológicos. Por isso, a necessidade de ter uma vida saudável e evitar excessos, pois a conta costuma vir com o tempo.

 

Somente um médico pode diagnosticar a síndrome, portanto, é por característica um diagnóstico clínico. Ele é feito depois de verificado dores entre 11 até 18 pontos diferentes com duração maior de 3 meses.

 

Além disso, a sensibilidade nos pontos específicos ultrapassa mais de 80% em comparação a uma pessoa comum. 

 

De fato, se existisse uma espécie de trava, como de uma catraca eletrônica academia para esses casos de sensibilidade, um paciente com fibromialgia não passaria. 

Cuidados a serem tomados e tratamentos

Existem cuidados que transcendem quaisquer que sejam os métodos escolhidos para que uma pessoa possa viver com saúde. Portanto, para prevenir a fibromialgia, será preciso se ater a alimentação, exercícios físicos diários e baixo estresse mental.

 

É complicado manter esses hábitos no decorrer de uma rotina intensa que exige muito de nós, mas são hábitos que podem ser implementados aos poucos. 

 

Realizar entrega de exames motoboy, trabalhar com muito peso ou ficar de pé o dia todo pioram a situação. Então, se começar a sentir dores com muita frequência, busque um médico. Quando antes tratado, maiores as chances de conter as dores.

 

Agora que já temos todo o embasamento de causas, sintomas e maneiras de identificar a fibromialgia, chegou o momento de acompanhar quais são os melhores tratamentos fisioterapêuticos aceitos pela ciência:

1 – Fortalecimento muscular 

Com o acompanhamento de um profissional, com exercícios físicos pontuais, é possível gerar o fortalecimento das fibras musculares. Desta forma, cria-se uma proteção contra a dor e uma maior resistência contra a fadiga muscular.

 

Atividades que antes eram intensas e geram uma rápida exaustão serão mais fáceis de lidar e, em alguns casos, deixam de ser um incômodo. É necessário apenas ter cuidado para não passar do ponto.

 

Os músculos se desgastam e doem, por isso uma pessoa diagnosticada com fibromialgia deve ter cuidado, visto que sua sensibilidade é muito maior que a de uma pessoa comum.

 

Logo, dores normais causadas após a realização de uma atividade física são intensificadas em uma pessoa com a síndrome. Exercícios aliados de uma dieta para ganhar massa feito por um nutricionista, são um excelente caminho para tratar esta síndrome.

2 – Hidroterapia 

A hidroterapia vem se mostrando uma opção incrível para diversos tipos de problemas crônicos. Comprovado cientificamente, imergir o corpo em água possibilita inúmeros resultados clínicos interessantes para tratamento de diversas doenças. 

 

Além disso, a hidroterapia é utilizada no mundo todo do setor fisioterapêutico para tratar de problemas como a atrofia muscular e problemas similares. 

 

A água aquecida com a prática de exercícios relaxa o corpo e diminui a dor, fortalece os músculos e diminui a fraqueza e a tensão neles. Tudo isso impede a perda da função de diversas partes que foram prejudicadas pela síndrome ajudando na qualidade de vida.

 

Por fim, é inevitável não dizer que o ato de estar se exercitando debaixo d’água faz com que o corpo tenha que trabalhar na manutenção da temperatura, ativando os chamados mecanismos termorreguladores.

 

A ativação desse mecanismo faz com que o corpo tenha que trabalhar a circulação sanguínea, e consequentemente, o sistema renal e respiratório, sistemas esses que influenciam diretamente nas dores. 

 

É bem comum nos dias atuais de se encontrar uma clinica fisioterapia esportiva que trabalhe com hidroterapia. Verifique em sua região as possibilidades e comece a fazer. Assim, verá os grandes resultados que serão acrescentados em sua qualidade de vida. 

3 – Pilates

Fizemos um breve comentário sobre pilates no início do conteúdo, mas é inevitável não dar um destaque merecido a essa prática que ganhou o coração de seus praticantes pelos excelentes resultados trazidos. 

 

Pilates é um método criado em 1920, por Joseph Pilates, que promove a consciência corporal. A maior vantagem é que grande parte dos exercícios podem ser realizados de maneira deitada. 

 

O esforço feito de maneira objetiva leva as pessoas a conseguirem trabalhar em áreas prejudicadas, fortalecendo-as. Tudo isso por promover uma melhor circulação do sangue, trabalhando em conjunto com a respiração e a flexibilidade do corpo. 

 

A maioria dos professores de pilates são fisioterapeutas especializados na prática, que usam uniformes profissionais, equipamento profissional e conhecem a realidade muscular e óssea das pessoas que sofrem com fibromialgia.

 

Por isso , diferentemente de outros tratamentos, como acupuntura, o pilates é um método comprovado cientificamente que produz resultados, não algo alternativo que funciona para uns e não para outros. 

4 – Relaxe com meditação e ioga 

A ioga é uma prática que promove o alinhamento entre a respiração, o alongamento e o relaxamento do corpo. Existem muitos relatos de pessoas que começaram a fazer ioga passaram a entender mais sobre como o próprio corpo funciona. 

 

Sem falar dos diversos benefícios trazidos para outras doenças que afetam a mesma faixa etária dos diagnosticados com fibromialgia. Às vezes, idosos que precisam de nutricao funcional diabetes conseguem diminuir o estresse e melhorar o corpo com essa prática.

5 – Fisioterapia, alongamentos e aquecimentos

Não é de hoje que alongamentos são essenciais para a prevenção de lesões e outros problemas. Para pessoas com fibromialgia eles servem para a melhora de postura e alívio das tensões causadas pelas dores. Além disso, ajudam na rigidez.

 

Por último, mas talvez mais eficaz de todos, é fazer com frequência sessões de fisioterapia para fortalecer e tratar especificamente das áreas mais prejudicadas pela síndrome. 

 

Além disso, o fisioterapeuta poderá indicar outros tratamentos de acordo com a realidade do paciente ou até buscar um acompanhamento médico ortopedista. 

Considerações finais 

Vimos ao longo deste artigo como tratar da fibromialgia por meio de tratamentos fisioterapêuticos que geram resultados positivos em todos os aspectos dos diagnosticados, começando pelo corpo e estendendo-se até a mente dos envolvidos. 

 

É preciso se ater à alimentação para que todos os processos sejam edificados de maneira concreta. A frase “somos o que comemos” é muito verdadeira, por isso, todos os cuidados e mudanças de hábitos alimentares são importantíssimos. 

 

Por fim, a constante prática de exercícios físicos farão com que o corpo e a mente se fortaleçam para enfrentar as dores causadas por essa síndrome.

 

Muitas pessoas são acometidas pela fibromialgia, mas muitas delas que correspondem bem aos tratamentos com algumas dessas dicas que demos neste artigo podem viver uma vida normal sem maiores problemas. 

 

Escreva um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

9 benefícios dos Coworkings para o bem-estar e o bem profissional

Os escritórios de coworking oferecem uma grande variedade de vantagens para quem começa sozinho, incluindo oportunidades …

Atendimento fisioterapêutico online: como realizá-lo da melhor forma

Existem diversas maneiras de conseguir aprimorar um negócio e graças às evoluções tecnológicas umas das áreas que …

Software de gestão: como pode auxiliar na organização de sua clínica

Vivemos a época da conexão 5G, da Internet das Coisas e dos smartphones, que podem trazer praticamente o mundo todo nas …