Exemplos de dor referida ou irradiada, o que é?

dor referida

Bom dia a todos!

Pessoal, venho hoje tratar de um assunto comum a muitos mas que dificilmente é entendido, tanto por médicos como por terapeutas.

Dor referida é o conjunto de acometimentos e sintomas que são detectados em alguma estrutura do corpo mas que não correspondem, em origem, com o local do sintoma. Vou explicar melhor.

Entenda que nossa coluna possui muitas vértebras, e estas estão localizadas uma  em cima da outra. Entre cada vértebra temos a saída de um par de nervos que vão para todas as regiões do corpo, pernas, braços, cabeça, orgãos, pele, olhos, pelos, nariz, etc.

Desta forma, quando ocorre algum problema em algum nivel medular a dor pode ser sentida em muitas regiões que são inervadas por esse nível medular. Por exemplo, um problema na altura de T3 pode ter problemas no pulmão e no diafragma. Lesões em cervical podemos ter dor referida nos braços, que compartilha da mesma origem medular. Assim como problemas no intestino ou até mesmo útero podem afetar a coluna lombar e músculos adjacentes.

É evidente a importância da divulgação desse tipo de conceito pois o não entendimento dessa correlação faz com que o diagnóstico seja realizado de forma incorreta e o tratamento por sua vez não seja eficaz, favorecendo a recidiva e o resultado insatisfatório.

Espero ter esclarecido algo e qualquer duvida é só deixar nos comentários!

Abraço a todos!

 

 


Saiba a diferença entre Osteopatia e Quiropraxia

duvida

Ola pessoal, sejam bem vindo ao meu site!
O objetivo deste é informar sobre as principais dúvidas que aparecem em consultório e ajudar a esclarecer e facilitar a escolha de terapias ou exercícios para cada caso específico.
Hoje o tema é: diferenças entre Osteopatia e quiropraxia!

Para começo de conversa, ambas as técnicas tem muito mais coisas parecidas do que distintas.
São técnicas destinadas a correções de microlesões ou desajustes, como é usualmente chamado, que apesar de serem micro causam grandes problemas no funcionamento biomecânico do corpo, o que inevitavelmente leva a dores e perda da qualidade de vida.

Tais ajustes podem ser realizados em articulações, músculos, órgãos e vísceras, nervos e até mesmo artérias, sendo para tanto utilizado em inumero arsenal de manobras, como manipulações (os famosos estalos), mobilizações (não produzem estalos), alongamentos, liberações fasciais e até mesmo choques verbais.

O que podemos salientar que existe na osteopatia e também na quiropraxia é a forma com que é entendido o processo de lesão primária. Entende-se que a lesão primária não esta onde a dor aparece. Como em um escritório que não funciona bem, quem se queixa não é o que esta sem trabalhar, e sim o que trabalha dobrado para compensar a perda de uma função. Portanto, para isso, devemos trabalhar em zonas de hipomobilidade, ou seja, aquela que esta sem movimento.

Para a Quiropraxia o sistema nervoso é a fonte de toda a vida do organismo, sendo assim, com o sistema nervoso correto a saúde estará presente, sendo o contrário também verdadeiro. Ja na Osteopatia entende-se que a estrutura governa a função, sendo assim o tecido em sofrimento é o grande causador de dores, especialmente em função da disfunção do aporte sanguíneo. Para a osteopatia o corpo possui uma característica inata de auto cura, sendo assim, quando este possui suas estruturas em ordem todo o organismo se reorganiza espontaneamente.

Cada técnica tem sua utilidade em sua devida hora, cabe ao terapeuta entender quando é hora de utilizar uma ou outra!!

Espero ter esclarecido alguma coisa e comentem que sera um prazer responder l!!

Grande abraço a todos. Obrigado!!!

Frederico




A Osteoartrose Femuropatelar

Atualmente muitas pessoas procuram fisioterapia para tentarem esclarecer queixas de dores em joelhos, que se iniciaram sem uma causa aparente. Referem serem as mesmas contínuas, piorando com movimentos de subir e descer escadas ou, quando se agacham para pegar algum objeto. Na quase totalidade das vezes, são indivíduos jovens ou de meia idade e referem ser freqüentadores de academias. Possuem eles algumas vezes, um ponto em comum, que é o fato de estarem aumentando a carga de exercícios para perna.

A patela, também chamada de rótula, é um dos ossos que compõem a articulação do joelho, participando ativamente, dos movimentos de flexão e, principalmente na extensão desta articulação. Ela se insere na parte anterior do joelho e, por sua superfície passam os tendões do músculo quadríceps (principal músculo extensor) antes de se inserir na tuberosidade anterior da tíbia.

Em determinadas pessoas ou atletas, devido a uma má formação congênita ou hipertrofia de determinado grupo muscular da coxa, a patela pode escorregar lateralmente (internamente ou externamente) durante este movimento, fazendo com que ocorra um atrito entre a cartilagem patelar e cartilagem interna da tróclea do fêmur. A repetição de tal fato, poderá acarretar uma lesão que, se persistente, evoluirá para um processo degradativo articular (osteartrose femuro-patelar).

Uma vez instalada esta patologia, o uso de exercícios corretivos, antiinflamatórios e substâncias condroprotetoras poderá auxiliar tanto na prevenção, quanto no tratamento.

O exercício orientado e direcionado de fortalecimento da musculatura do quadriceps também corrige a posição da patela, sendo este um dos principais fatores para a melhora das dores a longo prazo.

Pergunte a um especialista se você está apto para na sua academia, fazer estes exercícios.

 


Quiropraxia é bom para hérnia de disco?

A hérnia de disco ocorre quando o disco intervertebral se “desloca” em direção a medula ou mesmo o recesso lateral, onde passa as raízes nervosas que vão compor os nervos das extremidades do corpo, vísceras e nervos sensitivos que nos faz o sentir na pele.

 

  A faixa etária dos acometidos é entre 35-55 anos. Os sintomas são bem específicos e em muitos casos visíveis. Se a pessoa estiver com uma inclinação para frente e lateral (posição antálgica), estiver com dificuldade para realizar a marchar (andar claudicante) e com uma dor intensa no local (coluna Lombar especialmente) as chances de ser uma hérnia de disco são grandes. Porém outros sintomas são relevantes para o diagnóstico preciso, como por exemplo: dores que irradiam entre a coluna lombar até os pés (geralmente em um pé), formigamento na perna sem causa aparente, fraqueza nas pernas e em alguns casos o paciente fica acamado obrigatoriamente.

   A grande maioria das pessoas que vem aqui com o diagnóstico de Hérnia de Disco já se preocupam com uma possível cirurgia, primeiramente a condição que leva a cirurgia são na realidade duas: Trauma gravíssimo na coluna lombar e Síndrome da Cauda-Equina, são não houver essas condições confirmadas, sempre é importante considerar o tratamento conservador como a Quiropraxia.

Todo bom tratamento de Quiropraxia tem que ser composto de objetivos bem delineados e factíveis para alcançar o resultado desejado.

1 – Eliminar qualquer sintoma neurológico com irradiação para membros inferiores (Fraqueza, formigamento, adormecimento) – quer dizer que o nervo está novamente com sua passagem pelo forame intervertebral preservado ou mesmo a medula espinhal pela sua passa na coluna vertebral.

2 – Eliminar qualquer dor local decorrente a mudança funcional e estrutural da coluna. (Subluxação, encurtamento muscular e outros) – A maioria dos casos de Hérnia de Disco ocorre por mau cuidado em relação postura e a utilização da mecânica do corpo humano obviamente inclui a coluna vertebral. Portanto a correção funcional e mecânica é necessária.

3- Estabilização muscular e articular da região acometida –  (Fortalecimento e Propriocepção) – O fato de retirar as imperfeições mecânicas não quer dizer que está totalmente reabilitado pela Quiropraxia, é necessário fortalecer três grupos musculares: Os paravertebrais lombar, abdômen e glúteos com rotadores do Quadril. Assim teremos uma melhor tonificação muscular e isso consequentemente gera a estabilidade para utilização posterior da coluna lombar.

Temos que considerar as variantes de cada paciente, porem o tratamento para hérnia de disco na Quiropraxia (e seus benefícios) deve conter os 3 pontos de objetivos.

Em relação ao protocolo aplicado para correção, na Quiropraxia existe vários como protocolo de Cox, Mckenzie entre outros. Somente um Quiropraxista associado a ABQ (associação Brasileira de Quiropraxia) pode decidir o melhor caminho com segurança.

Todo bom tratamento de Quiropraxia tem que ser composto de objetivos bem delineados e factíveis para alcançar o resultado desejado.

1 – Eliminar qualquer sintoma neurológico com irradiação para membros inferiores (Fraqueza, formigamento, adormecimento) – quer dizer que o nervo está novamente com sua passagem pelo forame intervertebral preservado ou mesmo a medula espinhal pela sua passa na coluna vertebral.

2 – Eliminar qualquer dor local decorrente a mudança funcional e estrutural da coluna. (Subluxação, encurtamento muscular e outros) – A maioria dos casos de Hérnia de Disco ocorre por mau cuidade em relação postura e a utilização da mecânica do corpo humano obviamente inclui a coluna vertebral. Portanto a correção funcional e mecânica é necessária.

3- Estabilização muscular e articular da região acometida –  (Fortalecimento e Propriocepção) – O fato de retirar as imperfeições mecânicas não quer dizer que está totalmente reabilitado pela Quiropraxia, é necessário fortalecer três grupos musculares: Os paravertebrais lombar, abdomen e glúteos com rotadores do Quadril. Assim teremos uma melhor tonificação muscular e isso consequentemente gera a estabilidade para utilização posterior da coluna lombar.

Temos que considerar as variantes de cada paciente, porem o tratamento para hérnia de disco na Quiropraxia deve conter os 3 pontos de objetivos..

Devemos lembrar que levou tempo para o corpo atingir certo grau de degeneração, então é normal e compreensivo esperar um determinado tempo para sua recuperação.

Removendo-se a subluxação articular e devolvendo o bom funcionamento e uma congruência ideal para articulação, há um alívio dos sintomas e remissão da dor.

Procure um quiropraxista e viva bem e com plenitude…


Acupuntura para enxaqueca

Tente a Acupuntura para Aliviar sua Dor de Cabeça e Enxaqueca

Muitos de nós, médicos, possuímos a tendência de menosprezar aquilo que não conhecemos ou aprendemos. A acupuntura é um bom exemplo. Infelizmente, muitos dos médicos que não conhecem essa técnica acabam por dar-lhe o rótulo de “tratamento exótico” ou “alternativo” e não lhe conferem a devida importância no tratamento da dor.

Pensando bem, na nossa cultura não é fácil acreditar que uma agulha posicionada num determinado ponto (por exemplo, no pé) pode aliviar uma dor em outro ponto (por exemplo, na cabeça).

Existem centenas de pontos de acupuntura na superfície do nosso corpo. Esses pontos foram descritos pelos antigos chineses, e permanecem atuais na sua eficácia.

A acupuntura funciona tão bem no alívio de muitas dores, que cientistas em universidades do mundo inteiro têm pesquisado a sua ação sobre o nosso organismo. E as pesquisas têm mostrado resultados incríveis.

A acupuntura atua em vários níveis do cérebro:

. Ativando um circuito denominado sistema supressão da dor (também conhecido como sistema inibitório descendente) promovendo a liberação de endorfinas (substâncias semelhantes à morfina, fabricadas nos neurônios, que promovem sensação de alívio da dor e bem-estar), aumentando os níveis de serotonina no líquor e tronco cerebral inferior, diminuindo a liberação de substâncias cerebrais relacionadas à dor.

O efeito da acupuntura numa crise de enxaqueca pode ser muito rápido, com graus de alívio que podem ser muito grandes. E sem os efeitos colaterais dos medicamentos!

A acupuntura pode, também, ser utilizada periodicamente fora das crises de enxaqueca, com o objetivo de preveni-las!

Enxaqueca


Para que serve a quiropraxia? Dores de coluna

Essa matéria mostra quais são as indicações, sinais e sintomas que a quiropraxia pode ajudar a resolver. Casos como dores de coluna, dores na região cervical, torácica, lombar, ciático, entre outras são as principais indicações para essa técnica da fisioterapia.


quiropraxia

O que é Quiropraxia?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnostico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.

Os conceitos e os princípios que distinguem e diferenciam a filosofia da Quiropraxia de outras técnicas da fisioterapia são de grande importância para os quiropraxistas e influenciam profundamente a atitude e a abordagem destes em relação à atenção à saúde.

A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e a função do sistema músculo-esquelético especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.

O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e conseqüências biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente.


Acupuntura

O que é Acupuntura?

O que é Acupuntura?

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos chamados pontos de acupuntura.

De acordo com a tradição chinesa, a técnica é capaz de ajustar canais energéticos do corpo, chamados na acupuntura de meridianos, de acordo com equilíbrio de yin e yang. A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o estresse.

O diagnóstico é feito após o questionamento de diferentes aspectos da vida do paciente e a observação de manifestações físicas como a pulsação, a respiração, cor e aspecto da pele e da língua. Assim que o problema é identificado, o paciente pode ter alguns de seus mais de mil pontos de acupuntura estimulados em diversas e frequentes sessões.

Para que serve

A acupuntura busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor.

A técnica sobrevive há milênios mostrando benefícios a indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos e neurológicos, ginecológicos e até mesmo dermatológicos.

A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores
localizadas nas costas, tratamento de náuseas e vômitos em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias, e diminuição da tensão emocional.

Curiosidades

De acordo com a medicina chinesa, os meridianos energéticos que atravessam o corpo são afetados por energias “perversas”, que afetam o organismo de forma geral. Apesar de soar místico, a própria tradição ocidental considera que ventos, bactérias, vírus, lesões, traumas, ansiedades, frio ou calor constituam boa parte das energias “perversas”. A medicina moderna concorda.

Nem apenas de agulhas vive a acupuntura: a estimulação de pontos de acupuntura pode ser feita também pelos dedos (acupressão), moxabustão (bastão incandescente que contém erva de artemísia), ventosas (copos que retiram energias estagnadas através do vácuo), magnetos (imãs usados para alivio de dor e melhora da circulação energética), pedras quentes, laser, entre outras técnicas. O importante, pregam os defensores da prática, é que os fluxos energéticos sejam retomados e a energia do corpo equilibrada.