Tag Archives: dor cervical

Cervicobraquialgia, o que é? Como ocorre? Como tratar? Osteopatia, Quiropraxia, Acupuntura em Franca SP

Ultimamente venho recebido em consultório diversos casos de dores que se iniciam na região cervical (pescoço) e que “andam” para o braço. As causas para essa condição porde ser tão vasta quanto a própria vida, pois cada pessoa possui sua identidade postural, e isso por si só diferencia as causas das dores do João e da Maria, mesmo que os sintomas sejam exatamente os mesmo. Protusões ou hérnias discais, espondiloartroses (artrose na coluna cervical) são as conseuqencias de um processo de posturas inadequadas a longo prazo. E esses fatores causam uma compressão da raiz nervosa que sai da coluna. Que por sua vez gera dor por toda a extensão do nervo que percorre o corpo, oriundo dessa raiz. Dai a explicação do porque a dor “anda”.

Os sintomas podem ser 3, agindo de forma isolada ou em conjunto.

1- Dor: local ou irradiada

2- Parestesia: dormência, pode também ser local ou irradiada.

3- Paresia: dificuldade de movimentação dealgum segmento ou falta de força no mesmo.

Tudo isso resulta em uma perda progressiva da qualidade de vida da pessoa, primeiro como um incômodo mas depois passa a restringir as atividades de vida diária (AVDs) que incluem dirigir, lavar louça, tomar banho, entre outras.

O tratamento correto é interromper o processo causador da compressão, isso é retirar de sobre a raiz nervosa qualquer estrutura que a esteja comprimindo e assim os sintomas somem naturalmente justamente por ter-se retirado o fator causador.

O tratamento medicamentoso é importante principalmente no inicio dos sintomas a fim de controlar a inflamação resultante desse tipo de agressão. E a cirurgia deve ser vista com muita cautela visto que a região é extremamente sensível e vital, e qualquer erro causa tetraplegia ou morte.

Tudo o que vem entre o medicamento e a cirurgia é de competência do fisioterapeuta, e esse deve ser de fato competente para que o tratamento não seja focado apenas em sintomas mas sim no processo causador, como foi explicado acima.

Normalmente em casos graves demoro de 1 a 2 meses para obter melhoras significativas ou curas desse tipo de problema e em seguida os encaminho para manutenção em algum tipo de atividade física. Sendo assim o uso de drogas fica restrito apenas ao necessário e a cirurgia é descartada.

Enfatizo que a conduta deve ser levado muito a serio no sentido de participação ativa do paciente em todos os retornos e nas orientações a fim de que o tempo de tratamento seja reduzido, evitando recidivas…

aos que gostarem do post e quiserem mais informações entre em contato pelo tel: (16) 99167-9057 ou (16) 99117-3434.

Grande abraço a todos e desculpem os erros de português, ma o objetivo é ser conciso e pratico.rsrs


Plexo Braquial e sintomas de compressão – Osteopatia e quiropraxia

LESÃO DO PLEXO BRAQUIAL

O plexo braquial é um agrupamento de nervos, com cerca de 15 centímetros de comprimento, que se origina da medula espinhal na região do pescoço, passa debaixo da clavícula e alcança a axila, onde origina cinco nervos que vão controlar os movimentos e a sensibilidade do ombro, braço, antebraço e mão.

As lesões do plexo braquial afetam as funções motoras (movimento) e funções sensitivas (sensibilidade) dos membros superiores podendo ocorrer uma paralisia, dor ou dormência parcial ou completa dos membros superiores (dependendo da gravidade e da extensão da lesão). Com frequência há dor intensa, constante podendo ser em compressão ou em queimação (sensibilização) desse conjunto neural (foto).

O diagnóstico é realizado através do exame clínico, por ressonância magnética e os estudos eletrofisiológicos (conduções nervosas e eletromiografia).

Problemas do plexo braquial devem ser acompanhadas clinicamente a fim de indicar ou não procedimentos cirúrgicos o mais precocemente possível. Para esse tratamento é fundamental realizar reabilitação com fisioterapia, sendo a osteopatia e a quiropraxia técnicas fundamentais para a completa remissão dos sintomas.